Componente extraterrestre no novo coronavírus

Autor Teresa Cristina Pascotto - [email protected]
Facebook   E-mail   Whatsapp


O coronavírus é um vírus que já existe na Terra. Num “manuseio” realizado por ações extraterrestres – por Seres Universais Sagrados -, ao coronavírus existente, foi adicionado um componente extraterrestre que o torna muito mais capaz de mutações e com inteligência superior, pois a Inteligência Universal foi acrescentada à Inteligência Viral – como entidade-consciência – tornando-a muito superior aos demais vírus existentes. Seria, numa linguagem muito limitada, o mesmo que dizer que “inseriram chips” (para poderem dominá-lo e guiá-lo) no novo coronavírus. Isto é para o “bem” da humanidade, pois assim o vírus pode ser monitorado para não se espalhar de forma desorientada, atuando apenas como um “vírus normal”, com Inteligência Viral, mas sem um sentido e propósito para sua manifestação.

Apenas com a Inteligência Viral, natural em uma “Entidade Viral” (entidade no sentido de ser um “ser com energia-consciência”), essa Inteligência Viral poderia e pode, sim, tomar decisões com relação às mutações e o que deveria/deve ocorrer com a humanidade, porém, para o momento atual da humanidade e a grande importância desse vírus, tudo aconteceria de forma inadequada, pois não teria o entendimento do Propósito Cósmico, dessa pandemia para o planeta.

Se desejar entender um pouco mais sobre Inteligência Viral e Entidade Viral, ou melhor, Inteligência-Entidade Viral, sugiro que leia este artigo que publiquei – Entidade Viral, do novo coronavírus.

A Inteligência Viral natural do novo coronavírus – como todos os vírus e bactérias têm – está alinhada às Inteligências Estelares de alta frequência e à “Inteligência Universal”, e opera e toma decisões em conjunto com essa Inteligência Universal, de acordo com as necessidades da humanidade e do Planeta Terra.

Os Seres Universais Sagrados aos quais me refiro, são Seres Divinos e Especialistas em várias “áreas” e são provenientes de vários Universos Paralelos. É uma Equipe Cósmica formada por Seres de vários Universos, com a finalidade de conduzir ao equilíbrio Cósmico, todos os universos paralelos, com suas respectivas galáxias, planetas e reinos, que assim necessitarem. Sempre que o desequilíbrio – necessário para o Cosmos, mas dentro de padrões ideais – ultrapassa o “limite” necessário e adequado às experiências que o Cosmos precisa, a partir da condensação máxima de consciência, que é a Consciência Divina, que “comanda o TODO”, então essa Equipe de Seres Universais Sagrados entra em ação.

Estou usando uma linguagem simples para falar sobre questões tão divinas e complexas, mas é necessário que seja assim, para tocar os corações e não as mentes racionais, pois estas verdades estão “dentro de todos nós”, desta forma, a linguagem simples e limitada – não tenho como explicar exatamente o significado real dos Universos e as leis que os regem – ajudará a que as pessoas que tiverem boa vontade de expandir sua consciência, possam entrar em ressonâncias com estas verdade e, assim, possam simplesmente sentir e “saber” do que estou falando. Todos “sabem”, mas não sabem que sabem. Estas informações podem acessar esse saber interior em cada um, que tiver a intenção de ir além da escuridão, da limitação da mente humana.

Reforçando, ao novo coronavírus que em si, já é uma Inteligência Viral, foi inserido, adicionado esse componente extraterrestre, para aumentar sua inteligência e para poder ter o apoio e guiança das Inteligências Cósmicas. O propósito deste novo coronavírus é totalmente diferente dos demais vírus que existem na Terra. Os cientistas não conseguirão detectar esse “componente”.

Há um projeto Cósmico envolvido no processo de mutação da Terra e, consequentemente, da humanidade. É o Projeto para que possamos dar um salto quântico evolucional pela mutação.

A humanidade já teve inúmeras oportunidades de mudar, mas poucos foram os avanços. Os Seres Sagrados e Universais que atuam nesse Projeto Cósmico tomam decisões sobre o que será necessário para que planetas, galáxias e universos paralelos, que estejam em estado de destrutividade, possam ser restabelecidos, renovados ou, até “exterminados” caso não haja mais como realizar mudanças, quando tudo e todos os recursos já foram esgotados e os seres, que vivem nesses inúmeros “lugares de destruição”, já não tem mais como melhorar, progredir, pois involuiram. Para o Cosmos, às vezes, é melhor acabar com uma raça inteira ou até mesmo com o planeta ou talvez até a galáxia que estiverem “infectados demais” em termos de destrutividade, em todos os sentidos. Obviamente que isso só ocorre em casos extremos e nesses casos, todas as almas envolvidas nisso, passarão por processos de reintegração à sua mônada ou até mesmo ao Núcleo da Consciência Divina.

Enfim, voltando o olhar para a Terra, os seres humanos tiveram a dádiva de “receber” esse planeta para poderem realizar as missões de suas almas, para a evolução de seu ser divino. Porém, como já está óbvio, os seres humanos estão destruindo o planeta e se destruindo. A rigidez dos egos humanos, cheios de desejo de poder, tirania, ganância, inveja e tantas outras questões, já causou e causa muita destruição. Ao invés dos humanos se conscientizarem dos estragos feitos no inconsciente coletivo e, por ressonância, no planeta, pelas suas emanações psíquicas doentias, e tentarem mudar seu padrão, sua mente e suas frequências vibratórias, fizeram ao contrário, toda vez que os resultados da destrutividade da mente humana “estraga algo no todo do planeta e nas pessoas”, ao invés de as mentes diminuírem sua necessidade de domínio, controle e poder, elas aumentam. Ou seja, intensificam aquilo que nos destrói, a rigidez e o domínio pelos egos.

As mentes acabam buscando novos meios para consertar os “estragos”, mas com sua racionalidade medíocre, acabam piorando os problemas, criando mais caos.

Por esses e outros tantos motivos relacionados a estes, onde sempre é o ego, a mente rígida e extremamente racional, que acaba destruindo tudo à nossa volta e a nós mesmos, é que a humanidade chegou a um ponto em que não é mais suportável sobreviver na Terra. Não pela Terra em si, mas pela toxicidade das frequências mentais tão densas. Estamos intoxicados por frequências mentais humanas que estão “podres” e isso é extremamente contagioso e destrutivo.

Com tudo isso e muito mais além disso, foi necessário que, a princípio, fossem acionados os seres Estelares que são os mais próximos de nós, de nossa galáxia e do nosso universo. Eles começaram a atuar junto aos Seres Espirituais que nos acompanham, na tentativa de curar as “infecções purulentas em nossa mente”. Os Seres Estelares também atuam a partir da Operação Mutação que é voltada para nossa galáxia. Mas estão ligados aos Seres Universais e o Propósito Cósmico da Mutação. E fizeram um longo e intenso trabalho. Mas isso não foi suficiente, os humanos são teimosos. Logo esquecem uma catástrofe pessoal ou mundial, e voltam a operar no “automático do ego medíocre” e “se acham” deuses que superam tudo.

Pela necessidade do propósito coletivo e do propósito da “Consciência Terra” avançar (o que não estava acontecendo), foi necessário então acionarem os Seres Universais Sagrados que comandam o Projeto Cósmico de Mutação.

Desta forma, entenderam que precisariam de algo mais contundente para impactar a raça humana e forçá-la a mudar, a mutacionar. Entenderam que seria adequado que houvesse uma pandemia, com um vírus extremamente rápido no contágio, mas, a princípio, que tivesse uma baixa letalidade. Fizeram “simulações” (não há como explicar isso, mas alguns entenderão) dessa possibilidade e acabaram percebendo que mesmo que esse vírus fosse monitorado por Eles, que guiariam a Inteligência Viral, ainda assim não teria o poder que precisavam que um vírus tivesse, pois os humanos são hábeis em “driblar” os males, que são as oportunidades que lhes são oferecidas, mesmo que estas sejam dolorosas, mas são oportunidades.

Por conta disso, decidiram que deveria haver um componente extraterrestre inserido no vírus – escolheram o coronavírus já existente e o tornaram o novo coronavírus-extraterrestre – para que esse componente fosse controlado apenas por Eles, os Seres Universais, e não pelos cientistas humanos, pois precisavam fazer desse vírus um instrumento de mutação para a humanidade. Tendo esse componente extraterrestre, os cientistas não o detectam e nem conseguem atuar sobre esse componente. Como esse componente é controlado e monitorado pelos Seres Universais desse Projeto Cósmico, Eles vão determinando quais e quando as mutações no novo coronavírus deverão ocorrer. Esse componente-chip comandado pelos Seres Universais, tem o poder de intensificar a agressividade do vírus, a velocidade com que se dissemina e a força da letalidade. À medida que alguns fragmentos de consciência nos humanos são ativados, eles diminuem essas capacidades. Mas quando o contágio diminui ou o número de mortes diminuem, os humanos logo desconsideram o vírus e voltam a viver como se nada estivesse ocorrendo, como se não houvesse uma pandemia.

Assim, eles voltam a ativar a velocidade maior de contágio no vírus e, também, aumentando sua força de letalidade. Tudo está nas mãos da humanidade.

Eles também podem controlar o vírus, para dar uma “trégua”, para ver como os humanos reagem, se mudam de verdade, se tomam mais consciência sobre o valor da vida, sobre o valor da vida dos outros e do planeta. E podem retomar os “ataques com mais agressividade” obviamente se a humanidade voltar ao velho padrão e ainda piorar.

Eles também têm o poder de “desativar” o componente extraterrestre – que é o que determina essa capacidade de contágio acelerado e essa letalidade, contra a qual não existe nada a fazer. Se alguém chega a um estado gravíssimo, fica intubado por muito tempo e acaba sobrevivendo, é porque para essa pessoa viver esses horrores foi o suficiente e essa situação já desencadeou nela um processo de mutação. Esses Seres monitoram “cada ser humano”, a partir do “pedido” da alma de cada um. Qualquer ocorrência, neste contexto, que ocorra a uma pessoa, será sempre a partir do que sua alma solicitou e aceitou de influência dos Seres Universais.

Não somos vigiados, somos assistidos amorosamente por Eles.

Se chegarem ao ponto de decidirem desativar o componente extraterrestre, poderão também modificar o vírus, fazendo com que fique mais brando e mais fácil de ser “atacado e morto” por medicações, e até mesmo possamos rapidamente encontrar a vacina real e adequada. Assim como poderão dar um comando para que a Inteligência Viral do novo coronavírus, que não comanda o componente extraterrestre, mas somente o vírus em si, para que ela “desligue o coronavírus”, que o desative, com a ajuda Deles. O vírus poderá simplesmente ficar inofensivo ou ser dizimado. Ou precisaremos de vacina. Existem inúmeras possibilidades neste contexto, mas citarei apenas algumas delas. Tudo depende do que esses Seres Universais decidirem, a partir das mudanças (ou não) da mente humana.

Muitos negacionistas são responsáveis pela disseminação do vírus, além disso, os que se acham invulneráveis e se descuidam, são contaminados e contaminam outros, outros têm quadros assintomáticos e nem sabem que tem e transmitem, além da desinformação ou informações contrárias que nos são dadas. Isto tudo ocorre por conta da ganância humana. Uma pandemia que causa inúmeras mortes, mesmo não sendo letal para todos, deveria ser suficiente para causar um grande impacto na humanidade e fazer com que todos pudessem mudar um “pouco”. Ao contrário, durante uma pandemia, muitos “podres” vieram à toda, mais disputas de poder, mais arrogância, mais “guerras” entre tudo e todos. E, bastou que alguns países começassem a conseguir frear um pouco a contaminação, e diminuir o número de mortes, para o povo já estar vivendo como se nada “ainda” estivesse acontecendo. Até nos lugares onde as tais “curvas da epidemia” estão subindo.

O absurdo não está em tentar voltar à vida, mas sim, em percebermos que nada mudou na condição humana. Os humanos têm a tendência a viver nas ilusões e fingir que nada está acontecendo. E continuam em sua bestialidade velada ou explícita.

Por inúmeros motivos, um número absurdo de pessoas está contaminada. Independente do quadro ser assintomático ou gravíssimo. O que importa é que muitos e talvez quase todos nós, se os humanos forem negligentes, poderemos ser infectados.

Poderia ser quase a totalidade da população mundial contaminada, mas com apenas uma certa porcentagem de mortalidade.

Desta forma, mesmo quando a pandemia acabar (se acabar e pensando no melhor cenário), a quase totalidade das pessoas “terá sido” invadida pelo coronavírus mutante e extraterrestre. Esse vírus tem o objetivo de causar mutações nas pessoas, que as levem a uma tomada de consciência e diminuição da atividade intensa da mente, da rigidez mental, do ego.

Os que morreram e vierem a morrer, talvez tenham alcançado a mutação necessária. Os que viverem e foram contaminados, e nunca terão ou nunca mais terão covid-19, ainda assim, terão “para sempre, nesta vida”, e “dentro de si”, o vírus em forma latente e muito oculta (não sendo detectado em exames por ter o componente extraterrestre) ou em forma frequencial (como se fosse o fantasma do vírus deixado na pessoa) também por conta do componente extraterrestre que deixou ali, no corpo das pessoas, sua pior força, o chip-frequencial.

Então, partindo da ideia que ninguém mais terá covid-19, esta é uma ótima notícia. Talvez isso poderá ocorrer porque os Seres Universais do Projeto Cósmico de Mutação, perceberão que os humanos não se abalaram nem com uma pandemia, portanto, terão que tomar outras providências para seus propósitos de levar a humanidade a um processo evolucional pela mutação.

Poderão, quem sabe, até ativarem nas mentes perniciosas, gananciosas, belicosas e tiranas, a partir do coronavírus-extraterrestre (que não terá a função viral, mas sim a função agentes invasores, para invadir essas mentes doentias) e incitar o desejo ávido por disputas e guerras desses seres, em sua maioria os chefes de estados, a iniciarem a 3ª guerra mundial. Tudo para tentar mutacionar a raça humana.

Desta forma, não importa como será e quais decisões tomarão, manterão o comando sobre o coronavírus físico-extraterrestre/chip-frequencial, que ficou dentro das pessoas, para fazer com que ajam na humanidade de outras formas, que não exatamente como um vírus normal, mas sim como agentes invasores, para atuarem na humanidade da melhor forma para a mutação ocorrer.

A decisão é de acordo com necessidade e solicitação de cada alma. Os Seres Estelares e os Seres Universais não tomam decisões a respeito de cada ser humano sem que isso seja feito em conjunto com a alma de cada um.

Então, poderá haver a hipótese de ninguém mais ter covid-19. Porém, dependendo de cada pessoa e suas decisões, os Seres Universais continuarão monitorando e controlando o vírus (em qualquer forma que estiver dentro das pessoas). Assim, poderão ativar, desativar, intensificar forças e frequências de mutação, para que dentro de cada pessoa essas frequências possam ajudar as pessoas a entrarem num processo de mutação em todos os seus níveis de consciência, dimensões e corpos.

Alguns serão aqueles que se dedicarão a essa mutação. Alguns serão aqueles que são teimosos demais e resistirão aos influxos de mutação que receberão através do vírus físico e/ou frequencial que há dentro de si e sofrerão mais com a mutação. Reforçando, o coronavírus em seu propósito inicial, como um vírus, atuou como um agente intruso para inserir “chips” dentro das pessoas, os coronavírus que ficarem dentro das pessoas serão monitorados e comandados para realizarem seus propósitos de mutação nas pessoas.

Então, para aqueles que resistirem à mutação tão saudável e necessária, o comando para o vírus “chip/fantasma” ou qualquer nome que se dê, é que busque no organismo da pessoa, qualquer forma de potencial para doenças (que poderiam nunca se tornar doença, apesar de a pessoa trazer em si a predisposição para) ou, em casos mais graves de resistência, buscarão qualquer gene mutante predisposto ao câncer de qualquer espécie.

Ou, ainda, para os que resistirem à mutação, o vírus dentro deles poderá se “replicar frequencialmente” (criando fantasmas-coronavírus) para infectarem os corpos emocional e mental. Isso traria inúmeras possibilidades de “doenças” emocionais e/ou mentais, perturbações, graves sofrimentos, angústias terríveis, pânico e tantas outras possibilidades e isto, neste caso, ainda apenas nos níveis emocionais e mentais. Porém, o vírus latente na pessoa poderá se deslocar ou se replicar (na forma velada) e se inserir no cérebro. Isto tanto poderá gerar doenças físicas no cérebro, até mesmo um AVC, ou apenas desorientar a atividade neuronal, afetar várias áreas do cérebro, ou ainda, apenas afetar a neuroquímica, causando então inúmeras possibilidades de transtornos psiquiátricos.

Assim, a pessoa não terá mais covid-19, mas poderá ter um câncer... Esta doença ou outra forma de “doença” citadas acima, será sempre para um processo de mutação. O importante é viver a experiência da mutação. Isto é o que está determinado a todos os seres humanos encarnados e encarnando na Terra neste “momento”. Esse é o Projeto Cósmico atuando para a melhora das condições humanas.

A forma de doença para promover a mutação, será apenas (infelizmente num número muitíssimo elevado de pessoas) naqueles que mesmo tendo certa consciência ou tendo um impulso natural que poderá levar a pessoa de forma espontânea para a mutação, resistirem demais e tentarem intensificar o racionalismo destrutivo de seus egos.

A grande maioria dos humanos nem imagina que “existe uma consciência a ser desperta”. Então poderia parecer incorreto tornar as pessoas doentes só porque não entendem e não sabem o que precisam fazer. É disto que se trata, não há nada a fazer, mas há muito a SER. E o Projeto Cósmico já vem sendo manifestado, lembrando também, que todos os humanos encarnados neste momento, já contém em seu DNA e até em seu cérebro, “programas, códigos ou potenciais”, para a mutação, a partir do despertar da consciência, programas estes que já foram ativados naturalmente ao longo dos anos, mas mais intensamente em um período pré-pandemia e, agora, na pandemia. Existem pessoas que poderão não se contaminar pelo novo coronavírus, porém, ele está frequencialmente vibrando entre nós, até mesmo nos transpassando o corpo físico, o que quer dizer, que deixaram suas marcas frequenciais, e a pessoa nunca estará fisicamente contaminada, mas terá as frequências do vírus. De uma forma ou de outra, todos os seres humanos serão atingidos pelas suas frequências para que sejam ativados esses potenciais latentes para a mutação.

Com isso, se a pessoa não quer despertar a consciência, mesmo tendo acesso a inúmeras informações a respeito e, sendo o propósito coletivo, a evolução pela mutação, então para essa pessoa a mutação será ativada pela doença leve ou grave, ou até o câncer, ou até mesmo as possibilidades que citei acima. Num ex., uma pessoa poderia simplesmente passar a ser totalmente apática e alheia à vida, e apenas viver no “automático” sem sentir nada. Nem amor, nem dor. Ela também estará em mutação. Portanto, se uma pessoa viverá o sofrimento de um câncer grave ou o vazio da ausência plena de sentimentos e falta de sentido para viver, vai depender do propósito de sua alma.

Uma pessoa com certa doença, que até pode ser controlada, é uma pessoa que pode escolher tomar consciência do valor da vida. Já é uma forma de impulsionar à mutação. A gravidade da doença ou o despertar de um câncer, vai depender das decisões da pessoa (por resistência do ego) e de sua alma, caso a alma não tenha outra alternativa para levar essa sua personalidade à mutação.

O Seres Universais do Projeto Cósmico para a mutação, a partir deste período em que foram convocados, estarão conosco. Isto mostra a gravidade da condição humana, que teve várias oportunidades para mudar e não mudou. Forçando assim essa condição de sermos agora direcionados e conduzidos aos nossos propósitos por Eles, que são sagrados e de puro amor.

Outro fator que determinará como cada um terá que lidar com o “chip/fantasma” do coronavírus, são as condições da Terra. Se o ser humano continuar destruindo o planeta em suas compulsões consumistas ou outros comportamentos, que de inúmeras formas destroem o planeta, então teremos uma extrema atuação dos Seres Universais, ativando intensamente os chips em nós. Muito disso nos levará a um medo aparentemente sem motivo. Um medo de algo inexplicável, um medo do invisível. Se ainda assim não mudarmos, a Terra poderá se recuperar, mas trará condições e frequências que tornarão a vida na Terra um pouco ou muito insuportável.

Tudo é para nos forçar a mudar, a mutacionar.

Isto poderá levar “anos” para acontecer, e a pretensiosa mente racional vai querer explorar o espaço para encontrar um novo planeta para a humanidade sair da Terra (então insuportável) e se instalar nesse novo planeta, “fresquinho, saudável”. Será tudo o que a humanidade desejará.

Porém... a humanidade “ganhou uma Terra novinha, fresquinha e saudável” e a contaminou, a estragou, a destruiu. E agora acha que pode “jogar a Terra fora”, abandoná-la e simplesmente partir para outro planeta? Óbvio que não!

Nós destruímos, nós arcaremos com as consequências e nós teremos que curar a Terra. Ou morreremos junto com ela. A humanidade não merece um novo planeta para destruir igual fez e faz com a Terra. Isto não é castigo, é caminho para a conscientização real!

Cuidem-se. Cuidem uns dos outros. Parem de querer tanto poder. Para que? Reflitam sobre isso. Parem de disputar com os outros e querer mal uns dos outros. Cuidem da Terra. Cuidem de sua mente perniciosa, arrogante e gananciosa. Busquem caminhos para despertar sua consciência. Busquem SER CONSCIÊNCIA.

Ainda há inúmeras possibilidades de mudanças e de uma vida agradável e saudável em todos os sentidos. E podemos começar agora, antes que seja tarde.

Não desprezem a pandemia que ainda está acontecendo. Evitem qualquer condição que favoreça sua contaminação e contaminação de outros. Apenas uma mínima parcela, mínima porcentagem da humanidade não será contaminada e, portanto, além de não ter covid-19 agora, não terá dentro de si o chip-coronavírus (mas todos terão a frequência vibratória extraterrestre do vírus dentro de si), e portanto, não será forçada a viver a mutação de forma dolorosa. Apenas pelos influxos sagrados de forças Universais da Mutação, simplesmente se deixarão envolver e fluir por essas energias sagradas.  Mas não sabemos quem serão esses afortunados. Talvez seres que são os mais “ignorantes”, pessoas muito “simples”, mas tão puros de coração, que já fluirão com as frequências de mutação naturalmente. Mesmo para aqueles que já estão mais despertos e estão mais engajados no processo de mutação pessoal, ainda assim poderão ser contaminados, pois se já estão nesse processo, e por isso podem “fazer mais” e não estão fazendo tanto quanto acham que estão, então receberão a ajuda do chip-coronavírus. Mas para estes, não será algo doloroso se e quando o chip for ativado e, muito provavelmente, não precisarão de uma doença para mutacionarem, precisarão apenas de algum conflito mental, emocional, espiritual, algo que os perturbe muito a ponto de entenderem que isso é porque seu ego ainda está se agarrando muito ao racional. Desta forma, poderão pedir ajuda aos Seres Universais justamente para os ajudar a dominar seus egos, os ajudar a transcender seus limites e seguir para a mutação real. Sem sofrimento. Apenas entrega.

Como podem ver, não há um certo ou errado. Pode parecer “injustiça” um ser humano que se compromete e busca a mutação e/ou que ajuda os outros a buscar a mutação também, ser contaminado. Com uma forma limitada de olhar, essa será a conclusão: injustiça. Com um olhar elevado, poderemos entender que a pessoa está tão engajada no processo, que praticamente “pediu para receber o chip”, para que o componente extraterrestre atue e ative seus potenciais para a mutação que estão ali, dentro de si, latentes e controlados pelo seu ego. Não precisa ser assim, mas qualquer possibilidade é validada, desde que leve a pessoa à mutação.

Não existem deuses na Terra, existem humanos que se esforçam mais e outros que simplesmente negligenciam a vida de todas as formas.

Texto Revisado


Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstar Avaliação: 3 | Votos: 558

Compartilhe Facebook   E-mail   Whatsapp

Autor: Teresa Cristina Pascotto   
Atuo a partir de meus dons naturais, sou sensitiva, possuo uma capacidade de percepção extrassensorial em níveis transcendes. Desenvolvi a Terapia Transcendente, a qual objetiva conduzir à Cura Real e à libertação integral do ser. Sou uma pesquisadora do inconsciente profundo, para descobrir seus mistérios e as chaves para a libertação real.
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.

Atualizado em 29/06/2020



© Copyright 2020 ClubeSTUM - O conteúdo desta página é de exclusiva responsabilidade do Participante do Clube. O site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços oferecidos pelos associados do Clube, conforme termo de uso.