Uma visão em anos-luz de nossas vidas

Uma visão em anos-luz de nossas vidas

Autor Bernardino Nilton Nascimento - bn.nascimento@uol.com.br

Estamos sobre vigia constantemente, toda a nossa trajetória de vidas passadas, e até a atual, está sendo vista em algum lugar do Universo. Eu não sou pretensioso de dizer que neste grandioso Universo, com várias galáxias e tantos mistérios, estamos sós. Não tenho a menor ideia de quantos buracos negros ainda existem e nem quantas galáxias faltam ser descobertas. Tenho somente a certeza de que existe outro mundo, bem mais familiar, que é a continuidade das nossas vidas. Podemos chamar de "mundo espiritual”, ou o nome que desejar.

Mas, o que tem a ver nossas vidas com o ano-luz? Em primeiro lugar, vou explicar o que é ano-luz. Talvez a maioria das pessoas não saiba o significado e nem para que serve.

Ano-Luz é uma unidade de medida para longas distâncias. Digamos que uma estrela esteja a um milhão de anos-luz daqui da Terra. A luz daquela estrela viajou na velocidade da luz para chegar até nós. Portanto, a luz da estrela levou um milhão de anos para chegar até aqui e a luz que estamos vendo foi gerada um milhão de anos atrás. A estrela que estamos vendo é, na verdade, como a estrela era há um milhão de anos atrás, e não como ela é atualmente. Assim, quando estamos vendo o nascimento de uma estrela no agora, na verdade, ela nasceu muitos anos atrás. Então, as fotos reveladas, no agora, pelo telescópio Hubble, não são reais ao momento presente? Sim, não são reais, são visões de um passado muito longínquo. A foto real do agora nunca vai ser revelada. Podemos crer que toda a nossa trajetória de vidas passadas tem seu limite e será revelada a cada um de nós, separadamente, quando chegarmos a certo grau de desenvolvimento.

Medindo uma vida humana de 80 anos na velocidade da luz, fica quase impossível a sua medida de tempo e espaço. Com isso estamos vivendo em câmera lenta. Mas, se alguém está nos assistindo a milhões de distância, esses 80 anos, não passam de um piscar de olhos. Isso pode parecer estranho, mas nosso passado nada mais é do que um instante atrás, como nosso futuro é apenas um instante à frente.

Já li em alguns livros espirituais que quando uma pessoa esteve em estado além-vida e voltou, assistiu a um filme em alta velocidade sobre toda a sua vida, ficando tudo claro para ela. Uma vida contada em segundos, com clareza de detalhes, que ela já havia esquecido totalmente.

O que estamos fazendo no exato momento é tão importante para nós mesmos como para quem está nos observando. Só que estamos fazendo o que já aconteceu para quem nos assiste, há milhares de anos-luz. Realmente, é meio complicado, mas esta leitura em anos-luz acontece em todas as nossas vidas passadas e atual. Estamos sendo acompanhados em todas as nossas trajetórias de nossas vidas materiais e espirituais, em algum lugar desse incomensurável e misterioso Universo.

Então, ao mesmo tempo e com a mesma intensidade do momento presente, cada palavra, cada pensamento, são refletidos às grandes distâncias, medidas em anos-luz. Podemos dizer que uma palavra viaja em uma velocidade ano-luz, passando em diversas dimensões, onde uma gotinha se torna um maremoto real em velocidade normal.

Imagina uma estrela explodindo há milhares de anos-luz e um pedaço desta estrela que vimos explodir, pode ser o planeta Terra. Esta distância em anos-luz da Terra, com certeza, tem conhecimento de tudo que estamos fazendo em nossas vidas atuais, e até mesmo nas próximas. Como isso, aumenta nossa responsabilidade. Podemos acreditar que uns dos nossos antepassados foram para algum lugar tão distante em anos-luz, que já tem conhecimento dos nossos comportamentos amanhã, depois e muito depois.  O hoje, para ele, já é passado distante.

Diante desse peso de responsabilidade do nosso presente, um piscar de olhos vira um passado irrecuperável, porém, corrigido no agora, temos que fazer nosso melhor hoje, para o amanhã ser visto como glórias. De tão rápido que as coisas acontecem, devemos saber realizar aquilo que, para os outros, constitui simples aspirações. Devemos aperfeiçoar tudo, fazer o melhor e melhorar sempre o que já foi criado. Porque o que foi criado no passado e aperfeiçoado hoje, em ano-luz é um piscar de olhos. Em algum lugar do universo, tudo que fazemos hoje, já foi feito e já sabem o resultado.

Respeitar os limites, saber lidar com as emoções, equilibrar o seu ego, falar o que gostaria de ouvir, pensar o que gostaria que fosse realizado com você, sorrir, brincar, amar, pois tudo isso não passa de um piscar de olhos, para quem está nos assistindo a milhares de anos-luz.

Estaremos enchendo um fardo grande de coisas boas ou ruins e, na velocidade do ano-luz, em um instante, vira passado. Porém, se não mudarmos, não estaremos mais carregando, mas arrastando o peso das palavras mal pronunciadas e dos pensamentos mal desejados, e o passado vira um presente pesado para carregarmos.

Olhar o passado é esquecer o futuro, e viver no futuro é esquecer o presente, não podemos realizar com alegria o  passado e nem a tranquilidade do futuro. Dois mundos diferentes: passado e futuro, proeza do tempo e do espaço, no momento presente.

De nada adiantará fazer algo se não for feito com amor. Quando estiver lendo este artigo, milhares de coisas estarão acontecendo mundo afora, e umas das mais curiosas serão fotografadas pelos telescópios, como o nascimento de uma estrela no infinito universo, podendo ser o próprio planeta Terra; já aconteceu no passado bem distante aos nossos olhos, um passado ausente, porém, real, em nosso momento presente.

Entre os extremos da ciência e das religiões: "existe o conhecimento, a religiosidade e a espiritulidade". Diante do infinito e misterioso universo, nem a ciência e nem as religiões possui a verdade do conhecimento.
BNN

Texto Revisado



Compartilhe
Facebook   E-mail   Whatsapp

Autor: Bernardino Nilton Nascimento   
"Não seja um investigador de defeitos, seja um descobridor de virtudes"./ "Quando a ansiedade assume a frente, as soluções vão para o final da fila"./ "Quando os ventos do Universo resolve soprar a favor, até nossos erros dão certo". BNN
E-mail: bn.nascimento@uol.com.br
Visite o Site do autor e leia mais artigos.

Publicado em 04/03/2019




Acessar seu Clube STUM
Faça
seu login


© Copyright 2000-2019 SOMOS TODOS UM - O conteúdo desta página é de exclusiva responsabilidade do Participante do Clube. O Stum não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços oferecidos pelos associados do Clube, conforme termo de uso STUM.