Home > Autoconhecimento

Atravessar É Preciso, Atravessar para Deixar - Brincadeiras com o Tempo
por Isabela Bisconcini

Atravessar É Preciso, Atravessar para Deixar - Brincadeiras com o Tempo

Quando inicia um Ano Novo temos oficialmente uma chance de recomeçar. Curioso isso, porque no Budismo falamos muitas vezes em tempo sem início. Falamos também no continuum mental, o nosso disco rígido do computador interno que, num nível muito sutil, grava todas as impressões que geramos de momento a momento com nossas ações de corpo, palavra e mente e que migra com estas informações de uma vida à outra, gerando nossas próximas experiências, ou melhor, gerando o aspecto que elas terão para nós : como aparecerão para nós as próximas experiências.

Em apenas 1 segundo criamos 65 marcas (impressões) no continuum mental. "Tudo é guardado na mente", diz Gueshe Michael Roach. As impressões são como sementes: você pensa, fala e faz algo, isso é plantado na mente, as sementes crescem dentro da mente muito sutil, e depois de um tempo, com as condições adequadas, amadurecem na forma como você vê tudo. O karma cru vem do que se pensa. Então não existe um início e um fim, há um ciclo que continuamente se alimenta das marcas que geramos. Podendo se esgotar à medida que não o realimentamos mais.

Então... Mais importante do que prestar atenção nos fatos que estão nos acontecendo, é prestar atenção nas nossas reações a eles, pois é assim que giramos a roda mais uma vez, para recriar a situação futuramente, ou não.

Quando estamos passando por uma situação dolorosa, esta nos aparece com uma solidez inquestionável. E é essa solidez que acreditamos ser "A" realidade... mas quando sentimos de fato nas células do corpo, visceralmente, "isso vai passar", a situação recupera o movimento que lhe confere a sua real condição: é como uma onda: se forma, cresce, atinge um pico e se desfaz... e assim é tudo que aparece...

É, de fato, repousante a percepção disso... é um ganho real para nós, pois deixamos de nos desgastar tanto. Então, a melhor coisa a dizer talvez seja: respire, saboreie, siga... respire, saboreie, siga... respire, saboreie e siga...

Lama Gangchen Rinpoche, no seu livro AutoCura III, diz:

"Todos os fenômenos dos mundos externo e interno, com exceção do espaço natural e da vacuidade, existem na impermanência. Das maiores cadeias de montanhas, estrelas e galáxias à corrente interna de energia de vida dos seres humanos, com suas emoções e pensamentos sempre em mutação, tudo está continuamente se desintegrando de momento a momento, e se transformando em outra manifestação de vida e de energia elemental".

Sente o movimento? Trata-se de atravessarmos as situações com menos gasto de energia; sem contrairmo-nos. E, idealmente falando, sem gasto de energia; se conseguirmos aproveitar a impermanência, até com ganho de energia!

No espaço (no vácuo) não há atrito. Lembra-se das suas aulas de física na escola? O atrito é uma resistência, uma força contrária, que faz com que a força inicial vá perdendo sua velocidade até parar. Sem o atrito, o movimento é contínuo. Pode imaginar isso?

Nossa mente é este continuum mental, que vai indo de uma experiência à outra sem parar. Mas resistimos à experiência. A resistência que podemos gerar a uma situação não fará com que o nosso continuum mental pare, mas sim com que a situação nos pareça parada, com que se gerem obstáculos nela.          

Uma vez sentia-me completamente bloqueada e sem alternativas; amarrada.  Conversando com um mestre, Ven. Walpola, ele me disse: "you said too many NOs!"  "Você disse NÃOS demais"! 

Quando criamos resistências, quando dizemos "NÃO!" a algo, geramos pedras (cristalizamos pedras) na correnteza do rio que inicialmente era liso, com uma plácida superfície. Ao dizermos "NÃO!" começamos a gerar atrito, resistências e a interromper o fluxo da continuidade da experiência. E quanto mais rejeitamos a situação, mais difícil e pesada vai nos parecendo a experiência, mais dolorosa e fixa ela fica, menor vai ficando o nosso horizonte, até paralisarmos fechados nela. E isso é o reflexo do nosso "NÃO!" da nossa resistência, que vai gerando obstáculos no nosso fluxo contínuo... Uma simples contração muscular denota esta recusa!

Recordo-me da fala da psicoterapeuta Elisabete Lepera: "quando se vê a vida externa de uma pessoa, e ela parece parada nos acontecimentos, monótona e desinteressante para a própria pessoa, há resistência constelada em algum lugar do psiquismo".

Projetamos nossas dificuldades no mundo externo como se este fosse separado do mundo interno, sem perceber que a mente cria a realidade que vivemos. Se a vida parece parada, é porque dentro a energia psíquica está a serviço de defender-se, resistindo. O reflexo disso é que a vida toda começa a parar...

Isto me lembra do filme "O Feitiço do Tempo" que conta a história de quando a vida literalmente trava: o personagem acorda todos os dias no mesmo dia. A história se repete indefinidamente e ele só sai da situação quando, após brigar muito com ela sem sucesso, começa a achar algo de interessante pra fazer ali dentro, já que dali não sairá. Ele se rende e abre-se de alguma forma para o que já está acontecendo; passa a procurar ali algo positivo e a criar positivamente ali dentro, onde está.

Ao contrário, quando atravessamos uma situação até o fim passando por ela toda, aceitando cada fato exatamente como é (porque bem... ele já está sendo assim!), isso nos traz uma sensação de conclusão, de completude, de ter vivido tudo e, consequentemente, não ter deixado nada por fazer. Experienciamo-nos capazes de superar e concluir. Descobrimos uma força que não sabíamos que tínhamos. Estamos liberados... podemos seguir. A vida vai andar... vai seguir e o novo virá.

Isso nos libera para o futuro. E, aí sim, a bênção é a do renascimento, do recomeço. A sensação é de ganhar força e parece até que rejuvenescemos.

À medida que nos desprendemos, rejuvenescemos... Nos realimentamos do tempo. Ganhamos energia. Usamos o tempo ao contrário! Isso de fato existe. Às vezes, depois de um tempo sem ver Lama Gangchen, ao vê-lo ele está mais jovem! Ele regenera sua própria energia continuamente!

Então... atravessar é preciso. Recuperar o movimento de qualquer situação, em qualquer cena, é preciso.  
Atravessar para deixar.

Passar pelo que aparecer, com menos sofrimento, com menos resistência, com genuína aceitação, com gentileza, construindo positivamente ali dentro é a meta. E continuar caminhando. Passo após passo. Pois no fim tudo passa, tudo sempre passa.



Texto Revisado


Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   Numerologia  
 
Compartilhe
Facebook   E-mail   Whatsapp


Autor: Isabela Bisconcini   
Isabela Bisconcini é Psicóloga Clínica e Consteladora Sistêmica. Terapeuta EMDR. Terapeuta Floral, Reiki II, NgalSo Chagwang Reiki, AURA-SOMA. Deeksha Giver. Dedicou-se por 25 anos ao estudo da psicologia budista e prática do Budismo Tibetano. Participou do Centro de Dharma da Paz desde 1988, quando Lama Gangchen Rinpoche o fundou. 
E-mail: isabela.bisconcini@gmail.com
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Publicado em 13/01/2010

Veja também
A mensagem das Brumas
A vida pede isso: esqueça o passado!
Qual é o rumo da minha vida?
O sofrimento dos pleiadianos encarnados
Inteligência espiritual, o que é isso?
Amar a si mesmo!

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.



Energias para Hoje
quarta-feira, 22 de maio de 2019

energia
I-Ching: 42 – I – AUMENTO
Momento de crescimento, que significa melhora não só no aspecto material mas também no espiritual. Ele acontece quando as ações e, acima de tudo, os sacrifícios são feitos em favor dos outros.


energia
Runas: Eihwas
50% já está conquistado, o resto e com você. Aja!


22
Numerologia: Idealismo
Dia para dedicar-se a obras que beneficiem todos ao seu redor. As atitudes devem ser abrangentes enfocando grupos de pessoas. Mantenha os pés firmes no chão e aja de forma a melhorar as coisas para os outros.




Horóscopo

Áries   Touro   Gêmeos   Câncer
 
Leão   Vírgem   Libra   Escorpião
 
Sagitário   Capricórnio   Aquário   Peixes




+ Lidos da Semana anterior
1. Como diminuir a carência e a solidão
2. Como aumentar a conexão com quem você ama em apenas 2 minutos!
3. Como enfrentar os efeitos de Urano em Touro
4. Por que não me identifico com o meu signo solar?
5. Abandone a expectativa
6. 3 razões pelas quais você ainda não está vivendo o amor que deseja!
7. A mente e a realidade
8. 10 sintomas que mostram como está sua autoestima!

 
© Copyright 2000 - 2019 Somos Todos UM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa