auravide auravide

Quanto mais você se encolhe, mais o medo a engole!


“Mais do mesmo”. Esse é o pedido básico do nosso cérebro, não porque seja necessariamente o mais gostoso ou prazeroso sempre, mas porque simplesmente é o mais confortável.

Sendo assim, embora, de modo geral, vivamos repetindo que o que queremos é aventura, novidades e sair da rotina, o fato é que tendemos ao piloto automático, ao que já nos é conhecido.

Com o medo, não é diferente. Quanto mais sentimos e menos enfrentamos, menos questionamos e menos lidamos com ele, mais ele nos toma. Isto é, quanto mais você se encolhe, mais ele a engole e a deixa com uma sensação quase real de que é maior e mais forte do que você.

Portanto, quanto mais o tempo passa, menos você reage. Menos entra em ação. Menos arrisca o novo, o diferente. E mais se conforma, se acostuma, se rende ao “mais ou menos” e ao “morno”. Ao talvez nem tão ruim. Mas nunca tão bom quanto você gostaria e inclusive merece!

Desafio você a três novas medidas. Simples, diretas, sem rodeios:

1- CALA A BOCA, CABEÇÃO!
Chega de pensar tanto, de inventar tantas desculpas para não fazer, para não ir, para não tentar, para não arriscar. Chega! Manda esse cabeção calar a boca e simplesmente faça. Você já pensou bem mais do que deveria. Já sabe o que quer. Já sabe o que precisa fazer. Só falta fazer. Então, pelo amor que tem a si mesma e à sua estadia aqui na vida, faça. Agora!

2- NÃO DESISTA NO PRIMEIRO DESÂNIMO!
Seus pensamentos e seu cérebro vão tentar sabotar você. Eles não querem se esforçar para construir novas sinapses, novos caminhos e novos comportamentos, por mais que os resultados sejam maravilhosos. Então, eles vão provocar desânimo, preguiça e milhões de motivos para você não insistir nessa nova ideia. Ignore. Mostre quem manda em quem. Tenho certeza de que você não vai se arrepender.

3- POR 21 DIAS. APENAS 21.
Para constelar um novo padrão cerebral, você precisa de tempo. É como se estivesse abrindo um novo caminho numa densa floresta. Vai ter de capinar, cortar galhos, retirar folhas, limpar e delinear o chão por onde vai passar. No cérebro, acontece de um jeito semelhante e por repetição. Então, persista. Faça de novo e de novo. Foque no resultado e divirta-se no caminho. Há beleza no esforço e até na dor. Tudo depende de como você se permite experimentar.

E depois, me conta o que fez de novo? Qual sua nova aventura? Estou aqui, na torcida. Por mim e por você. Porque também eu estou nessa jornada.

>> CRIANDO NOVAS POSSIBILIDADES DE SER FELIZ - Clique aqui!


estamos online

Gostou?   Sim   Não  
starstarstar Avaliação: 3 | Votos: 239




foto
Rosana Braga é Especialista em Relacionamento e Autoestima, Autora de 9 livros sobre o tema. Psicóloga e Coach. Busca através de seus artigos, ajudar pessoas a se sentirem verdadeiramente mais seguras e atraentes, além de mostrar que é possível viver relacionamentos maduros, saudáveis e prazerosos.
Acesse rosanabraga.com.br para mais conteúdos exclusivos!
Visite o Site do Autor


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.

auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa