A Ciranda Bioquímica - II

Autor Martha Mendes - harmoniatc@harmoniatc.pro.br

“A felicidade não é uma estação ao qual chegamos, mas sim a forma de viajar”.
(Margareth Lee Runbeck)


O uso da bioeletrografia traz motivação ao cliente; suas ferramentas internas lhe permitem o amadurecimento emocional e a mudança de padrão vibratório.
Segundo Piaget, “os fenômenos humanos são biológicos em suas raízes, sociais em seus fins e mentais em seus meios”.

Emoções quando mal compreendidas geram comportamentos incertos: medo, angústia, insegurança, depressão, ciúme, inveja e tantos outros culminando na construção de doenças psicossomáticas que é a desorganização energética produzida pelo padrão de pensamentos e sentimentos desarmônicos.

Seguindo a série “Ciranda Bioquímica”, apresento o caso de uma cliente com a intenção de elucidar a maneira pela qual nos relacionamos com o mundo.
É sabido que a química gerada pelos pensamentos e emoções impregnam as células. O cliente, muitas vezes, tem dificuldade e resistência em fazer mudanças. Como conscientizar o cliente sobre o perdão sem os adereços da religião, misticismo, imaginação?
O processo terapêutico com a ferramenta bioeletrografia mobiliza no cliente a vontade de fazer mudanças.
Leia Ciranda Bioquímica I

Cliente “B” – idade 20 anos - estudante – sexo feminino.
Queixa principal: ansiedade - medos indefinidos - transpiração excessiva - dores ao longo da coluna intensificando na lombar.

Técnica utilizada: Florais de Bach e Estabilização Energética. Fotos= Bioeletrografia

Foto I – realizada na 1ª sessão.
A foto indica um caso de depressão profunda .
Iniciamos o tratamento com Florais de Bach e nível profundo de consciência com base nas informações trazidas pela cliente por 10 dias antes da sessão seguinte.

foto II – realizada na ao final da 3ª sessão.
Na sessão, a cliente se apresentava inquieta e agressiva em suas respostas.
A foto realizada ao final da 3ª sessão indica sentimento de culpa o que ocasionou uma alteração bioquímica, disfunção hormonal. Suas mãos transpiravam excessivamente, chegando a escorrer. Percebi que estava se ferindo com as unhas “arrancando casquinhas” de coceiras nos braços.

foto III – realizada ao final da 8ª sessão
Com base na foto anterior, trabalhamos a recomposição da energia vital, bem como a visita ao médico para avaliação de sua saúde física.
Fomos ao longo das sessões, trabalhando o sentimento de culpa, conduzindo de maneira que ela pudesse perceber a origem de seu desgaste.
A foto III nos indica pequena recuperação de energia vital, com muitos conflitos (pensar e sentir de forma desarmônica).

foto IV - realizada na 15ª sessão
Nesta sessão, a srta “B” conseguiu falar sobre um segredo que guardava há tempo, com grande sofrimento: a existência de um irmão fora do casamento dos pais. Sentia-se angustiada e com remorso por esconder da mãe.

foto V – realizada na 18ª sessão
Após a 15ª sessão, conseguiu falar com o pai sobre a existência do irmão e como se sentia com relação à mãe . Entendeu que é uma situação que pertencia aos seus pais e que ela nada poderia fazer para mudar.
A foto V nos mostra a recuperação de sua energia vital, o equilíbrio que aos poucos foi adquirindo livre do peso do segredo que carregava. Após a o entendimento, suas dores foram desaparecendo e retomando sua qualidade de vida.

Marta de A. L. Moreira Mendes
Psicoterapeuta Reencarnacionista, educadora, pós-graduada em Psicossomática e Psicobiofísica, mestre em Bioeletrografia pela IUMAB -– International Union of Medical and Applied Bioeletrography – órgão máximo em bioeletrografia em âmbito mundial, escritora e pesquisadora.
Visite o Site: www.harmoniatc.pro.br


Compartilhe
Facebook   E-mail   Whatsapp

Autor: Martha Mendes   
Pedagoga e Psicoterapeuta complementar, pós-graduada em psicossomática e psicobiofísica, com extensão em neuropsicologia: emoção e cognição e psicologia e religião. É também Mestre em Bioeletrografia pela IUMAB - International Union of Medical and Applied Bioelectrography e certificada pela Earth -European Association for Regression Therapy.
E-mail: harmoniatc@harmoniatc.pro.br
Visite o Site do autor e leia mais artigos.

Publicado em 03/11/2006



© Copyright 2000-2019 ClubeSTUM - O conteúdo desta página é de exclusiva responsabilidade do Participante do Clube. O site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços oferecidos pelos associados do Clube, conforme termo de uso.