AS JANELAS DO PASSADO

Autor Weber Malcher - webermalcher@hotmail.com

AS JANELAS DO PASSADO



Às vezes as janelas do passado se abrem inesperadamente e somos confrontados frente à frente diante do espelho de cristal. Quando isso acontece, os mares da vida falam, trazendo consigo fragmentos de épocas e terras desconhecidas, que dançam à nossa volta. Sabemos que esses fragmentos nos pertencem. Olhamos através dessas janelas, e de repente, temos consciência de que este mundo físico em que vivemos é apenas um aspecto do Todo, uma extensão da Grande Realidade.

Interessa vidas passadas? Em que lugar elas estão? Continue lendo:

Se acreditamos ou não em reencarnação, a verdade é que nos defrontamos com uma experiência que nos convence que já vivemos antes, que temos infinitas vidas passadas, experiências que estão aqui presentes, personagens que querem falar através de nós nesse palco chamado vida. E o que eles querem falar? Querem se redimir de culpas que estão no cerne da alma, no DNA espiritual.

Talvez queiram dizer o seguinte:

Relato de Y na Carta Natal:

"Sou uma sacerdotisa que possui dons paranormais, sou capaz de prever o futuro com exatidão e adivinhar as coisas. No começo ajudei muita gente, porém, depois comecei a prejudicá-las, passando para a seita dos filhos de Belial e praticando magia negativa. Também fui uma das responsáveis pela queda e destruição da Atlântida. Estou confusa, e às vezes desesperada, pois sei que sou uma das responsáveis pelo infortúnio de tanta gente".

Y é uma médica na vida real. Tem sofrido traições, desilusões amorosas, perdas financeiras, nada dá certo para ela. Tem dons paranormais ( todos que vieram da Atlântida), mas não sabe o que fazer com eles. A receita é bem simples: 1. FAZER BOM USO DOS DONS; 2. DESENVOLVER UM TRABALHO FILANTRÓPICO, ONDE POSSA AJUDAR PESSOAS CARENTES, CRIANÇAS, IDOSOS. 3. APRENDER A PERDOAR. 4. TER PLENA CONSCIÊNCIA E TER INTENÇÃO DE QUE REALIZANDO ESSE TRABALHO, ESTARÁ RESGATANDO TODO O PASSADO SOMBRIO.

Para Y, a lição mais importante desta vida é que ela ainda carregava dentro de si tendências para se vingar das pessoas que a prejudicaram. Aprendeu a perdoar e hoje, ela desenvolve um trabalho social com crianças carentes.

Se somos médicos, advogados, engenheiros ou outra qualquer profissão, isso não significa que também atuamos nessas profissões em vidas passadas. Uma dica: quais são os seus hobbies? O que vc gosta de fazer? Quais são os seus hábitos? De quem vc gosta? De quem vc não gosta? Eis a questão...

 

Porque a Reencarnação passou a ser condenada pela Igreja Católica?

Até meados do século VI, todo o Cristianismo aceitava a Reencarnação que a cultura religiosa oriental já proclamava, milênios antes da era cristã, como fato incontestável, norteador dos princípios da Justiça Divina, que sempre dá oportunidade ao homem para rever seus erros e recomeçar o trabalho de sua regeneração, em nova existência.

Aconteceu, porém, que o segundo Concílio de Constantinopla, atual Istambul, na Turquia, em decisão política, para atender exigências do Império Bizantino, resolveu abolir tal convicção, cientificamente justificada, substituindo-a pela ressurreição, que contraria todos os princípios da ciência, pois admite a volta do ser, por ocasião de um suposto juízo final, no mesmo corpo já desintegrado em todos os seus elementos constitutivos.

É que Teodora, esposa do famoso Imperador Justiniano, escravocrata desumana e muito preconceituosa, temia retornar ao mundo, na pele de uma escrava negra e, por isso, desencadeou uma forte pressão sobre o papa da época, Virgílio, que subira ao poder através da criminosa intervenção do general Belisário, para quem os desejos de Teodora eram lei.

E assim, o Concílio realizado em Constantinopla, no ano de 553 D.C, resolveu rejeitar todo o pensamento de Orígenes de Alexandria, um dos maiores Teólogos que a Humanidade tem conhecimento. As decisões do Concílio condenaram, inclusive, a reencarnação admitida pelo próprio Cristo, em várias passagens do Evangelho, sobretudo quando identificou em João Batista o Espírito do profeta Elias, falecido séculos antes, e que deveria voltar como precursor do Messias (Mateus 11:14 e Malaquias 4:5).
Na Era da Consciência, a reencarnação é vista como um meio de transformação. Através da compreensão do carma, a pessoa pode examinar suas vidas passadas e aprender com as mesmas, alcançando o crescimento espiritual e a iluminação.

Weber Malcher - Formação em Astrologia Cármica e Tradicional, Numerologia Cabalística, Escritor, Membro da União Brasileira de Escritores (UBE-MANAUS-AM), membro do STUM ( Clube SOMOSTODOSUM), Consultor Holístico, Rosacruz (Amorc)


O estudo cármico de suas existências passadas é um ferramenta de  consciencialização dos carmas adquiridos em outras encarnações e funciona como um diagnostico espiritual, indica seus carmas, sua missão e a relação de vidas passadas com as pessoas que o cercam, os negócios, o amor, com o objetivo de não apenas entender mas melhorar esses relacionamentos.
Auxilia na compreensão da sua missão nesta encarnação e mais além.
Através do estudo cármico de suas vidas passadas é possível orientar os trabalhos de libertação dos seus carmas e incentivar o seu direcionamento para a missão que lhe foi confiada por Deus.


Análise de 7 encarnações, os efeitos para o agora, orientação para ter melhor qualidade de vida. Desbloqueio do carma, sinastria de familiares(o que eles foram em vidas passadas), Quiron, Lilit, Roda da Fortuna e muito mais.

Às vezes as janelas do passado se abrem inesperadamente e somos confrontados frente à frente diante do espelho de cristal. Quando isso acontece, os mares da vida falam, trazendo consigo fragmentos de épocas e terras desconhecidas, que dançam à nossa volta. Sabemos que esses fragmentos nos pertencem. Olhamos através dessas janelas, e de repente, temos consciência de que este mundo físico em que vivemos é apenas um aspecto do Todo, uma extensão da Grande Realidade.
Interessa vidas passadas? Em que lugar elas estão? Continue lendo:

Se acreditamos ou não em reencarnação, a verdade é que nos defrontamos com uma experiência que nos convence que já vivemos antes, que temos infinitas vidas passadas, experiências que estão aqui presentes, personagens que querem falar através de nós nesse palco chamado vida. E o que eles querem falar? Querem se redimir de culpas que estão no cerne da alma, no DNA espiritual.

Talvez queiram dizer o seguinte:

Relato de Y na Carta Natal:




"Eu era uma sacerdotisa na Atlãntida, era  capaz de prever o futuro com exatidão e adivinhar as coisas. No começo ajudei muita gente, porém, depois comecei a prejudicá-las, passando para a seita dos filhos de Belial e praticando magia negativa. Também fui uma das responsáveis pela queda e destruição da Atlântida. Estou confusa, e às vezes desesperada, pois sei que sou uma das responsáveis pelo infortúnio de tanta gente".

Y é uma médica na vida real. Tem sofrido traições, desilusões amorosas, perdas financeiras, nada dá certo para ela. Tem dons paranormais ( todos que vieram da Atlântida), mas não sabe o que fazer com eles. A receita é bem simples: 1. FAZER BOM USO DOS DONS; 2. DESENVOLVER UM TRABALHO FILANTRÓPICO, ONDE POSSA AJUDAR PESSOAS CARENTES, CRIANÇAS, IDOSOS. 3. APRENDER A PERDOAR. 4. TER PLENA CONSCIÊNCIA E TER INTENÇÃO DE QUE REALIZANDO ESSE TRABALHO, ESTARÁ RESGATANDO TODO O PASSADO SOMBRIO.

Para Y, a lição mais importante desta vida é que ela ainda carregava dentro de si tendências para se vingar das pessoas que a prejudicaram. Aprendeu a perdoar e hoje, ela desenvolve um trabalho social com crianças carentes.

Se somos médicos, advogados, engenheiros ou outra qualquer profissão, isso não significa que também atuamos nessas profissões em vidas passadas. Uma dica: quais são os seus hobbies? O que vc gosta de fazer? Quais são os seus hábitos? De quem vc gosta? De quem vc não gosta? Eis a questão...

Porque a Reencarnação passou a ser condenada pela Igreja Católica?
Até meados do século VI, todo o Cristianismo aceitava a Reencarnação que a cultura religiosa oriental já proclamava, milênios antes da era cristã, como fato incontestável, norteador dos princípios da Justiça Divina, que sempre dá oportunidade ao homem para rever seus erros e recomeçar o trabalho de sua regeneração, em nova existência.
Aconteceu, porém, que o segundo Concílio de Constantinopla, atual Istambul, na Turquia, em decisão política, para atender exigências do Império Bizantino, resolveu abolir tal convicção, cientificamente justificada, substituindo-a pela ressurreição, que contraria todos os princípios da ciência, pois admite a volta do ser, por ocasião de um suposto juízo final, no mesmo corpo já desintegrado em todos os seus elementos constitutivos.
É que Teodora, esposa do famoso Imperador Justiniano, escravocrata desumana e muito preconceituosa, temia retornar ao mundo, na pele de uma escrava negra e, por isso, desencadeou uma forte pressão sobre o papa da época, Virgílio, que subira ao poder através da criminosa intervenção do general Belisário, para quem os desejos de Teodora eram lei.
E assim, o Concílio realizado em Constantinopla, no ano de 553 D.C, resolveu rejeitar todo o pensamento de Orígenes de Alexandria, um dos maiores Teólogos que a Humanidade tem conhecimento. As decisões do Concílio condenaram, inclusive, a reencarnação admitida pelo próprio Cristo, em várias passagens do Evangelho, sobretudo quando identificou em João Batista o Espírito do profeta Elias, falecido séculos antes, e que deveria voltar como precursor do Messias (Mateus 11:14 e Malaquias 4:5).
Na Era da Consciência, a reencarnação é vista como um meio de transformação. Através da compreensão do carma, a pessoa pode examinar suas vidas passadas e aprender com as mesmas, alcançando o crescimento espiritual e a iluminação.

Weber Malcher - Formação em Astrologia Cármica e Tradicional, Numerologia Cabalística, Escritor, Membro da União Brasileira de Escritores (UBE-MANAUS-AM), membro do STUM ( Clube SOMOSTODOSUM), Consultor Holístico, Rosacruz (Amorc)

O estudo cármico de suas existências passadas é um ferramenta de consciencialização dos carmas adquiridos em outras encarnações e funciona como um diagnostico espiritual, indica seus carmas, sua missão e a relação de vidas passadas com as pessoas que o cercam, os negócios, o amor, com o objetivo de não apenas entender mas melhorar esses relacionamentos.
Auxilia na compreensão da sua missão nesta encarnação e mais além.
Através do estudo cármico de suas vidas passadas é possível orientar os trabalhos de libertação dos seus carmas e incentivar o seu direcionamento para a missão que lhe foi confiada por Deus.
Análise de 7 encarnações, os efeitos para o agora, orientação para ter melhor qualidade de vida. Desbloqueio do carma, sinastria de familiares(o que eles foram em vidas passadas), Quiron, Lilit, Roda da Fortuna e muito mais.

 



Compartilhe
Facebook   E-mail   Whatsapp

Autor: Weber Malcher   
Visite o Site do autor e leia mais artigos..   

Publicado em 04/10/2014



© Copyright 2000-2019 ClubeSTUM - O conteúdo desta página é de exclusiva responsabilidade do Participante do Clube. O site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços oferecidos pelos associados do Clube, conforme termo de uso.