O Ato de Julgar Moralmente - Suas características e demais consequências Espirituais

O Ato de Julgar Moralmente - Suas características e demais consequências Espirituais Autor Karen Thiemi - [email protected]
Facebook   E-mail   Whatsapp


Julgar Moralmente (conceito) – "O julgamento é uma faculdade da mente que distingue o bem do mal. Em outras palavras, o julgamento é uma opinião ou um veredicto. Moralidade, também está associada com costumes, valores, crenças e padrões de um grupo social ou individual".– Wiki Culturama

Mediante a definição acima mencionada, compreendemos que, todas as vezes em que realizamos um julgamento sobre uma situação, o fazemos de acordo com o que temos de conteúdo adquirido ao longo da nossa vida (experiências pessoais) e, claro, também procuramos seguir um certo padrão social, que fica em nosso inconsciente coletivo, nos dizendo o que é o correto, e o que não é.

Portanto, é muito fácil dizermos que estamos certos em nossas opiniões, já que nos baseamos em nossos filtros pessoais. Indo por essa linha de raciocínio, entramos facilmente em grandes desentendimentos, pois não conseguimos escutar a visão do outro. Não conseguimos abrir nosso coração para o que é diferente daquilo que conhecemos como verdade.

E, nesse sentido, a Espiritualidade nos pede sempre, para sermos mais abertos. Sim, temos nossas visões de mundo, temos sentimentos, e profundas raízes de dores na alma, oriundas de experiências marcantes nos quais aprendemos muitas vezes na base do sofrimento.

Porém, quando nos abrimos para ao menos ouvir o que o outro tem a dizer, sem esses muros do pré julgamento, podemos nos surpreender, ao ver a vida de uma forma que nunca vimos antes. E como é bom, podermos descobrir mais sobre a vida, não é mesmo?  Como é bom pensarmos: “Nossa, nunca tinha parado para pensar por esse lado...”

Quanto mais nos abrimos, mais nos tornamos jovens. Nosso chakra do coração se expande, e fica cada vez maior a possibilidade de vivenciarmos novas amizades, e em nosso caminho, como uma mágica, novos caminhos aparecem para suavizar nossos problemas.

E não estou dizendo que seja fácil para uma pessoa mais inflexível se tornar flexível. Isso é complicado, pois a pessoa passou a vida toda sendo de um determinado jeito, com determinados gostos pessoais, com determinados valores arraigados. Porém, a flexibilidade, é como um novo aprendizado – você começa aos poucos. Por exemplo: Um dia, você ouve uma nova idéia e fica horrorizado com aquilo, acha aquilo absurdo. Amanhã, você respira fundo, e procura vê-la de uma forma menos severa. No dia seguinte, você pensa na pessoa que falou, com um olhar de empatia. No outro dia, você vê a idéia como algo parcialmente possível. E por fim, verá que a idéia pode não ser a melhor para você aplicá-la em sua vida pessoal, mas para o outro, talvez sim. E assim, sua mente se expandiu, de forma gradual e natural. Ou seja, foi um exercício que você realizou, para que o julgamento não seja tão pesado, dentro de você, em sua própria mente.

E o ato de julgar moralmente o tempo todo pessoas e situações, causa dentro de si um grande peso. Pois, você cria uma armadura energética dentro de você. Uma armadura de tentativa de proteção, que barra tudo aquilo que é diferente do que você considera como verdade. Porém, e se a vida, em sua infinita sabedoria, está tentando te mostrar um novo aprendizado? Daí, você fechado por conta dessa barreira, não se abre para o novo. E se a vida quiser MUITO que você aprenda isso, vai te ensinar isso na dor, te tirando pessoas, situações que te acomodavam, e fazendo você sentir dor. Daí nessa dor, você acaba sendo mais humilde, e se tornando mais aberto a vida. Porém, nem sempre você precisaria passar por essa dor. Talvez, se você se abrisse mais, toda essa dor seria evitada. E você, aprenderia de outras formas.

Portanto, vale a pena OUVIR. Sempre valerá a pena. Escute o outro com seu coração, e não com sua mente. Você encontrará grandes tesouros perdidos ao seu redor. Pérolas de sabedoria diárias, que te fariam muito bem em um momento futuro. Nunca se sabe o dia de amanhã!

Faça da sua vida uma grande aventura! Aventura de aprendizados, de crescimento, e busque sempre, ser o mais LEVE possível. Os anjos/mentores agradecem e estarão ao seu lado para te guiar em tudo aquilo que você precisa aprender nessa existência.

Com amor,
Karen  Thiemi

Texto Revisado
 


Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 18

Compartilhe Facebook   E-mail   Whatsapp

Autor: Karen Thiemi    
Atua como Terapeuta Holística em SP realizando Quick Massage, Reiki - Método Tradicional USUI, Radiestesia e Radiônica, Tarot Cigano e Hindu.
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.

Atualizado em 29/06/2020



© Copyright 2020 ClubeSTUM - O conteúdo desta página é de exclusiva responsabilidade do Participante do Clube. O site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços oferecidos pelos associados do Clube, conforme termo de uso.