PERDÃO

PERDÃO Autor Maria Helena Leite de Moraes - TRAVESSIA - mariahelena@pobox.com

“Quando a tempestade vem chegando é importante deixar duas portas abertas. A de entrada e a da saída”.

Muito sábia essa afirmação.

Quando uma coisa ruim acontecer na sua vida, não deixe que ela encontre morada no seu coração. Deixe sempre uma porta aberta. As tempestades sempre passam, o sol volta a brilhar e a vida se enche de brilho novamente.

Muitas vezes, quando situações difíceis acontecem em nossas vidas, despertam emoções e sentimentos indesejáveis. A nossa tendência é sufoca-los em algum lugar dentro de nós, pois se permitirmos sentir, a dor é muito grande.

De uma forma geral, fomos criados em uma sociedade em que as emoções são consideradas nossas inimigas, pois acredita-se que se nos permitirmos sentir, perderemos o controle. Na verdade, se nos permitirmos sentir, podemos até perder o controle por um tempo, mas entenderemos que as emoções não nos controlam, e ao senti-las entenderemos que elas não tomam conta do meu ser e acabamos nos fortalecendo no processo.

Ao contrário, reprimir as emoções causam desequilíbrios que vão se manifestar no corpo físico em algum momento.

Todos passamos por frustrações e situações complicadas na vida, faz parte da experiência que viemos passar aqui. Mas o que acontece é que a maioria das pessoas não quer sentir tristeza, angústia, raiva ou medo por nenhum tempo. Há uma tendência a fugir desses sentimentos a todo custo, o que não é saudável. Na verdade, uma falta de paciência consigo mesmo.

Por um outro lado, nos apegamos com unhas e dentes em uma dor emocional e nos fechamos naquele acontecimento por muito tempo, sem conseguir sair daquele estado emocional. Acabamos alimentando aquela ferida as vezes por anos, sem “abrir a porta” para que ela me deixe e abra espaço para novas situações. Falamos do nosso problema sempre e para todos. Ou seja, alimentamos aquela ferida com toda a força que conseguimos.

PERDÃO é a palavra mágica aqui que vai ajudar a abrir essa porta para deixar a tempestade sair e deixar o sol voltar a brilhar.

Gostei muito quando escutei uma palestra da Monja Cohen onde ela disse. “As emoções são muito rápidas, elas veem e passam em segundos, o que fica é a memória. ” E isso é muito verdade, parece que nós temos prazer em carregar essa “memória”, as vezes anos a fio.

O aprendizado então é esse: “desapegar” e é aí que mora o perdão.

 



Gostou deste Artigo?   Sim   Não   
Avaliação: 5 | Votos: 6

Compartilhe
Facebook   E-mail   Whatsapp

Autor: Maria Helena Leite de Moraes - TRAVESSIA   
Maria Helena Leite de Moraes Travessia - A Caminho da Nova Energia Fonoaudióloga e Terapeuta Holística Master em Reiki Master em Magnified Healing® / Light Healing® Litoterapeuta Facilitadora de Barras de Access® e Processos Corporais de Access Conciousnes®
E-mail: mariahelena@pobox.com
Visite o Site do autor e leia mais artigos.

Atualizado em 11/03/2016



© Copyright 2020 ClubeSTUM - O conteúdo desta página é de exclusiva responsabilidade do Participante do Clube. O site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços oferecidos pelos associados do Clube, conforme termo de uso.