O PODER DA COMUNICAÇÃO  
   

O PODER DA COMUNICAÇÃO

Autor Maria Lúcia Pellizzaro Gregori - malu.gregori@hotmail.com

Compartilhe
   

Para se comunicar com alguém ambos precisam conhecer a linguagem desta comunicação.

Se você falar grego com quem só fale português não será possível haver qualquer entendimento.

Se você falar português com quem só fale grego também não haverá entendimento algum.

Quando queremos alcançar algo em nossas vidas precisamos saber como nos relacionar com os meios que nos levarão a essa conquista porque se caminharmos por rotas desconhecidas sem um mapeamento correto, chegaremos, sim, a algum lugar mas não naquele que terá o que fomos buscar.

Inúmeras vezes não entendemos porque estamos passando por tantos desconfortos uma vez que nos consideramos pessoas bondosas, prestativas, corretas, honestas e então, por que nossas preces não estão sendo atendidas?

Pedir já não é um meio eficaz de oração se compreendermos que, em alguma dimensão, nossas preces já foram atendidas.

Quando clamamos ao “Alto”, implorando para obtermos determinada coisa que necessitamos, estamos confirmando e fortalecendo a falta daquilo que pedimos, entramos numa vibração negativa e a resposta será exatamente a falta e não a abundância.

Quando agradecemos, como se já tivéssemos recebido, quando o sentimento é verdadeiro e a confiança é plena, quando a emoção está presente, o que já está criado e disponível chegará até nós.

Nós nos acostumamos a pedir, pedir, pedir, cheios de culpa, de não merecimento, acreditando que esse é um gesto de humildade que nos trará uma felicidade que, muitas vezes já até possuímos mas não a identificamos como tal.

Palavras não são suficientes porque palavras são vazias, carregadas apenas de significados de uma compreensão racional, elas não atingem nosso objetivo de receber.

É preciso sentir, vibrar numa realidade como se ela já estivesse acontecendo, sentir extrema gratidão pelo que já está criado e disponível.

Se o que precisamos e merecemos receber está pronto em algum “canto” do Universo é preciso conhecer a linguagem que nos levará até lá e esta é simplesmente a linguagem do amor e da gratidão.

Quando assistimos a uma apresentação de balé, por exemplo, somos tomados por uma profunda emoção, exatamente pela forma como os bailarinos se comunicam, levados pela música que os sensibiliza ou mesmo quando a música não está presente, ou quando alguém não consegue ouvi-la.  A arte está lá, a comunicação se faz, perfeitamente. Esta linguagem atinge a todos pois a arte se expressa através da emoção. Você não precisa ser artista para entender e ser tocado. Basta assistir com a alma, com o coração.

Por outro lado, embora todos conheçam o idioma, quando estão se desentendendo, gritando, quando várias pessoas estão falando ao mesmo tempo, ninguém consegue comunicar suas necessidades, ninguém consegue colocar suas questões pois estão todos surdos uns para os outros.

O idioma da agressividade, da raiva, do orgulho, da vaidade, leva todos para uma Torre de Babel onde a frustração é o caldo final dessa receita.

Então vamos seguir as instruções dos Verdadeiros Mestres.

Acomode-se confortavelmente de vez em quando (ou semanalmente, ou diariamente), num lugar tranqüilo, silencie sua mente o quanto conseguir e relaxe. Entregue-se ao vazio mental, desapegue-se da sua realidade e ouça o que o silêncio traz para você.

Meditar, hoje, é sugerido até pela neurociência. Os canais de comunicação se abrem e as transformações acontecem inevitavelmente.

Comunique-se com seu interior, acesse seu lugar Divino e saberá como lidar com o que está fora de você.

Experimente, só assim saberá do que se trata.

Namastê!


Obrigado por votar

Gostou deste Artigo?   Sim   Não   
Avaliação:
O PODER DA COMUNICAÇÃO
5 1

Compartilhe
   

Autor: Maria Lúcia Pellizzaro Gregori   
Visite o Site do autor e leia mais artigos..   

Publicado em 11/07/2018
 

Deixe sua opinião sobre este artigo



Acessar seu Clube STUM
Faça
seu login


© Copyright 2000-2018 SOMOS TODOS UM - O conteúdo desta página é de exclusiva responsabilidade do Participante do Clube. O Stum não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços oferecidos pelos associados do Clube, conforme termo de uso STUM.