Crise no relacionamento e agora?

Crise no relacionamento e agora? Autor Adriana Mantana - [email protected]
Facebook   E-mail   Whatsapp


Você nota um comportamento distante e algumas vezes até hostil do seu parceiro? A relação sexual não é mais a mesma? Beijos, elogios e carinhos sumiram do mapa? Percebe que o seu parceiro está trabalhando demais e simplesmente não valoriza mais a relação? Observa que ele fica sorrindo olhando o WhatsApp e sai do aplicativo quando você passa por perto?

Se você respondeu sim para qualquer uma destas perguntas, fique comigo até o final porque este artigo é para você.

Meu nome é Adriana Mantana e o meu intuito é contribuir com você de alguma forma neste artigo. Se algo lhe machucar, não leve para o lado pessoal, respire fundo e prossiga com a leitura, lembre-se, meu desejo é de ajudar. No final deste texto, mostrarei possíveis passos para você trabalhar sua área afetiva de uma forma mais profunda.

Você conheceu o seu parceiro e no início vocês tinham uma sinergia, uma cumplicidade, uma química e um elo que fazia toda diferença em seu dia a dia.

De acordo com estudos, a paixão dura entre 12 a 48 meses, ou seja, até no máximo 2 anos. Este período pode sofrer variações pois cada casal tem uma história e um ritmo próprio.

O fato é que a paixão tem um prazo de validade variável, mas ela está fadada a acabar. Quando isto acontece, a relação pode seguir por dois caminhos, se transformar em algo sólido e duradouro através do desenvolvimento do amor, ou ela pode chegar ao fim. A grande questão é como lidar com a relação depois que ela esfriou.
"Adriana, meu relacionamento está em crise e agora o que eu faço?"

O primeiro ponto que gostaria de frisar é que uma relação não esfria do nada, a verdade é que ela assim como uma água fervente, que tiramos do fogo e deixamos quieta, ela vai esfriando lentamente, até ficar completamente fria.

O mesmo acontece com uma relação a dois, o fogo exposto acima, representa o cuidado, o carinho, a atenção, a cumplicidade e outros ingredientes fundamentais para manter esta chama acesa, justamente estes ingredientes fundamentais vão sendo retirados lentamente.

Ou seja, a pessoa acredita que por já estar namorando há muito tempo, ou por casada, ou noiva, não precisa cuidar tanto assim da relação.

Uma outra coisa a se observar é se houve traição. Geralmente quem trai não nota que está pouco a pouco colocando veneno na relação. E a pessoa traída vai perdendo em alguns casos o interesse.

A questão fundamental aqui é tomar nota onde começou o processo de queda na relação. Porque com certeza teve um gatilho inicial. E se a pessoa não toma nenhuma providência para interromper este processo, a relação infelizmente tende ao término.

Quando o relacionamento fica conturbado, ou em crise, a pessoa começa a procurar formas de interromper este processo para salvar esta relação.

A boa notícia é que, dependendo do estágio em que esta relação esteja, é possível acontecer um resgate. Em alguns casos, a intimidade, cumplicidade, ficam ainda mais fortes depois desta fase.

Sabe aquela história que os melhores vinhos são os velhos.

Quando existe um processo de ressignificação entre ambas as partes, existe a possibilidade de acontecer uma maior intimidade após todo este conflito.

Entenda que é preciso olhar para todas as dores da relação, as mágoas e os ressentimentos. Ou até mesmo da raiva não expressa. Todas aquelas palavras atravessadas e o desrespeito praticado no dia a dia. Se houve traição isto também precisa ser visto, limpo e ressignificado.

Em muitos casos, é preciso intervenção externa através da Terapia de Casal, ou se não for possível que o casal participe, um dos parceiros pode entrar em um processo de ressignificação e cura na terapia. A relação também poderá ser muito beneficiada. Falo isto pelos atendimentos que faço no dia a dia. Geralmente são as mulheres que buscam ajuda, os homens muitas vezes se mostram relutantes com relação à terapia.

Como eu disse no início deste artigo, espero que este texto tenha contribuído com você e a sua relação afetiva.

Sugiro fortemente que não desista, se você sente que o seu parceiro é significativo para você.

Vou deixar aqui três possibilidades, caso queira avançar para os próximos passos.

  1. Fiz uma meditação no meu canal do YouTube de Limpeza e Centramento, caso queira ouvir só CLICAR AQUI será um prazer vê-lo por lá também.
  1. Tenho um portal que trabalho com cursos e exercícios terapêuticos, caso queira se associar basta CLICAR AQUI
  1. Agora se você deseja algo personalizado para você e a sua vida a dois e deseja ver a possibilidade de iniciar um tratamento terapêutico comigo CLIQUE AQUI pode optar pela Terapia de Casal, ou a Terapia Individual
Cuide-se com amor!

Te vejo em breve!

Adriana Mantana

Instagram Adriana Mantana


Texto Revisado



Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 5

Compartilhe Facebook   E-mail   Whatsapp

Sobre o Autor: Adriana Mantana   
Bióloga, Terapeuta Integral, Consteladora, Renascedora, Terapeuta ThetaHealer®, Terapeuta de Barras de Access™, Floral de Bach, Radiestesista, Operadora de Mesa Quântica Radiônica, Cromoterapia, PNL, Mestre em Reiki Usui, Hooponopono, Cristaloterapeuta, Giver Deeksha, Terapeuta de Integração Quântica do Ser® e Ativista Quântica. CRTH 4103
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.

Atualizado em 13/07/2020



© Copyright 2020 ClubeSTUM - O conteúdo desta página é de exclusiva responsabilidade do Participante do Clube. O site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços oferecidos pelos associados do Clube, conforme termo de uso.