Faça a LUZ através das TREVAS

Faça a LUZ através das TREVAS

Autor Margareth Maria Demarchi - margarethmarchi@hotmail.com

A luz é reconhecida quando se consegue compreender a sombra como um produto de nós mesmos.

À medida que passa a se conhecer através da sombra, passa a entender que ela trabalha em equilíbrio com nosso eu interno (consciência). Quem tenta viver sem dar solução criativa para melhorar a vida interna, acaba por carregar sentimentos reprimidos. Resolver compreende em autoconhecimento para sair do estado de vítima para o executor da mudança, através de ação interna que reconhece o que necessita fazer para si, e a ação externa é a resposta para gerar o movimento. Assim, as trevas não serão mais temidas e sim poderá viver lado a lado para a sabedoria humana. Isso pede muita responsabilidade e autoconhecimento para compreender o inconsciente” Mau” com consciente” Bom”. A tranquilidade é o domínio e o caminho nessa tranquilidade traz a paz.

Vamos a um conto de fadas da Branca de Neve para compreender o verdadeiro motivo do "mal" e do "bom".
 

Personagens                            Aspecto Bons                                  Aspectos Ruis                      
Branca de Neve                        Inocência                                    Fala de conhecimento
 
Pai                                               Origem (amor)
 
Mãe                                            Origem (amor)                                  Falecida
 
Madrasta                                                                                             Mãe ruim
 
Capataz                                      Princípios
 
Sete anões                                 Feliz                                                 Zangado
 
                                                     Mestre                                            Soneca
 
                                                     Dengoso                                         Dunga
 
                                                                                                            Atchim
 

Esse conto pode nos ajudar a entender a ação do "mal" (Inconsciente ou sombra) com a ação do "bom" (consciente).

A Branca de Neve perde a mãe e o pai dela se casa novamente com uma mulher malvada, que faz de tudo para eliminar a Branca de Neve ( a inocente), 

Aqui percebe a Branca de Neve com o papel da inocência e desligada da mãe original a proteção, para uma nova realidade a sua madrasta a vida adulta.

Quando o capataz a leva para floresta, e esse homem sem coragem para eliminar a menina, solta-a na floresta. Isso se refere à nossa vida adulta onde sem o apego materno da proteção tem que viver a vida adulta.
Na floresta, ela procura por abrigo e encontra a casa dos setes anões, que se refere aos sentimentos a serem compreendidos. Um dia ela sai para a floresta para pegar algumas frutas e se encontra com o príncipe, mas volta correndo para casa dos anões. Ali, ela fica até o momento em que a madrasta a descobre.

A vida com os anões cria conhecimentos de como lidar com seus sentimentos.

Ela sai para floresta e percebe o príncipe, isso se refere ao início da maturidade de sua alma, a necessidade de agregar o conhecimento da força masculina em si. (Carl Gustav Jung diz que todo homem tem uma anima (feminino) e toda mulher tem um animus (masculino), isso são aspectos assimilados pela experiências que se tem com a mãe e o pai, ou até outras pessoas que tiveram esse papel importante para criança.

A madrasta descobre Branca de Neve, e se vestindo de uma velha, lhe dá uma maçã envenenada, assim, ela adormece por muito tempo.

Essa passagem descreve o momento em que a Branca de Neve vive adormecida, sendo que a floresta toma conta do lugar que ela está adormecida.

Isso demonstra o período da vida que está a serviço do material e racional muito pouco a serviço do propósito de quem realmente é, o verdadeiro sentido da vida que lhe confira um sentimento amplo e espiritual para obter a tranquilidade para lidar com a vida e morte.

Finalmente, o príncipe que é o portador do sentido verdadeiro de sua vida chega até ela. Dá um beijo. Ela acorda e são felizes para sempre.

Esse período é o tempo de cada um para acordar através do autoconhecimento e trilhar a sua vida com sentido verdadeiro que gera tranquilidade INTERNA E EXTERNA, resolvendo o interno se aprende a entender o externo, pois a pessoa que observa o evento fora é que cria possibilidades ou obstáculos, a chave é saber lidar tanto com aspectos positivos e negativos, pois sempre o "bom" tem vantagens e desvantagens, assim como o "mal" também tem desvantagens e vantagens, esse é olhar ampliado que passa obter mais conhecimentos sobre as experiências.

Esse conhecimento foi muito precioso para mim e reparto com vocês.

Texto Revisado



Compartilhe
   

Autor: Margareth Maria Demarchi   
Visite o Site do autor e leia mais artigos..   

Publicado em 14/09/2018




Acessar seu Clube STUM
Faça
seu login


© Copyright 2000-2018 SOMOS TODOS UM - O conteúdo desta página é de exclusiva responsabilidade do Participante do Clube. O Stum não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços oferecidos pelos associados do Clube, conforme termo de uso STUM.