A única chave para a libertação

A única chave para a libertação
Autor Paulo Tavarez - paulo.tavarez@cellena.com.br
Facebook   E-mail   Whatsapp


Todo mundo sonha com a liberdade, pois todos, de alguma forma, estão presos em si mesmos, em emaranhados de ideias, arrastando correntes e sentindo-se limitados. No entanto, poucos perguntam-se o que os mantém nesse cárcere, pois sequer conseguem enxergar as grades dessa prisão. Sentem o desconforto da cela, circulam dentro de fronteiras estreitas, sonham com a amplidão, mas desconhecem as razões que os prendem.

É uma cela imaginária, por isso poucos conseguem vê-la. Apenas aquele que mergulha em si mesmo, fazendo investigações e perguntas que ainda não fez, poderá encontrar a chave que irá abrir as portas dessa prisão.

O homem comum não sabe ainda que está preso por que quer, não entende o tamanho do equívoco que é viver trancafiado por si mesmo e ao mesmo tempo sonhar com a libertação. Ele não sabe que a liberdade está ao seu lado, basta dar um passo e usar a chave da renúncia; isso mesmo, liberdade depende de renúncia, essa é a chave!

Estamos presos a tudo àquilo que desejamos, pois a cela em que vivemos foi construída com os nossos desejos, precisamos transcender esse campo do querer, mas para isso, precisamos nos desinteressar de tudo que nos prende e isso envolve pessoas e coisas, além de conceitos e ideias.

Apenas um profundo desinteresse pelo mundo nos trará a sensação de liberdade com a qual sonhamos. Como ensina Ramakrishna: "Pode o barco estar a água, mas não pode a água estar no barco. Pode o homem estar no mundo, mas não pode o mundo estar no homem". O problema é esse: nós estamos intoxicados de mundo e isso está nos cegando. Quanto maior for o nosso envolvimento com a terceira dimensão, mais iremos sofrer para dos desvincilhar dela. 

Enquanto existirem desejos em nós, estaremos presos, presos aos nossos sonhos, às nossas metas, focados em nossos objetivos, preocupados e ansiosos por conquistas inúteis.

Estaremos sempre presos àquilo que tiver valor e importância para nós, como dizia o Mestre Jesus: "onde estiver o seu tesouro ali estará o seu coração". Gostamos de possuir, de controlar, de desfrutar de sensações grosseiras, esse é o retrato da nossa condição, por isso vivemos mergulhados nesse pântano.

Não há outro meio de libertar-se, nem procurando com a lanterna de Diógenes você encontrará outra chave que não seja a renúncia. Sei que a solução parece simples, mas a sua execução é difícil, pois implica em abrir mão de tudo. Foi isso que Jesus quis mostrar ao jovem que queria segui-lo quando disse: "Vá, venda tudo o que tu tens, dê aos pobres e vem e me segue", mas o jovem não quis, preferiu continuar em sua cela sonhando com a libertação.



Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 30

Compartilhe Facebook   E-mail   Whatsapp

foto-autor
Sobre o Autor: Paulo Tavarez   
Conheça meu artigos: Terapeuta Holístico, Palestrante, Psicapômetra, Instrutor de Yoga, Pesquisador, escritor, nada disso me define. Eu sou o que Eu sou! Conheça mais sobre mim em: www.paulotavarez.com - Instagram: @paulo.tavarez
E-mail: paulo.tavarez@cellena.com.br
Visite o Site do autor e leia mais artigos.