Quem conta a sua vida?

Quem conta a sua vida?
Autor Dudi Rios - dudirios@gmail.com
Facebook   E-mail   Whatsapp


Como assim?

Preste atenção no que você acha mais importante quando conta a sua história... não percebeu?

Então você já tem um primeiro exercício, sente na frente do espelho e conte a sua vida para a pessoa que está na sua frente, ou conte para um amigo.

Como é esse processo, o que você pontua mais? Seus sucessos e conquistas ou suas dificuldades? Como você percebe esse personagem que é você?
Alguém forte, decidido, capaz ou alguém com dificuldades, medos, bloqueios?

Quer ter mais clareza disso? Então, agora imagine que você vai contar a história de outra pessoa, que você admira.

Ou contar sua história mesmo, mas imaginando que essa história não é sua, é de outra pessoa... A forma como você contaria é igual ou diferente?

Percebe que a ênfase muda quando você olha para você mesma(o)?

Então como você pode contar duas histórias de vida de forma tão diferentes? Só por que uma é sua e outra não?

O que você aprendeu que é importante na sua vida? E veja bem, eu falei que você APRENDEU, não necessariamente seja o que realmente é importante, o que VOCÊ considera importante.

Esse é um ponto que quero chamar a sua atenção, pois se você aprendeu e isso não for realmente seu, você vai ter olhares diferentes para histórias de vida diferentes.

E por isso que lhe perguntei lá no começo?

QUEM CONTA A SUA HISTÓRIA?
A pessoa que você aprendeu a ser, ou quem você realmente é?

Digo então que você conta a sua história hoje baseado em CRENÇAS que você possui, e as crenças são desenvolvidas através dos relacionamentos e experiências, mas se você tivesse tido um outro tipo de vida, com outras experiências, com certeza, contaria sua própria história de uma outra forma. Então, suas crenças não são verdades absolutas, mas são resultado de experiências, as que você viveu, e não de todo tipo de experiência que existe.

Então, a forma como você conta, sente e entende a sua história de vida, tem um filtro que a limita. Com certeza, ela é muito mais digna de valor e sentido do que você percebe.

Quantas vezes você falou de você mesmo de forma densa, pesada, negativa, cheia de críticas e outra reconhecendo seu valor, sua importância... Por que essa oscilação?

A forma que você vê a sua história não é neutra. Cada um tem uma história única, e é essa história que lhe tornou quem você é hoje.

Tem várias coisas que são ruins no momento que você vai olhar para sua HISTÓRIA DE VIDA. Uma delas são suas CRENÇAS, tipo conceitos de ser bom ou ruim, de merecimento, incapacidade, até mesmo de carma, percebendo-se merecedor de algumas situações, e não percebendo as situações como experiências que podem levá-lo à sua própria essência.

Essas crenças que você carrega podem impedi-lo de ver o real sentido dos acontecimentos, pois o levam a reagir e não a PENSAR e QUESTIONAR.

Não se importe se neste processo, na sua jornada pelo autoconhecimento, você tiver mais dúvidas do que certezas; as dúvidas, as incógnitas, estarão muito mais ao seu favor do que as certezas que você tinha até agora.

Pois quem você é hoje, ainda está cheio de crenças e expectativas que não são suas, lembre-se o que você tem de mais importante é a sua história, e muitas vezes quando falamos de honrar os ancestrais, também estamos falando do processo de saber valorizar o seu passado.

Muitas vezes, você olha para sua história de uma forma negativa, pensando no que deveria ter feito, ou se cobrando por não ter atingido o que você considera ideal.

E olha que IDEAL, na maioria das vezes não é REAL, é apenas a direção a seguir, mas não o resultado a se obter.

O que você faz hoje, você o faz por que com certeza é o seu melhor, assim como em cada momento de sua vida, você fez o que podia fazer, olhar para trás e querer ter tido outros comportamentos é uma impossibilidade, pois lá trás você não era a pessoa que é hoje, e com certeza no futuro você também vai ter mudado.

Então, não se cobre um comportamento que você teria hoje, pois hoje você não é a mesma pessoa que há 2, 5, 10 anos.

Sua história de vida não é um campo de erros e acertos, mas o seu campo de experiência, é o que você fez no tempo e espaço, é o que você é energeticamente hoje, e isso vale também para sua aparência física, suas emoções, pensamentos e espiritualidade.

Tenha orgulho de sua construção, você é um espírito em evolução em um campo de experiências.

Dudi Rios

Astróloga Comportamental e Psicoterapeuta
Astrologia comportamental orientando tua vida.

Redes sociais: www.dudirios.com.br
Instagram: https://www.instagram.com/dudirios
Facebook: https://www.facebook.com/dudirios
Telegram: http://t.me/dudirios
Inscreva-se (YouTube) : http://bit.ly/38lR7tW
Texto Revisado


Gostou?    Sim    Não   

starstarstar Avaliação: 3 | Votos: 234



Compartilhe Facebook   E-mail   Whatsapp
foto-autor
Autor: Dudi Rios   
Siga e confira as novidades nas redes sociais: Instagram: Dudirios Facebook: Dudi Rios Telegram: ASTROCURIOSOS Astrologia comportamental orientando tua vida. Inscreva-se (Site): www.dudirios.com.br Inscreva-se (YouTube) : Dudi Rios
E-mail: dudirios@gmail.com | Mais artigos.