Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
::. EMDR: EYE MOVEMENT DESSENSITIZATION AND REPROCESSING .::

Veja abaixo apenas alguns dos tópicos que podem ser tratados pela terapia de reprocessamento e dessensibilização emocional. Você se encaixa em alguma destas questões?

1- Dificuldade para se impor.
2- Travar ao falar em público, coração dispara.
3- Medo do escuro, de avião, de altura, de multidão, etc.
4- Compulsividade para comer, fumar, repetir rituais, condutas, etc.
5- Dificuldades para impor limites.
6- Questões sexuais mal resolvidas.
7- Rompantes explosivos, agressivos, impulsivos, reativos.
8- Insegurança. Culpa por tudo.
9- Angústia sem explicação. Depressão.
10- Mal estar constante em relação ao corpo, vergonha.
11- Ansiedade.
12- Insônia e sono durante o dia.
13- Dores no corpo.
14- Luto, separação, perdas... etc.
15- Dificuldade com as relações, familiares, afetivas, profissionais, de amizade... etc.
16- Situações do passado que incomodam, torturam.
17-Dificuldades em relação à opção religiosa / profissional / sexual.
18- Problemas para lidar com aposentadoria/idade/mudança de ciclo de vida/ mudança de emprego/mudança de país.
19- Falta de rumo de vida. Questões existenciais. Como lidar com a vida e a morte.
20- Dificuldades para lidar com gestação, maternidade, paternidade, filhos, enteados, padrastos e madrastas.
21- Dificuldades para conseguir se separar de relações afetivas danosas.
22- O depois da separação, questões existenciais, o que será da vida?
23- Medo da morte.
24- Medo de situações da espiritualidade.
25 – Ciúme excessivo.

EMDR - Dessensibilização e reprocessamento de questões perturbadoras. Nesse método de terapia cerebral acontece o reprocessamento de situações difíceis e que nos dificultam de seguir adiante.
Revolução terapêutica que traz a consciência memórias atemporais do inconsciente e resolve questões anteriormente impensáveis, de modo surpreendente.
EMDR é uma nova abordagem que foi desenvolvida pela doutora Francine Shapiro, no final dos anos 80, na Califórnia. Desde então, tem sido um dos métodos psicoterapêuticos mais amplamente pesquisados da atualidade nos EEUA, com recomendação especial da American Psychiatric Association.

O tratamento com EMDR, conta com um protocolo que deve ser rigorosamente seguido. Terapeuta e cliente devem ter acesso a todos os detalhes que envolvem a situação a ser reprocessada e redimensionada. Nele, observam-se aspectos emocionais envolvidos, pensamentos/crenças/mandatos/decisões, sensações corporais, grau de perturbação e outros. A partir daí é que a dinâmica do reprocessamento em EMDR se inicia. Como é uma terapia que trabalha com neuroplasticidade cerebral, nela cabem movimentos visuais, tácteis e/ou auditivos que são feitos de modo bilateral com a finalidade de auxiliar tanto os hemisférios cerebrais, como aspectos do cérebro profundo a realizarem o processo de modo profundo e eficaz.

Durante o reprocessamento de questões perturbadoras, ao mesmo tempo em que a pessoa observa o processo acontecendo em sua mente, ela também esta no controle e atuante, tirando suas próprias conclusões e insights e o mais importante, se transformando. A dinâmica do processo de cura emocional que vai acontecendo é o que torna o EMDR uma abordagem sem igual. O paciente abandona literalmente o rótulo de “paciente” para se tornar um protagonista conscientemente ativo e ressignificador de sua própria vida. Passa a confiar mais em si mesmo na medida em que vai percebendo o quanto que o seu sistema biológico funciona a seu favor, quando bem direcionado. A verdade é que estamos e somo fadados à cura, está em nosso DNA como código genético. À exemplo disso, se você se corta, graças às informações contidas em seu DNA, é sabido que o seu próprio corpo tem capacidade para se cicatrizar.
Do mesmo modo, quando um campo cirúrgico destinado à cura emocional é adequadamente elaborado pelas abordagens de reprocessamento, cura e transformação costumam ocorrer de modo surpreendente.

Quando existe uma perturbação a ser trabalhada, entende-se que existe um estado emocional congelado no psiquismo, algo indigesto que ficou “mal parado” por conta de alguma situação difícil. E a pessoa vai buscar tratamento quando não consegue sozinha resolver.
O EMDR tem a capacidade de descongelar as percepções que ficaram no passado, mas que afetam o presente. Algumas vezes, durante o reprocessamento, pode-se até chorar o que não se chorou e por fim relaxar após muitos anos de tensão e de medos congelados, por exemplo. O EMDR reprocessa e dessensibiliza como se tivéssemos comido algo que não foi devidamente digerido e que fica ininterruptamente provocando algum tipo de mal estar. Imagine como isso acontece no psiquismo. Na comida as vezes sabemos o que comemos e que não nos fez bem, mas nem sempre. Nas experiências que passamos não é diferente. Como cada ser humano digere e processa as situações difíceis que passa na vida é o grande ponto. Imagine ainda eventos traumatizantes ocorridos quando se é bem pequeno e sem recursos para saber como reagir ou pensar a respeito. Quando adultos, as situações mal resolvidas muitas vezes se evidenciam em meio à sintomas emocionais e físicos sem que a pessoa em questão associe aos eventos passados. O EMDR além de resgatar esses links , reprocessa toda a linha de tempo relacionada a tais eventos perturbadores.

Durante as sessões, várias situações antes conflitivas são acessadas e reprocessadas em meio oportunidade única de serem totalmente redimensionadas. O sistema de cura emocional busca de modo não linear cenas e eventos que de algum modo estão associados ao tema central. Com este tipo de ajuda terapêutica, o cérebro vai tecendo algo como uma espécie de colcha de retalhos valiosíssima que ao mesmo tempo em que extravasa conteúdos reprimidos realinha tudo que é disfuncional fortalecendo o sistema. O mais incrível é que durante esse processo podem aparecer na mente cenas que já existiam, cenas que nunca aconteceram, sensações e sentimentos diferentes acerca de várias situações ocorridas, novos pensamentos e novas compreensões sobre o todo ocorrido. Dependendo da crença de cada um, pode-se acessar memorias de infância, vidas passadas, futuras, realidades paralelas, resgate de alma ou o que seja. Com isso, o cérebro atinge novas percepções a cerca da realidade, atualiza funções e se vê apto a criar novas possibilidades existenciais. Isso também ocorre devido a liberação de toda a energia vital antes reprimida nos aprisionamentos emocionais.
"A magia da transformação pessoal ocorre no descortinamento das cenas, no advento da autoconsciência e no reprocessamento de tudo aquilo que em algum momento nos provocou alguma sensação, pensamentos e sentimentos disfuncionais acerca de nós mesmos e da realidade que nos cerca".
Visitas: 868
Valor: Consulte
Contato: Silvia Malamud
malamud.silvia@gmail.com


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa