O menino sente a dor da Terra

O menino sente a dor da Terra
Autor Wilson Francisco - wilson153@gmail.com
Facebook   E-mail   Whatsapp


Lembro de um menininho natural da Califórnia, que veio me ver com seus pais, por causa de um problema no joelho, diz Leloup.
Não havia causa médica ou psicológica aparente.
A relação com sua mãe era boa e não havia este tipo de doença em sua família.

A criança repetia sempre: ‘Eu sinto dor na Terra’. E todos escutavam esta frase como uma fantasia, dei-me conta de que a criança não mentia.
Ela somatizava em seu próprio corpo algo que ocorrera na Califórnia e que destruíra algum equilíbrio ecológico.

Ensinamento antigo dos Terapeutas de Alexandria
"Cuidar do corpo é cuidar do Universo e cuidar do Universo e do Meio Ambiente é cuidar do Corpo".

Porque o microcosmo e o macrocosmo não estão separados”. Leloup

Observem a carta do Cacique Seattle enviada ao presidente dos EUA. Nesta carta, o nativo menciona:
“Isto sabemos: a terra não pertence ao homem; o homem pertence à terra.
Isto sabemos: todas as coisas estão ligadas como o sangue que une uma família. Há uma ligação em tudo”.

Fazendo uma leitura profunda do nosso corpo, das suas marcas, dos seus registros, estaremos realizando uma leitura da nossa vida, da nossa história, das nossas reais necessidades.

Isto possibilitará uma integração maior com o meio ambiente, com nossa casa, nossa família e todos seres do Universo.

Bom realizarmos uma reflexão sobre o estado atual da Terra e as dores que as crianças e jovens e adultos estão sentindo.
Aproveite as dicas para refletir:
 
Paciência, ame seu jeito de ser

Permita-se desobedecer à voz do passado, dos castigos e das crenças. Talvez você sinta medo desta autonomia, do isolamento ao largar estas muletas. Não se apresse, tenha convicção. Cada pessoa tem sua história/seu ritmo. Dê tempo para a sua segunda pele surgir. Não abrevie seu tempo de ver, crer e fazer.


Humildade

Assuma seu próprio tamanho e coloque as coisas, projetos e sonhos ao seu alcance, sem se mostrar fraco. 

Você não precisa ser o modelo, mas pode ser  melhor e mais forte sem ostentar pose nem esmagar quem está do seu lado. Perdoe-se.  Você, no seu tempo e universo, é Deus. 

Madre Tereza de Calcutá dizia que “não se trata do quanto damos, mas do amor que colocamos no que damos”. 


Mente vazia

Na hora de cumprir suas tarefas, deixe seu álbum de fotografias, seus diplomas e apenas mostre suas ideias e força, realizando com qualidade, agilidade e excelência tudo que aprendeu. 

 
Wilson Francisco - Pesquisa em Jean Jacques Leloup, O Corpo e seus Símbolos. Rio de Janeiro: Vozes, 2001


Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 135



Compartilhe Facebook   E-mail   Whatsapp
foto-autor
Conteúdo desenvolvido por: Wilson Francisco   
Terapeuta Holístico. Desenvolve processo que faz a Leitura da Alma; Toque Quântico para dar qualidade à circulação e aos campos vibracionais; Purificação do Tronco Familiar e Cura de Antepassados para Resgatar, Atualizar e Realizar o Ser Divino que há em você. Agendar pelo WhatsApp 011 - 959224182 ou pelo email wilson153@gmail.com
E-mail: wilson153@gmail.com | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Autoconhecimento clicando aqui.