Síndrome de Hulk

Síndrome de Hulk Autor Valéria Centeville - [email protected]
Facebook   E-mail   Whatsapp


Fernando (nome fictício) chegou ao consultório dizendo que tinha síndrome de Hulk (nome popular), também conhecida como transtorno explosivo intermitente.
Fernando tinha explosões de raiva descontrolada pelo menos duas vezes por semana, há mais de três meses. Essas explosões, segundo ele, ocorriam por motivos banais tal como o jantar não estar exatamente como ele gostaria e muitas vezes também aconteciam sem qualquer motivo aparente.
Contou-me que, em algumas ocasiões, gritava e xingava sua esposa. Depois se arrependia e pedia desculpas. A esposa de Fernando já não aguentava mais suas agressões verbais e havia lhe dado uma última chance: ou ele mudava esse comportamento ou ela iria se divorciar dele.

Ele estava com medo de ficar sem ela e, por isso, procurou-me  pra fazer terapia. Perguntei aos mentores espirituais de Fernando de onde vinha esse comportamento, essa raiva descontrolada.
Na primeira regressão de memória, seus mentores espirituais mostraram pra ele uma vida passada na qual ele havia sido um general muito agressivo com os homens que ele comandava. Essa personalidade passada acreditava que precisava usar a força e a agressão verbal para comandar "seus" soldados e outros subordinados.
Acabou sendo assassinado por um deles quando estava dormindo. Esse Eu de vida passada morava em seu espírito e sentia muita raiva por ter sido morto por um subordinado.
Após ter sido tratado, foi reintegrado em sua alma e passou a colaborar com a atual encarnação.

Na segunda regressão, viu-se como um coronel muito poderoso que mandava nas pessoas e que não aceitava ser desobedecido ou contrariado. Se alguém o desobedecesse, ele mandava seus capangas matarem a pessoa. Fernando ainda estava identificado com essa personalidade passada que tinha muito poder sobre os outros. O coronel foi tratado no sentido de aprender a humildade e passou a ajudar Fernando na sua vida atual.
Havia ainda muitas personalidades passadas de Fernando que estavam com raiva e se sentindo injustiçadas. Todas foram tratadas, acalmadas e reintegradas à alma de Fernando. Passaram a atuar a favor do seu propósito de alma atual, que era exercer o poder com sabedoria e amor.

Não foi um trabalho fácil, mas Fernando se esforçou bastante porque estava mesmo disposto a evoluir.
Através da terapia, foi aprendendo a controlar seus impulsos agressivos, passou a se sentir mais calmo e a melhorar seus relacionamentos, tanto em casa quanto no trabalho. Seu sono melhorou e seu humor também. Já não explodia mais por causa de pequenas coisas.

A terapia de vidas passadas já ajudou muitas pessoas a mudarem suas vidas para melhor.
Ela também pode ajudar você!
Gostou do texto?
Então, curta e compartilhe!
Fazer o bem sempre faz bem!
Gratidão, paz e amor,
Valéria Centeville e Leonel Vicente -Terapeutas de vidas passadas.
www.terapiadevidaspassadas.com
www.povodooriente.net
Whatsapps 11 9 8444 9975 e 11 9 4236 6486
[email protected]

Texto Revisado


Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 7

Compartilhe Facebook   E-mail   Whatsapp

Sobre o Autor: Valéria Centeville   
Terapia de vidas passadas. Captação mediúnica. Terapia Reencarnacionista. Terapia Regressiva. Hipnoterapia (hipnose). Terapia Espiritual. Terapia Floral. Canalizações de mensagens dos mentores espirituais. Orientação espiritual. Tarô cigano.
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.

Atualizado em 09/09/2020



© Copyright 2020 ClubeSTUM - O conteúdo desta página é de exclusiva responsabilidade do Participante do Clube. O site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços oferecidos pelos associados do Clube, conforme termo de uso.