As bruxas dos novos tempos

As bruxas dos novos tempos
Autor Anya Piffer - [email protected]
Facebook   E-mail   Whatsapp


Até pouco tempo atrás dizer-se bruxa feria profundamente o status quo social, independente do gênero.

Ainda não é fácil para nós mulheres fazermos tal afirmação, mesmo que lá no nosso íntimo sejamos totalmente ativadas pela energia primaz feminina. Essa energia que é tão poderosa e capaz de ancorar, diariamente, força e vigor para sustentar outras mulheres e homens que nos rodeiam.

Sim, nós somos bruxas!

Sim, nós usamos magias!

Sim, nós somos perigosas!

Somos bruxas por que usamos o tecido mais sutil existente nesta vida e que foi concedido ao feminino, independente do gênero: a sensibilidade.

Sentimos e nos colocamos no lugar do outro. Estendemos as mãos e os braços inteiros se preciso for, para trazer de volta um amigo que passa alguma fase ruim. Nos sensibilizamos com todas as podridões sociais e com isso choramos, sentimos, pedimos e oramos.

Sim, usamos magias nos momentos em que utilizamos nossa capacidade de sentir, de intuir e de visualizar o melhor que tem dentro de nós, e endereçamos essa magia ao outro, no intuito de apoia-lo a sair de suas dificuldades momentâneas.

Usamos nossa mais sagrada força, aquela força que ecoa dentro de todo o sagrado feminino que reside nas mulheres e nos homens que sentem a energia da magia em seus rituais matinais, em suas preces, em suas preparações de chás e banhos de ervas que fazem as limpezas de detritos psíquicos em frações de minutos.

Também é verdade que somos perigosas e corremos um grande risco ao utilizarmos esse poder, que se mostra exuberante e forte, diante da magia que trazemos dos céus à terra.

Sim, nós podemos curar. Nós podemos curar pessoas, animais, plantas e minerais. E o perigo está em sermos tão boas nisso que não sobrará mais espaço para os escravizadores, aqueles que dominam as mentes e emocionais das pessoas há milhares de tempos.

Sim, esse perigo é real e somente nós – as bruxas, poderemos repelir com sabedoria esses abusadores que, em pleno movimento da liberdade da luz sobre a escuridão que cerceou a nossa mente por longos tempos, ainda se acham capazes de fazer valer os seus ditames.

Não. Agora não somos mais frágeis como antes. Somamos uma egrégora poderosa e empoderada de milhares de mulheres e homens que possuem a essência feminina dentro de si, e nessa força coletiva vamos varrendo da superfície da nossa humanidade todos os abusos que foram praticados.

Não. Hoje não é somente um dia especial. Hoje é dia em que renascemos novamente de dentro da nossa essência feminina para dizer àqueles que ainda não entenderam sobre nós, que estamos aqui para ajudar esse mundo a ser melhor e mais real.

Somos a luz e vamos ecoar essa luz por toda a humanidade.

By Anya Piffer

31/10/2021


Texto Revisado


Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 26



Compartilhe Facebook   E-mail   Whatsapp
foto-autor
Conteúdo desenvolvido por: Anya Piffer   
Escritora | Mentora | Insight Terapeuta. Ajudo-o a decifrar e direcionar sua vida para um novo nível de consciência. Autora dos livros "Enquanto me curo" e "Iniciando uma nova humanidade". www.anyapiffer.com.br | @anya.piffer | 27 99288.9636. Canal no youtube Nova Humanidade com Live ao vivo toda quarta às 20h.
E-mail: [email protected] | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Autoconhecimento clicando aqui.