O medo de não ser uma boa mãe

O medo de não ser uma boa mãe Autor Isha Judd - [email protected]
Facebook   E-mail   Whatsapp


As mães de hoje têm que enfrentar desafios múltiplos e cada vez mais intensos: atividade de trabalho competitiva, crianças, família, além de inseguranças crescentes, medos que parecem ser muito maiores, incertezas, perdas, crises e muitos coisas que  afetam a sua autoestima e sua saúde emocional.

Tendemos a classificar a mãe como "boa" ou "má", mas o que existe é apenas um ser humano exercendo a função mãe da melhor maneira possível em cada momento. As intenções são as melhores, mas os medos trazem a manifestação de limitações e a necessidade de controlar.
 
As mães têm que aprender a se amar incondicionalmente. Dessa forma, poderão amar a todos: seus filhos, seu parceiro, e a todos, sem se sentirem exigidas ou esgotadas. Poderão descobrir uma fonte inesgotável de bem-estar, saúde, paz e amor. Essa fonte está dentro de cada um de nós, e é isso que eu ensino. Através da prática do Sistema Isha, começamos a remover as marcas do medo, e o que emerge é a expansão do amor incondicional, primeiro para si mesmo e, depois, como consequência, para todos os demais.

As mães se esforçam tanto para dar, dar, dar a todos, deixando-se sempre por último. Cuidar de si mesma não é ser egoísta. Como podemos dar algo a alguém, se não temos para dar a nós mesmos? O poder de mudar e tomar decisões conforme o que precisamos em cada momento está dentro de cada um de nós, e as opções são sempre estas: fazemos escolhas a partir do medo ou escolhas a partir do amor. Tenha sempre em mente que "Somos o que escolhemos, escolhamos o amor".
 
Assim, de forma prática, as mães terão que adotar algumas mudanças: se estão sempre se criticando, devem começar a valorizar-se e apreciar tudo à sua volta, em cada detalhe; se estão sempre reclamando, devem começar a agradecer, mesmo que seja algo que parece pequeno e insignificante.

Nós, seres humanos, precisamos crescer, expandir nossa consciência, aprender a nos amar incondicionalmente e melhorar nossa qualidade de vida. Assim, a vida se torna uma aventura a ser vivida, nos surpreendendo e estando presente, para vibrar em cada momento com o que é.
 
Se uma mãe foca no seu crescimento, em expandir sua consciência, em ser mais amor e em viver com essa liberdade e essa paz que a expansão da consciência traz, ela irá compartilhar em cada momento seu precioso ser, brilhando em sua excelência. Ela criará uma vida maravilhosa, em qualquer coisa que faça como mulher, um ser humano cada dia mais pleno. Ela estará presenteando seus filhos com um exemplo de impecabilidade, sensibilidade, valores em ação, amor, alegria e paz consigo mesma. Isso certamente vai inspirar aos que a rodeiam. As crianças aprendem com o exemplo, aprendem com o que sentem que é verdade.

E a mãe, então, será um ser humano consciente, sem máscaras para aparentar ser a forte, com uma energia que se irradiará de forma natural. Ela estará ensinando, na prática, que a autoridade que irradia vem do amor.

Como sempre digo: "Somos o que escolhemos, escolhamos o amor".

Veja mais informações no Facebook: Sistema Isha Judd
Encontre o filme da Isha Judd “Por que caminhar se você pode voar” . 

Texto Revisado
 


Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 1

Compartilhe Facebook   E-mail   Whatsapp

foto-autor
Sobre o Autor: Isha Judd   
Isha é mestra espiritual reconhecida internacionalmente como embaixadora da paz. Criou um Sistema para a expansão da consciência que permite a auto-cura do corpo, da mente e das emoções. Site oficial www.ishajudd.com
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.