O que é para ser a sua meditação?

O que é para ser a sua meditação?
Autor Marco Moura - [email protected]
Facebook   E-mail   Whatsapp


Meditação: para muitos, uma prática penosa. Ficar na mesma postura por vários minutos sem se mexer. Existe uma possibilidade na meditação, certo? Você vê a imagem de Buda e quer a mesma serenidade para você. Mas você não é o Buda. A experiência de cada um é individual. Como nunca tivemos a experiência da iluminação, ela pode até fazer sentido, mas é apenas uma suposição. Por que deveria então me colocar em uma posição não natural, ficar tanto tempo me esforçando para algo que nem ao menos sei se vai me ajudar? Por que seguir um ideal de iluminação? Isso é melhor do que a minha vida diária? Levo um modo de vida condenável que deve ser outra coisa que não o que é?

Bem, agir como Buda não vai levá-lo a ser como ele. Você viverá se comparando com ele, com o modelo supremo, e certamente não chegará nem aos pés desse ideal. Porque ele é ele e você é você. Acho que você pode ter mais sucesso em procurar ser você mesmo do que outra pessoa. Você tem sido você mesmo? Então por que buscar algo fora de si mesmo? Você levará a vida toda tentando ser alguma coisa, mas no final, estou certo que morrerá apenas como você mesmo. Portanto, relaxe no seu ser.

Busca-se a meditação para se livrar do sofrimento. Então, a meditação se torna dependente do sofrimento. É uma fuga sem fim. Você pode escapar da mente? Existe um ideal a ser alcançado e portanto, o sofrimento, porque o seu presente não condiz com o ideal. Você chegou até aqui através da fuga, agora é preciso abandoná-la. Meditação é uma ferramenta para o descondicionamento. Ninguém medita porque é a coisa mais prazerosa do mundo. Você tem um porquê: quer se libertar. Meditação é só o meio. Se precisamos cruzar o lago, usemos o bote, mas não vá se apegar ao bote. Poderia ser um tronco de árvore, tanto faz. Não faça essa meditação condicionada.

A meditação verdadeira não é nada disso, é uma expressão autêntica do seu ser. Na meditação, portanto, não deve haver a tensão do esforço. O esforço vem do desejo em alcançar um ideal. Não há um ideal. Apenas faça o melhor que puder em ser você mesmo. Para ser você mesmo, é preciso abandonar as ideias colocadas em sua mente daquilo que é bom ou ruim. Nem bom, nem ruim, apenas o fato. Você, neste momento, aqui, respirando, vivo. Atenção-plena ao momento.

Marco Moura

Texto revisado

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 3



Compartilhe Facebook   E-mail   Whatsapp
foto-autor
Conteúdo desenvolvido por: Marco Moura   
Marco Moura desenvolve no Centro Dao de Cultura Oriental (metrô Ana Rosa, Vila Mariana, São Paulo) atividades para o desenvolvimento integral de corpo e mente através da meditação budista, artes marciais e terapias orientais. Fisioterapeuta, faz atendimentos de Acupuntura; ministra aulas de Meditação, Chi Kung, Tai Chi Chuan e Kung Fu.
E-mail: [email protected] | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Autoconhecimento clicando aqui.