Amor Agarradinho!

Amor Agarradinho!

Autor Cássia Marina Moreira - info@essenciasdagua.com

Os cadeados de Paris, da “Pont Neuf” em Paris, conhecidos como os cadeados do amor.

“Trabalhador remove os 'cadeados do amor' da Pont des Arts em Paris, na França. O ritual começou com turistas em 2008 e logo se espalhou para cidades como Nova York, Seul e Londres. Cerca de 1 milhão de cadeados pesando 45 toneladas serão removidos”.


Bom, o certo é que já temos o nosso modelito aqui na Vila Madalena, claro. E por que não? Foi caminhando por lá que encontrei, não uma ponte com tantos cadeados assim, ainda; porém, podemos dizer ou prever que chegaremos lá.

Digo isso pelo que vi na grade da loja onde o pessoal da Vila Madalena se inspirou e começou a prender os cadeados. As paixões por aqui são muitas e pelo visto as promessas também. Parece que uma paixão aflita não encontrou um cadeado à mão bem na horinha das juras de amor eterno e o que se tinha disponível no momento foi esta fita laranja. Quem sabe em breve apareça um cadeado bem no lugar desta fita, quem sabe da mesma cor laranja para perpetuar a promessa deste amor e eternizar o que esta maravilha significa.

Assim que parei para fazer a foto, uma outra moça parou também e eu falei a ela: isto a está fazendo lembrar de alguma coisa, é isso, é sim, é a ponte de Paris. E então complementou: será que iremos reproduzir algo parecido por aqui? Com certeza, já estamos reproduzindo, não deverá demorar muito agora para o pessoal espalhar pelas redes sociais que é por aqui o local dos cadeados e do amor eterno.

Afinal, o amor está sempre no ar! É algo que se espalha e quando uma moda deste tipo pega é algo muito difícil de podermos parar, pois pessoas apaixonadas querem deixar a marca deste amor.
Não sei se a grade aguentará tantos cadeados quanto os de Paris, mas quem está se preocupando com isto no momento? 

Garanto que pela Vila Madalena ninguém irá se preocupar muito com quantos cadeados terão por lá... O que contará sem dúvida será o amor que ficará bem agarradinho.

Texto Revisado



Compartilhe
   

Autor: Cássia Marina Moreira   
Cássia Marina Moreira Psicóloga / Terapeuta Floral - Vibracional Pesquisadora do Sistema das Essências Vibracionais D´Água
E-mail: info@essenciasdagua.com
Visite o Site do autor e leia mais artigos.

Publicado em 12/08/2018




Acessar seu Clube STUM
Faça
seu login


© Copyright 2000-2018 SOMOS TODOS UM - O conteúdo desta página é de exclusiva responsabilidade do Participante do Clube. O Stum não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços oferecidos pelos associados do Clube, conforme termo de uso STUM.