auravide auravide

O paradoxo da felicidade em 3 passos...


Numa tarde ensolarada, um Mestre estava sentado à beira de uma ponte com seu jovem discípulo, conversando animadamente. As pessoas que por ali passavam, aproveitavam para consultar o Mestre.

Foi quando uma delas contou sobre alguns problemas de relacionamento que vinha tendo e perguntou se deveria ser mais firme ou mais flexível com as pessoas. Ao que o Mestre imediatamente respondeu, afirmando que ela deveria ser mais flexível, com toda a certeza.

Logo depois, uma outra pessoa parou e também contou ao Mestre sobre seus problemas de relacionamento. Em seguida, sem hesitar, ele sugeriu que ela fosse mais firme em seus encontros e no dia a dia.

Sem entender, o discípulo logo questionou: "Mestre, por que ora você diz para sermos mais flexíveis e logo depois diz para sermos mais firmes? Qual é o correto?"

E o Mestre explicou: "Cada pessoa está no seu ritmo e no seu grau de amadurecimento. Algumas são muito rígidas e precisam ser mais flexíveis. Outras, no entanto, são permissivas demais e precisam ser mais firmes. Não existe uma fórmula ou apenas uma resposta certa. Tudo depende de onde você está para saber qual o melhor caminho a seguir para alcançar a felicidade".

Contei essa história porque, na semana passada, escrevi um artigo onde sugeri que as pessoas parassem de se lamentar tanto sobre seus problemas e enxergassem um pouco mais suas conquistas e alegrias.

Fui ainda mais longe e sugeri que se dessem nada mais do que 13 minutos para acabar com sofrimentos tolos e que só servem para nos vitimizar e adiar nossa felicidade.

Porém, terminei me dando conta de que algumas pessoas fazem justamente o extremo contrário. Ou seja, sustentam uma pose de "felizes, aconteça o que acontecer" como se fosse terminantemente proibido demonstrar tristeza, cansaço ou qualquer insatisfação.

Eis o paradoxo da felicidade em 3 passos:

1- Não exagere nem subestime seus sentimentos!
Todo sentimento é um chamado para o aprendizado, até a raiva. Não existem sentimentos ruins ou errados. O que existem são ações equivocadas baseadas em determinados sentimentos. E aí, pode até ser o amor. Então, apenas permita-se sentir e, depois, deixe ir. Simplesmente, não se apegue e tudo será como tem de ser!

2- Felicidade não é o contrário de tristeza!
Você pode estar alegre num momento e, logo depois, estar triste. E, ainda assim, ser feliz! A Felicidade é a capacidade de lidar com a transitoriedade de todas as coisas, com os ciclos, com as fases da vida! Não renegue sua tristeza e nem faça dela um mártir. Apenas aprenda e depois solte!

3- Encontre sua resposta no caminho do meio!
Nem tão rígido, nem tão mole. A flexibilidade é o equilíbrio entre ceder demais e reter demais. Quanto mais você conseguir se observar e agir em sintonia com o seu coração, mais suas respostas conduzirão você ao lugar onde tanto deseja estar! Aqui, agora e feliz de verdade!

Você é positiva ou negativa quando o assunto é amor e relacionamento? Clique aqui e faça o teste (gratuito) para descobrir!



estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 2


foto
Rosana Braga é Especialista em Relacionamento e Autoestima, Autora de 9 livros sobre o tema. Psicóloga e Coach. Busca através de seus artigos, ajudar pessoas a se sentirem verdadeiramente mais seguras e atraentes, além de mostrar que é possível viver relacionamentos maduros, saudáveis e prazerosos.
Acesse rosanabraga.com.br para mais conteúdos exclusivos!
Visite o Site do Autor

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Almas Gêmeas clicando aqui.


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa