Home > Espiritualidade

Aborto e Reencarnação - Parte 1

por Acid

Aborto e Reencarnação - Parte 1

O tema "aborto" tem estado em voga na mídia e nos comentários do blog. Como falei na ocasião, não tenho uma opinião formada sobre o assunto, que é muito espinhoso e complexo (porque não envolve apenas a vida da criança, mas a da mãe, a QUALIDADE da vida da criança, da mãe, da família, por extensão da sociedade e do país como um todo). Mas uma dúvida que eu tenho (e que a ciência também tem) é ONDE começa a vida humana??? Eu precisaria saber disso pra ter uma posição mais embasada, pois pra mim, enquanto não houver uma manifestação do espírito humano, eu acho o aborto (até essa etapa) tão criminoso quanto tirar uma rosa ou uma fruta do pé. Afinal, tudo é VIDA, que devemos respeitar, mas que também devemos dispor da maneira mais responsável possível. Mas mesmo isso não está muito claro na minha cabeça, e eu realmente não quero influenciar ninguém sobre isso, até porque é uma questão puramente pessoal (e Deus me livre passar por uma experiência dessas), mas que, como vivemos em sociedade, com regras, precisa-se chegar a um consenso para efeito de LEIS. Não se pode querer nivelar todo um país tomando por base a NOSSA visão espiritual de mundo, ou cairemos no mesmo erro da Igreja Católica na idade média ou do Talibã no Afeganistão! Tem milhares de mães morrendo em função de abortos clandestinos, e uma parcela da sociedade fica naquela Lei do Talião: "Queria matar o bebê? Morreu! Bem-feito!" e isso pra um país que se diz civilizado? Parece até o jogo do bicho: é "ilegal", mas é tolerado porque a realidade do brasileiro é totalmente diferente das suas leis!!

Eu vejo duas saídas possíveis:
1 - Legalizar até certo estagio da gravidez, com a condição do aborto ser feito com acompanhamento psicológico e, em caso de reincidência, fica com a ficha suja na polícia (ou no SERASA, o que atemoriza mais as pessoas).
2 - Proibir "de verdade", e perseguir realmente as clínicas de aborto, com penas mais duras, inclusive pra mãe que o comete (pena de 1 ano de psicólogo, por exemplo).

Tudo isso com campanhas na TV, MUITA conscientização quanto ao uso de contraceptivos, etc. O governo parece que resolveu acordar e baixou o preço da pílula, mas falta uma divulgação do uso correto da mesma, da camisinha como método pra evitar a gravidez, enfim, falta conscientização. O resultado disso tudo se vê nas camadas mais pobres. É justo, então, dizer pra essa parcela da população "Morreu! Bem-feito"? É equivalente a ficar do alto de um castelo de ilusões, julgando os outros sem viver a realidade deles.

Mas vamos ao que interessa. Pra nós, que estudamos esoterismo, é importante saber quando acontece a ligação espiritual com o embrião ou feto, pra podermos avaliar tudo isso do ponto de vista metafísico e tirar nossas próprias conclusões. Deparei-me, por "acaso", com o capítulo 13 do livro "Missionários da Luz (projeto ainda não concluído, mas que pode ser baixado aqui).", escrito por André Luiz e psicografado por Chico Xavier. André, que foi médico quando encarnado, mostra justamente o processo de ligação do corpo perispiritual ao óvulo! Segundo o livro, a ligação se dá no momento da fecundação! Duas coisas que eu gostaria de deixar bem claro pra quem for ler é que:
1- Esta é a visão do espiritismo. Pode não corresponder à verdade, mas, considerando que veio por Chico Xavier, essa é uma das melhores fontes de informação de toda a doutrina espírita.
2 - Não imaginem que sempre vai ter espíritos "trabalhando" no útero de cada mulher que vai engravidar. O caso descrito é de alguém que fez por merecer um acompanhamento maior por parte de seus amigos com conhecimento para tal. Nascer e morrer é uma coisa natural, mas, da mesma forma que uma mulher pode fazer um parto no meio da floresta ou numa UTI automatizada, existem casos e casos.

No meu blog tem os trechos selecionados das partes mais interessantes do capítulo, mas, para deixar o texto aqui mais enxuto, vou fazer um resumo:

AMOR

Antes de mais nada, é preciso que haja alguma afinidade entre o espírito que vai reencarnar e os pais, para que possa haver fecundação. No livro, os espíritos amigos conseguem - através do sono - fazer as pazes entre o futuro pai e o filho, que eram inimigos de vidas passadas.

Alexandre, um dos espíritos orientadores do trabalho, é quem explica:
Cada homem, assim como cada espírito, é um indivíduo por si mesmo e cada mente é como um céu... Dele descem raios de sol e chuvas benéficas para o planeta, assim como, quando há atrito na atmosfera, deste mesmo céu descem faíscas destruidoras. Com a mente humana, acontece o mesmo. Dela originam-se as forças que equilibram e restauram as células do corpo físico; mas, quando perturbada, emite raios magnéticos de alto poder destrutivo para as células que a compõem. O pensamento envenenado de Adelino (o futuro pai) estava destruindo as células reprodutoras, intoxicando a cromatina dentro da própria bolsa seminal. Ele poderia satisfazer as necessidades físicas, entregando-se à relação sexual, mas não atingiria os objetivos de reprodução, porque, pelas lamentáveis condições em que trazia a mente, estava aniquilando os espermatozóides, logo ao nascerem, e, quando acabasse com eles, passaria a intoxicar os genes do caráter, dificultando nosso trabalho. No caso de Segismundo, uma vez que estão unidos, não podemos dispensar sua colaboração direta. Daí a necessidade deste intenso trabalho para despertá-lo para os valores afetivos. Só o amor cria vida, alegria e equilíbrio. Com a mente transformada, Adelino passará a emitir forças magnéticas protetoras para os espermatozóides. Como você pode ver, aqui não existem milagres para o menor esforço. E quando ensinamos, em toda parte, a necessidade de praticar o amor, não o fazemos apenas para obedecer a meros princípios religiosos, mas atendendo a importantes fatores da própria vida.

SEXO

Basta dizer que a relação sexual entre a maioria dos homens e mulheres encarnados se aproxima muito da cópula dos animais. Há muita inconsciência criminosa e indiferença sistemática às leis divinas. Assim, não seria razoável qualquer comentário de nossa parte. Trata-se de nível de semi-selvagens, onde muitas inteligências admiráveis preferem permanecer em baixas correntes vibratórias. Não se pode negar que ali também trabalham os construtores espirituais, que colaboram na formação básica de corpos destinados às entidades que reencarnam nesses meios mais grosseiros. No entanto, precisamos considerar que o serviço, nesses locais, é feito em massa, por meios de mecanismos primitivos.

Mas, entre aqueles que se encaminham, de fato, para a própria elevação, a relação sexual é muito diferente. Representa troca sublime de energias perispirituais, como alimento divino para a inteligência e o coração, e força criadora não só de filhos, mas também de grandes obras e realizações do espírito para a vida eterna. Estou falando dos sagrados objetivos da criação e não apenas do fenômeno procriador. A procriação é uma das tarefas que podem ser realizadas por aquele que ama, sem ser o único objetivo das relações. O espírito que tem ódio ou que manifesta atitude negativa, perante a lei divina, não pode criar vida superior em lugar nenhum.

É necessário deslocarmos o conceito de sexo, evitando colocá-lo apenas em determinados órgãos físicos. Vejamos o sexo como qualidade ativa ou passiva, emissora ou receptora. Desta perspectiva, veremos que toda manifestação sexual evolui com o ser. Enquanto continuamos mergulhados nas vibrações mais pesadas e venenosas, temos apenas sensações. À medida que nos dirigimos para o equilíbrio, vivemos experiências proveitosas, oportunidades de retificação, força, conhecimento, alegria e poder. Se substituirmos as palavras "relação sexual" por "união de qualidades", veremos que toda a vida universal se baseia neste fenômeno divino, cuja causa está em Deus mesmo, Pai Criador de todas as coisas e seres. Essa "união de qualidades", entre os astros, chama-se magnetismo planetário de atração. Entre as almas, chama-se amor. Entre os elementos químicos, é conhecida por afinidade. Não seria possível, portanto, reduzirmos tal fundamento da vida universal, limitando-nos à atividade de alguns órgãos do corpo físico. A paternidade ou a maternidade são tarefas sublimes; não são, portanto, os únicos serviços divinos, no setor da criação infinita. A criatura que produz algo, seja em termos de virtude, ciência ou arte, vale-se dos mesmos princípios de troca. A única diferença é a de planos, porque, para ela, o intercâmbio de qualidades acontece em níveis mais elevados. Há fecundações físicas e fecundações psíquicas. As primeiras precisam dos elementos físicos, para atender, temporariamente, as necessidades da vida nas experiências necessárias. As segundas, porém, dispensam as limitações do físico e ocorrem nos domínios da alma, em maravilhoso processo espiritual. Quando falamos do amor de Deus, quando sentimos sede D’Ele, nossos espíritos não querem outra coisa, a não ser a troca de qualidades com os planos mais elevados do universo, ansiosos pelo princípio fecundante do Pai.

É lamentável que a maioria dos encarnados tenha menosprezado as potencialidades criativas do sexo, desviando-as para os prazeres inferiores.
- Mas o uso do sexo não é uma lei natural na Terra? - Pergunta André Luiz.
Alexandre sorriu, com bondade, e respondeu:
- Ninguém contesta este caráter das manifestações sexuais na Terra, mas todas as leis naturais no mundo, como em todo o universo, devem ser exercidas com base na lei universal do bem e da ordem. Quem foge ao bem, encontra o crime; quem foge à ordem, cai no desequilíbrio. Portanto, se as relações sexuais acontecem longe destes preceitos, transformam-se em causas de sofrimento e perturbação. Além disso, não devemos esquecer que o sexo, na existência humana, pode ser um dos instrumentos do amor, sem que o amor seja o sexo. Pessoas que, aos poucos, se libertam do apego à forma física, libertam-se também, gradativamente, do domínio absoluto das sensações carnais. Eles aprendem a trocar, entre si, os valores da alma, alimentando-se, reciprocamente, por meio de trocas magnéticas, também valiosas para a criação infinita, gerando realizações espirituais para a eternidade, sem qualquer contato físico. Para esse tipo de criatura, a união que traz mais conforto não é a que se limita às emoções de alguns minutos, mas a que integra alma com alma, por uma vida inteira, nos planos da espiritualidade superior. Às vezes basta um olhar, uma palavra, um simples gesto de carinho e compreensão, para que recebam o magnetismo criador da pessoa querida, impregnando-se de força e estímulo para as mais difíceis tarefas.

Não há criação sem fecundação. As formas físicas nascem das uniões físicas. As construções espirituais originam-se das uniões espirituais. O universo é filho de Deus. O sexo, portanto, como qualidade ativa ou passiva dos princípios e dos seres universais, é manifestação cósmica em todos os níveis evolutivos, até que possamos atingir a harmonia perfeita, onde essas qualidades se equilibram na própria divindade.

* Hermetismo

Semana que vem continuaremos com o resumo, tratando do processo da ligação espiritual e magnética do espírito ao útero.

Leia Também:

Método de Reencarne - Parte 2



Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   Numerologia  
 
Compartilhe
Facebook   E-mail   Whatsapp



Acid é uma pessoa legal e escreve o Blog (Saindo da Matrix).
"Não sou tão careta quanto pareço. Nem tão culto.
Não acredite em nada do que eu escrever.
Acredite em você mesmo e no seu coração."
Email:
Visite o Site do Autor
Publicado em: 14/06/2007 17:30:12

Veja também
Quais são as dúvidas mais frequentes sobre os signos astrológicos?
Ultrapassar Limites x Impor Limites
Você acredita no amor ideal?
Terra à vista
Assuma seus erros, seja o protagonista
Por que os cães vivem pouco tempo aqui na Terra?


Deixe sua opinião sobre este artigo


© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.
As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor. O Stum não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo do Site.


Energias para Hoje
segunda-feira, 24 de junho de 2019

energia
I-Ching: 54 - KUEI MEI – A JOVEM QUE SE CASA
Evite qualquer decisão ditada pela paixão.


energia
Runas: Tiwaz
Remoção de obstáculos, vitória através de lutas.


24
Numerologia: Equilíbrio
Procure estabelecer um ritmo harmônico em sua vida, evite precipitações e correrias e arrume tempo para dedicar-se aos que ama dialogue, faça trocas pratique a compreensão.




Horóscopo

Áries   Touro   Gêmeos   Câncer
 
Leão   Vírgem   Libra   Escorpião
 
Sagitário   Capricórnio   Aquário   Peixes





Siga-nos:   Facebook   Twitter   Instagram   Youtube
© Copyright 2000 - 2019 Somos Todos UM - Mapa do Site | Política de Privacidade
Site Parceiro do UOL Universa