Somos Todos UM Autoconhecimento
O Portal de

Autoconhecimento

e Espiritualidade

Autoconhecimento


Cabelos brancos rebeldes  
Home > Espiritualidade

Cabelos brancos rebeldes

por Adília Belotti

Compartilhe
   

Tinha 45 quando decidi deixar meus cabelos brancos, isso exatamente há 11 anos! O cúmulo da 'coisa feia', os cabelos brancos estavam associados às mulheres mal-amadas, velhas, bruxas e outros seres femininos medonhos. Escrevi um dos meus primeiros posts no Toques de Alma, o blog que ainda hoje tenho no iG, sobre esse súbito mergulho na transgressão capilar e os meses de perplexidades que se seguiram: minha mãe deixou de falar comigo (ela tem quase 90 anos de uma vaidade feminina feita de elegância rigorosa e cheia de compostura, o que inclui pintar religiosamente os cabelos todos os meses!), precisei mudar de cabeleireiro, queria cabelos brancos 'maluquinhos', eu dizia, 'credo, vai parecer uma velha', era o que eu ouvia, ou 'vão achar que você é a avó do seu marido'. passei a máquina 4 no velho acaju, me olhei no espelho e, pela primeira vez na vida, me achei bonita!

Percebi que tinha entrado numa espécie de 'fraternidade', mulheres me paravam na rua 'queria tanto ter coragem de fazer isso', 'onde você corta seu cabelo?', 'como você fez para deixar sem pintar?' e, eventualmente, se cruzava com alguma 'companheira' de cabelos "pimenta e sal", havia uma troca de olhares, um reconhecimento, um fundinho de sorriso, fifties de um pouco antes ou um pouco depois, irmãs na rebeldia.

Por isso, hoje estou achando graça de ver tantas meninas muito muito jovens exibindo suas cabeleiras muito muito brancas, à custo e à força.

"Cabelos brancos são o novo preto", diz a reportagem no site Stylelist, a propósito dos desfiles de primavera de estilistas como Proenza Schouler, Giles Deacon e, pelo lado mais bem-humorado, Chanel , que trouxe para as passarelas modelos com rabos de cavalo de duas cores, impensáveis para mulheres comuns, talvez, mas divertidos.
Isso sem falar de celebridades precoces, que de repente, resolvem assumir um estilo que de 'avó' talvez só tenha mesmo a cor. É o caso de Pixie Geldof , it girl britânica, filha do cantor e ativista político Bob Geldof, da cantora Pink que arrumou os cabelos num coque branco cor de neve para comparecer à entrega do Grammy e de uma gracinha de blogueira fashion de 13 anos, Tavi Gevinson, que posou para um foto com Karl Lagerfeld, ele de cabelos branco- prateado, ela de branco-azulado!!! (Aliás, vale a pena dar uma olhada no blog da menina, Style Rockie).

E, claro, Kate Moss, que foi ao lançamento de sua coleção de acessórios Longchamps, exibindo mechas acinzentadas, que fariam um estilo beeeemmmm 'bruxa desgrenhada' de histórias de fada, não fosse ela tão linda!

Modinha, é certo! E deve durar o tempo de uma primavera. Mas não faz um bem danado poder brincar de arco-íris na cabeça?

OK, nós fifties temos que tomar alguns cuidados:

- mulheres de pele mais azeitonada precisam tomar cuidado, se o cabelo não estiver mais para sal do que para pimenta elas podem ficar abatidas:

- o corte é fundamental, tem que aprender a jogar com a alegria e a descontração, cortes 'caretas' vão deixar você com cara de bisavó;

- cuidados adicionais também fazem diferença, já que os cabelos brancos, apesar de muitíssimo mais brilhantes do que os cabelos tingidos, podem ressecar, hidratação e banhos de creme só fazem bem;

- contrastes, quanto mais dramáticos melhor, se você for a dona de uma cabeleira grisalha com mechas bem brancas perto da testa num fundo mais cinzento, que sorte! Brinque com as franjas.

- por outro lado, seguindo a tendência inaugurada pelas meninas pinks e pixies, se seu cabelo for bem branquinho, dá até para pensar em deixá-lo longo e selvagem, como os da cantora country americana Emmylou Harris;

- tornar-se grisalha é adotar um jeito novo de ser: mudam os cabelos, muda a maquiagem, as roupas, vale experimentar até encontrar as cores e o estilo que vão combinar melhor com os tons de cinza do seu cabelo.




Obrigado por votar

Gostou deste Artigo?   Sim   Não   
Cabelos brancos rebeldes
Avaliação: 5 | Votos: 1

Consulte grátis
     
 
Compartilhe
   



Leia Também:

  Cabelos brancos e histórias da Velha


Adília Belotti é jornalista e mãe de quatro filhos e também é colunista do Somos Todos UM.
Sou apaixonada por livros, pelas idéias, pelas pessoas, não necessariamente nesta ordem...
Em 2006 lançou seu primeiro livro: Toques da Alma, clique e confira.
Email: adiliabelotti@gmail.com
Visite o Site do Autor
Publicado em: 22/03/2018 10:11:58

Deixe sua opinião sobre este artigo

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.
As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor. O Stum não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo do Site.


Energias para Hoje
segunda-feira, 16 de julho de 2018


energia
I-Ching: 58 – TUI – ALEGRIA
É tempo de muita harmonia. O segredo do sucesso é ser alegre e sereno.


energia
Runas: Urus
Creia! As transformações trazem amadurecimento.


16
Numerologia: Interiorização
O dia pede calma e serenidade, leia um livro, ouça uma musica relaxante. Detenha-se nos planos pessoais e no caráter não-material de suas expectativas de vida. Siga o fluxo e faça uma profunda introspecção para descobrir aspectos do seu verdadeiro EU.




Horóscopo

Áries   Touro   Gêmeos   Câncer
 
Leão   Vírgem   Libra   Escorpião
 
Sagitário   Capricórnio   Aquário   Peixes




+ Lidos da Semana anterior
1. Se você não se posiciona, não adianta reclamar da inconveniência do outro!
2. Enfrente seus medos
3. Como é um relacionamento ideal para você?
4. Quem são os abusadores emocionais perversos e como agem?
5. Aceite seus sentimentos
6. Falando de chacras e iniciações espirituais
7. Por que Você é assim?
8. Por que há espíritos negativos?



 
© Copyright 2000 - 2018 Somos Todos UM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - Política de Privacidade