ho´oponopono - método do Kahunas de libertação

ho´oponopono - método do Kahunas de libertação

Autor Ana Aparecida de Oliveira - anakaruna@uol.com.br

Texto de José Luiz Carminatti - Facilitador

• HO’OPONOPONO SINTO MUITO, ME PERDOE, TE AMO, SOU GRATO.
Em Havaiano, Hoo significa “causa”, e ponopono quer dizer “perfeição”, portanto Ho’oponopono significa “corrigir um erro” ou “tornar certo”. É corrigir o caminho, colocar no prumo. Quando alguma coisa acontece em nossas vidas, principalmente coisas não boas, normalmente colocamos a culpa em fatores externos. Não conseguimos admitir que tudo acontece dentro de nós. Que nós somos responsáveis, que nós criamos tudo: ciamos as coisas boas e criamos as coisas não boas que acontecem em nossas vidas. É difícil aceitar isso, porque tudo acontece baseado em nossas crenças, ou seja, memórias arquivadas em nosso subconsciente. Se estas memórias estão no subconsciente, significa que não temos consciência delas. A verdade é essa: quando assumimos completa responsabilidade por nossa vida, então tudo o que olhamos, escutamos, saboreamos, tocamos ou experimentamos de qualquer forma é a nossa responsabilidade, porque está em nossa vida. Isto significa que a atividade terrorista, o presidente, a economia ou qualquer coisa que experimentamos e não gostamos, está ali para que nós a curemos. Tudo isto não existe, digamos, exceto como projeções que saem do nosso interior, de nossas memórias. O problema não está neles, está em nós, e, para mudar isso, nós é quem temos que nos mudarmos. Sabemos que isto é difícil de entender, muito menos de aceitar ou de realmente vivenciar. Colocar a culpa em outra pessoa é muito mais fácil que assumir a total responsabilidade. Devemos entender que não temos culpa, porque tudo acontece inconscientemente, mas certamente é nossa responsabilidade, pois é nossa criação. Ho’oponopono significa amar-se a si mesmo. Se desejamos melhorar nossa vida, devemos curar nossa vida. Se desejamos curar alguém, mesmo um criminoso mentalmente doente, devemos fazer curando a nós mesmos. Acontece que amar-se a si mesmo é a melhor forma de melhorar a si mesmo e, à medida que melhoramos a nós mesmos, melhoramos o nosso mundo”. SINTO MUITO, ME PERDOE, TE AMO, SOU GRATO. Pergunto: Com toda sinceridade, falando em caminhos espirituais, técnicas de cura alternativas, de domínio da mente, tudo que você já estudou, visualizou, colocou em prática, divulgou, doutrinou, defendeu, como afirmações, técnicas variadas de estabelecimento de metas, de manifestação, tudo isso tem efeito, traz satisfação, funciona todas às vezes, sem exceção? Com certeza não. Já se perguntou por quê?” Porque são brinquedos da mente. Brinquedos que fazem com que pensemos que temos o comando. Que podemos pensar, fazer e acontecer. Mas a realidade é que nem sempre temos o comando, o controle. Os verdadeiros milagres acontecem quando deixamos de lado os brinquedos, os recursos acumulados da mente, e confiamos naquilo que não faz parte da tagarelice mental que se encontra dentro de nós, o nosso elo com o Divino. Agora, como permitir que este elo se revele? Através do HO’OPONOPONO e suas “ferramentas”, temos a capacidade de fazer o correto para nosso próprio Ser, de voltar para o estado de consciência orientados pelo Divino em nós, bastando apenas pedir à Divindade (Deus, o Poder Superior, o Universo, o Tudo que Há, a Força Superior, a Fonte – não importa o nome que usamos) que aquilo que está em nós, que sentimos como ansiedade, sofrimento, problemas, venha à superfície para ser liberado. Essa é a “limpeza”, a purificação da origem destes problemas, que são as recordações, as memórias carregadas de energia emocional. Assim neutralizamos a energia que associamos à determinada pessoa, lugar ou coisa. A limpeza é a conexão com a Energia Divina por meio da simples repetição de uma sequência de quatro frases – “Sinto muito”, “Me perdoe”, “Te amo”, “Sou grato”, ou apenas uma das frases. A premissa é de que problemas causadores de desequilíbrio e enfermidades são recordações de memórias negativas que se repetem no subconsciente. O Ho’oponopono pode nos ajudar no nosso dia à dia justamente por poder libertar essas memórias negativas de seus padrões limitantes, mostrando que há uma escolha sendo feita a todo o momento. Com o Ho’oponopono, aprendemos a fazer essa escolha conscientemente. A escolha é pelo que se chama de “limpeza de memórias”, as crenças, condicionamentos e “programas” assimilados desde a infância – incluem-se até as crenças e condicionamentos culturais, da formação familiar, das memórias ancestrais de povo, país e religião. Neutralizando-se esses “programas”, passamos a expressar nossa verdadeira essência, nosso eu verdadeiro, com menos interferência dos “filtros limitantes”.
SINTO MUITO, ME PERDOE, TE AMO, SOU GRATO.

Mais informações sobre José Luiz Carminatti - link

Também ministra workshops no Kuan Centro de Reiki, Terapias & Artes - Av. Mazzei, 51 - sala 01 - Metrô Tucuruvi - São Paulo - cel. (11)97147-8494 - vivo, cel.(11)98423-2035 (tim)

Mais informações: E-mail: anakaruna@uol.com.br

-Formando turmas-





Obrigado por votar

Gostou deste Artigo?   Sim   Não   
Avaliação: 5 | Votos: 2

Compartilhe
Facebook   E-mail   Whatsapp

Autor: Ana Aparecida de Oliveira   
É Terapeuta e dedica-se ao trabalho com energias vibracionais há mais de 20 anos. Ministra cursos e atendimento em todo Brasil, incluindo São Paulo, Brasília, Recife, Bahia e outros. "Sinto que o mais importante em nossa vida é acreditarmos inabalavelmente em nossa capacidade de renovação".(Ana Aparecida)
E-mail: anakaruna@uol.com.br
Visite o Site do autor e leia mais artigos.

Atualizado em 21/03/2015



© Copyright 2000-2019 ClubeSTUM - O conteúdo desta página é de exclusiva responsabilidade do Participante do Clube. O site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços oferecidos pelos associados do Clube, conforme termo de uso.