Como se libertar de um relacionamento abusivo

Como se libertar de um relacionamento abusivo
Autor Valéria Centeville - valtvp@gmail.com
Facebook   E-mail   Whatsapp


Mary (nome fictício) chegou ao consultório queixando-se de depressão. Contou-me que sentia tristeza e angústia constantemente há mais de dez anos, sendo que, às vezes, ficava só na cama e não conseguia fazer mais nada.

Melhorava um pouco, mas logo a depressão voltava, segundo ela.

Disse-me que o seu marido a sustentava financeiramente e ela cuidava da casa e dos filhos, mas não faziam amor há muito tempo, que ela já nem se lembrava mais o que era isso. Mas que não tinha problema, pois ele era trabalhador e pagava as contas.

Antes dos filhos nascerem, ela trabalhava fora de casa e se sentia independente. Mas, após o nascimento dos filhos, passou a cuidar deles e da casa. Largou o trabalho remunerado fora de casa.

Segundo ela, desde então o marido passou a maltratá-la, dizendo que ela estava feia, não se cuidava mais e que estava fazendo uma caridade ficando com ela.

Ela ficava triste com os comentários do marido, mas deixava pra lá. Ele a chamava de burra, dizia que ela não sabia fazer nada direito, nem cozinhar, nem cuidar dos filhos. E ela deixava pra lá, pois se sentia tão inferior que não tinha nem coragem de sair pra procurar emprego, pois acreditava que não iria encontrar.

Nas suas sessões terapêuticas, tratamos sua criança interior (momentos da sua infância) e também situações de outros períodos da sua encarnação atual nos quais Mary havia se sentido inferior e impotente. Essas subpersonalidades foram tratadas e reintegradas em sua alma.

Pedi para que Mary se lembrasse de momentos da sua vida atual na qual se sentiu segura e confiante. Ancoramos esse estado emocional de segurança e conforto.

Criamos um Eu empoderado para que Mary utilizasse na reconstrução da sua vida.

Aos poucos, ela foi se encorajando e se fortalecendo, recuperando sua autoestima.

Logo depois, começou a ganhar o seu próprio dinheiro e decidiu se separar do marido.

Alugou uma casa pra ela morar com seus filhos e refazer sua própria vida.

Hoje Mary está mais bonita, namorando e vivendo um relacionamento muito feliz e saudável. Pensa em se casar novamente, pois seu novo parceiro a ama e a respeita.

A Terapia Regressiva já ajudou muitas pessoas a se libertarem de relacionamentos abusivos. Ela também pode ajudar você!

Gostou do texto?
Então curta e compartilhe!
Fazer o bem sempre faz bem!

Gratidão, paz e amor!

Valéria Centeville e Leonel Vicente -Terapeutas de regressão.

www.terapiadevidaspassadas.com

www.povodooriente.net

WhatsApps: 11 9 8444 9975
e 11 9 4236 6486
valtvp@gmail.com


Texto Revisado



Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 8



Compartilhe Facebook   E-mail   Whatsapp
foto-autor
Autor: Valéria Centeville   
Terapia de vidas passadas. Captação mediúnica. Terapia Reencarnacionista. Terapia Regressiva. Hipnoterapia (hipnose). Terapia Espiritual. Terapia Floral. Canalizações de mensagens dos mentores espirituais. Orientação espiritual. Tarô cigano.
E-mail: valtvp@gmail.com | Mais artigos.