A Era da Transparência

A Era da Transparência
Autor Flávio Bastos - flavio01bastos@gmail.com
Facebook   E-mail   Whatsapp


Na visão interdimensional, tudo que envolve este planeta que ingressa na fase de regeneração espiritual, é transparente. Ou seja, não existe verdade ou mentira porque todos os fatos e acontecimentos são o que são, embora utilizemos desde os primórdios da civilização, subterfúgios e manipulações para esconder nas sombras da obscuridade, aquilo que é e, dessa forma, aprendemos a distorcer os fatos da forma como originalmente se apresentam a nós.

A mentira, na realidade interdimensional, é uma ilusão de nossas percepções mundanas a respeito de si mesmos e do mundo que nos rodeia. Neste sentido, a enganação torna-se uma ferramenta de ludibriar aquilo que no íntimo conhecemos como sendo verdadeiro, ético, moral e justo na dinâmica social.

Nesta lógica, a corrupção nada mais é que a deformação do caráter, à medida que valores como honestidade, respeito e honra, são substituídos por desonestidade, desrespeito e desonra; e a translucidez por opacidade e densidade. Energias que se opõem radicalmente, mas que passam despercebidas ao olhar de quem não quer ver.

No entanto, indiferente aos nossos desajustes existenciais, à proporção que o planeta apura a sua densa energia coletiva, a falta de transparência nas atitudes individuais e decisões coletivas, começa a ser notada e cobrada por aqueles que se encontram mais adiantados em seus processos de reforma íntima atribuída aos novos tempos de transformações. Neste amplo contexto, para a sobrevivência das espécies dotadas de inteligência e excepcional capacidade de expansão consciencial, não resta outra alternativa senão evoluir para o fluxo da purificação de intenções manifestas na prática da vida cotidiana.

Nas minhas experiências como psicoterapeuta interdimensional ou como dirigente mediúnico espírita, a translucidez, a enganação e a ilusão, estiveram presentes em todos os momentos, pois, são características ainda inerentes à condição humana do planeta Terra. Não temos como dissociar da vida atual o passado de muitas vidas do espírito imortal. Por isso, somos a consequência de uma trajetória de vivências que oscilaram entre a transparência de atitudes e a armadilha que a ilusão impõe aos menos cientes do significado da vida.

Nesta dinâmica interdimensional, em muitas situações nos deparamos com processos obsessivos em que a fixação em sentimentos negativos mantém o indivíduo prisioneiro de si mesmo. Em outras situações, prevalece a lucidez como instrumento que liberta o ser inteligente de sua letargia existencial.

A lógica das regressões de memória a vidas passadas, é mostrar à pessoa que ela possui uma memória extracerebral que pode armazenar lembranças que estejam diretamente ligadas às origens de sua dor ou sofrimento psíquico, e também confirmar, independentemente de crença religiosa, que temos algo além de nosso corpo físico, que é a alma, essência, espírito ou self, velho conhecido da nomenclatura psicanalítica.

No contexto universal, somos pequenos pontos luminosos de vida inteligente em meio a imensidão escura do firmamento. Vida em lento processo de evolução moral e ética, associado ao avanço tecnológico e a expansão da consciência. Porém, um elo desta corrente não evolui sem o outro elo, à medida que a corrente representa a transparência de nossas verdadeiras intenções em relação com o livre arbítrio.

Em pleno século 21, nos encontramos no início da Era da Transparência, onde gradualmente o obscurantismo do nosso comportamento começa a ceder sob pressão da energia translúcida que ilumina as zonas mais trevosas de nossa natureza interdimensional. E nós, ainda seres imperfeitos, teremos que nos adequar a um mundo em transição energética, que aceitará somente indivíduos em processo de depuração espiritual.

Nesta direção, as atuais e, principalmente, as próximas gerações, terão o compromisso de transformar a Terra num mundo mais feliz e pleno de se viver.
Texto Revisado
 


Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 26



Compartilhe Facebook   E-mail   Whatsapp
foto-autor
Conteúdo desenvolvido por: Flávio Bastos   
Flavio Bastos é criador intuitivo da Psicoterapia Interdimensional (PI) e psicanalista clínico. Outros cursos: Terapia Regressiva Evolutiva (TRE), Psicoterapia Reencarnacionista e Terapia de Regressão, Capacitação em Dependência Química, Hipnose e Auto-hipnose, e Dimensão Espiritual na Psicologia e Psicoterapia.
E-mail: flavio01bastos@gmail.com | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Autoconhecimento clicando aqui.