auravide auravide

Astrologia e Tarot podem ser complementares numa consulta?

por Graziella Marraccini
Astrologia e Tarot podem ser complementares numa consulta? Publicado dia 04/05/2017 11:15:11 em Tarot

Nos meus artigos tenho falado muito de Astrologia, pois meu conhecimento astrológico está se tornando cada vez mais completo e profundo e meus atendimentos são principalmente baseados nessa arte milenar. Porém, eu iniciei minha caminhada esotérica há muitos anos aprendendo os segredos do Tarot. Sempre tive uma inclinação esotérica, por assim dizer, pois costumava procurar cartomantes e tarólogas para me orientar em relação ao meu futuro. A astrologia apareceu bem mais tarde em minha vida, mas fez todo o sentido pois respondia a um questionamento principal que eu tinha em relação às práticas adivinhatórias: temos realmente Livre-Arbítrio? Somos cocriadores de nosso destino? Podemos modificá-lo?

Apesar de ambos os métodos interpretarem símbolos arquetípicos, as lâminas de Tarot parecem estimular uma parte de nosso cérebro bem diferente da astrologia. É um desafio explicar como este conjunto de símbolos, que têm sua origem na antiguidade, pode representar um dos mais profundos conhecimentos que o inconsciente coletivo tenha criado.

De fato, a origem do Tarot é obscura e algumas pessoas chegam a dizer que suas raízes rudimentares podem ser achadas no Antigo Egito. Na Idade Média, já existiam algumas formas de Tarot, e de jogo de cartas, como nós as conhecemos atualmente. Na Idade Média, e posteriormente na Renascença, na Itália, encontramos os primeiros Tarocchi, destinados principalmente aos entretenimentos e jogos da corte nos castelos dos Sforza e dos Visconti, em Milão. Mas o que importa, no entanto, no estudo das lâminas do Tarot, é o fato que a sua utilização como oráculo é um fato notório e seus resultados são mundialmente confirmados.

O Tarot se divide em Arcanos Maiores e Arcanos Menores. Os Arcanos Maiores, em número de 22, são representados por figuras e se relacionam com os 22 caminhos encontrados na simbologia da Árvore da Vida como percursos que conectam entre si as 10 Sefiroth (Esferas). Os arcanos maiores iniciam geralmente com a carta do Louco e terminam com a carta do Mundo. Compreender o seu significado arquetípico ajuda a pessoa a compreender como (de que maneira) ela enfrentará a questão da consulta. Os Arcanos Menores, em número de 40 são formados pelos 4 naipes das cartas, OURO, PAUS, ESPADAS e COPAS, que representam os 4 elementos da natureza onde a energia se manifesta. A esses acrescentamos também a Corte, nos 4 naipes, formados pelo Valete, Cavaleiro, Dama e Rei. Os Arcanos menores números de 1 a 10 números. Os números tem relação também com a numerologia da Ciência Pitagórica e da Cabala, e indicam de que forma as energias irão manifestar e quais instrumentos o consulente terá para encontrar a solução e a superação de eventuais obstáculos para concluir a sua busca. Tudo se inicia no número 1 e termina no número 10.

É especialmente em relação aos Arcanos Menores que podemos fazer uma relação com a Astrologia que usa as quatro energias manifestadas pelos elementos Fogo, Terra, Ar e Água para atribuir atribuir qualidades aos doze signos zodiacais. Aos doze signos Zodiacais, são atribuídos números, segundo sua ordem na roda. Porém, a Astrologia, ao interpretar o movimento e os aspectos dos planetas requer dos astrólogos um conhecimento mais cientifico e uma habilidade mental e intuitiva que o Tarot não exige. A meu ver ambas essas artes adivinhatórias solicitam as habilidades dos dois lados do cérebro, mas a astrologia precisa de cálculos astronômicos, de estudos científicos e exatos e, portanto, precisa mais do racional, enquanto que o Tarot parece estimular mais a imaginação e o inconsciente, usando arquétipos do imaginário coletivo.

Numa consulta astrológica, especialmente voltada para Previsões Anuais, o astrólogo indica ao consulente quais serão as energias atuantes e disponíveis num determinado período de tempo futuro, pois o movimento celeste corresponderá aos acontecimentos terrestre sob a Lei Hermética: O que está em cima é como o que está embaixo. Mas por mais precisas que essas previsões possam ser, podem surgir dúvidas. Por exemplo, se eu digo a um cliente que estou prevendo para ele uma mudança de emprego em breve, e ele me responde: "É isso mesmo, estou com duas propostas. Qual delas devo aceitar?" Nesse caso, eu me sinto inclinada a propor uma leitura de tarot complementar, pois as lâminas poderão lhe oferecer uma resposta mais precisa. Uma leitura de tarot pode dirimir eventuais dúvidas e inclinar o consulente a escolher essa ou aquela opção. Quando fazemos uma leitura de Tarot, estamos trabalhando no mundo Astral, Mundo da Formação, também chamado de Ietzirah, ou ainda de 'mundo dos desejos' na Cabala. E quando falamos em Mundo Astral, não estaríamos também falando da interpretação Astrológica? Tudo está conectado. Tudo está no UM. Quero salientar mais uma vez que o consulente tem livre arbítrio e deverá escolher após ouvir a sua intuição que é a voz do seu Eu Superior.

São Paulo, 28 de Abril de 2017


Você já fez um atendimento ao vivo com um especialista em Tarot? No link abaixo o Somos Todos UM pode te indicar uma ótima plataforma, segura e barata de atendimentos online: O Auravide
tarot


Sobre o autor
graz
Graziella Marraccini é astróloga, taróloga, cabalista e estudiosa de ciências ocultas e dirige a Sirius Astrology. Conheça meus serviços on-line
5 perguntas Frequentes, visite Canal do youtube e Facebook
Email: contato@astrosirius.com.br

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.

auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa