Transmutar a escuridão mental

Transmutar a escuridão mental
Autor Anya Piffer - [email protected]
Facebook   E-mail   Whatsapp


Desenvolvemos talentos para trabalhos e as ações para colocar os planos em funcionamento. Desenvolvemos uma família, um negócio ou um sonho para ser chamado de nosso propósito de vida. Muitas vezes nos esquecemos que, enquanto caminhávamos, o universo cumpria a sua programação.

Nos encontramos em plena fase de transição entre o velho e novo mundo. Uma fase singular e cheia de percalços e desvendamentos de tramas, que mantiveram nossos olhos com muitos véus que nos impediam de acessar a claridade da nossa luz interna.

Chegamos ao momento mais íngreme da jornada evolutiva planetária, e faz-se necessário que usemos nossos talentos para adentrar nas esferas mais profundas da nossa encarnação.

Precisamos nos investigar e saber quem somos. Quem somos nós. Quem é você. Quem sou eu. E nessa busca pelo saber quem somos, é importante reagir com respeito às adversidades que serão vividas no caminho.

Muitas pessoas se esmeram em se tornar mais produtivas nesta fase, ou se esmeram em penetrar seus porões emocionais. Outras ainda, se fundem com suas questões internas e avançam em meio as tempestades internas que lhe surgem, mas seguem com suavidade, descobrindo a cada dia a razão maior para viver a vida com alegria e persistência.

A oportunidade de fazermos uma reciclagem em nossos porões mentais foi dada para todos nós. Vamos agarrar essa oportunidade. Precisamos atravessar essa fase juntamente com o processo da transição, onde o planeta Terra faz o seu trajeto mais intenso.

Nossos sentimentos serão chacoalhados. Nós bem sabemos. Mas esse é o caminho que o Criador encontrou para nos libertar e nos permitir ver a nós mesmos como verdadeiramente somos, considerando que temos nossas luzes e sombras internas.

Nesta etapa singular, nossas sombras – traumas, fracassos, medos, desamor e todas as escuridões que bloqueiam nosso processo de criação serão acentuadas, para emergirem à superfície e serem trabalhadas pelas luzes que jorram dentro do nosso plano terreno.

Quando nossas sombras e escuridões são acentuadas, podemos vê-las melhor; analisá-las melhor; administra-las melhor, a fim de conduzi-las para uma nova direção.

Mas, não tenham dúvida: elas vão emergir para todos nós. E o nosso “dever de casa”, enquanto seres humanos encarnados vivendo a transição planetária e nossa transição interna, será olharmos para tudo que nós somos e o que nós fomos, desvendar as tramas, limpar os porões, desobstruir os bloqueios para acender a nossa luz. E o fato de olharmos para nossas jornadas passadas com amorosidade e respeito nos ajuda a assegurar que saberemos dar um novo rumo para nossa evolução.

E nesse instante que vislumbramos essa condição humana de profundo respeito e amor próprio, conseguiremos saber que a luz Crística habita em nós. E esse é objetivo do Criador. Que ao menos tenhamos consciência que somente nós poderemos modificar a nossa própria criação. Somos os próprios criadores das nossas manifestações.

E essa é a nova oportunidade que toda a humanidade tem recebido para reajustar os seus karmas e se tornar livre em essência e alma.

Anya Piffer
Saiba sobre o Clube de Cura e Ascensão - três meses de encontros semanais: https://anyapiffer.com.br/clube-de-cura/

Texto Revisado


Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 335



Compartilhe Facebook   E-mail   Whatsapp
foto-autor
Conteúdo desenvolvido por: Anya Piffer   
Escritora | Mentora | Insight Terapeuta. Ajudo-o a decifrar e direcionar sua vida para um novo nível de consciência. Autora dos livros "Enquanto me curo" e "Iniciando uma nova humanidade". www.anyapiffer.com.br | @anya.piffer | 27 99288.9636. Canal no youtube Nova Humanidade com Live ao vivo toda quarta às 20h.
E-mail: [email protected] | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Autoconhecimento clicando aqui.