Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade

Sei que o amor nos dá asa, mas volta pra casa!

Sei que o amor nos dá asa, mas volta pra casa! Publicado dia 2/20/2004 2:51:49 PM em Almas Gêmeas

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

Este é o verso final da música “A Força do Amor”, do Roupa Nova. Considero esta canção genuinamente tocante, de uma profundidade indizível. E quando me dei conta, estava mergulhada no sentido de cada verso, percebendo que o amor definitivamente não entra em nossa vida por causa do outro, a partir do outro. O amor não começa e não termina. Ele não chega, simplesmente porque já mora dentro da gente!

Obviamente, quando alguém especial se aproxima de nossa casa, abrimos a porta e o convidamos para entrar. Em seguida, oferecemos o que temos de mais caro, mais especial: o amor que é nosso, que já está, que não chegou com este alguém, mas que esperava por ele, atento, disponível!

Há muito tempo venho insistindo que precisamos amadurecer, aprimorar e tornar encantado esse amor que mora em nosso coração. Venho repetindo que não podemos esperar alguém especial chegar para somente depois acessá-lo. Assim, estaríamos correndo um grande risco de encontrá-lo esquecido num canto, desgastado, sem brilho, desinteressante.

Também tenho relembrado que nossa verdadeira casa é o coração; e feito um convite como quem quer testemunhar um regresso fundamental: a volta de cada um, a volta pra casa!

Daí que me pego mergulhada nesse primeiro e precioso verso: “Abriu minha visão o jeito que o amor, tocando o pé no chão alcança as estrelas”... e me dando conta de que esta é a nossa grande chance: pisar no chão e alcançar as estrelas ao mesmo tempo. Só o amor nos possibilita isso! Tocar o chão é acolher a nossa humanidade, é saber que todos nós sentimos medo, ciúmes, insegurança, solidão, dor, desespero, raiva e tudo o mais que, tantas vezes, faz com que nos julguemos pouco merecedores de sermos amados.

Porém, o amor mora em nós para nos provar que mesmo tocando o chão, podemos alcançar as estrelas. Não precisamos viver à espera de um momento em que não sintamos mais esses sentimentos tão difíceis. Não precisamos transcender nossa condição humana para somente depois experimentarmos o amor ou alcançarmos as estrelas. O amor é a ponte entre tudo o que nos faz pequenos e tudo o que nos faz gigantes... tão gigantes que alcançamos as estrelas... ainda que nossos pés toquem o chão!!!

E, para terminar a bela canção, outro presente: “Sei que o amor nos dá asa, mas volta pra casa”. O amor nos dá asas, é verdade! Nos faz querer voar, nos permite percorrer outros mundos, outros corações... Nos dá uma leveza tal que por instantes deixamos de tocar o chão, de sentir medo, tristeza ou qualquer sentimento intrinsecamente humano.

E, de verdade, não há nada de mal nisso. Minha sugestão é que voemos, que nos permitamos ganhar asas e subir mais e mais alto. No entanto, que jamais nos esqueçamos de voltar para casa, porque o seu chão, o meu chão é o coração. Toque seus pés nele, more nele, conheça mais um canto dele a cada dia. Acolha suas imperfeições e os seus equívocos. Permita-se recomeçar quantas vezes você desejar. Permita-se recolher-se toda vez que precisar. Encante-se de amor antes de abrir a porta, antes que alguém especial chegue...

E, sobretudo, sugiro que você jamais se esqueça de que é possível tocar o chão e alcançar as estrelas ao mesmo tempo... porque o amor nos possibilita essa “magia”.

por Rosana Braga


Obrigado por votar

O artigo recebeu 1 Votos

Gostou?   Sim   Não  

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

Consulte grátis

Mapa Astral   Tarot   Numerologia  


Sobre o autor
foto
Rosana Braga é Especialista em Relacionamento e Autoestima, Autora de 9 livros sobre o tema. Psicóloga e Coach. Busca através de seus artigos, ajudar pessoas a se sentirem verdadeiramente mais seguras e atraentes, além de mostrar que é possível viver relacionamentos maduros, saudáveis e prazerosos.
Acesse www.rosanabraga.com.br para mais conteúdos exclusivos!
Email: rosanabraga@rosanabraga.com.br
Visite o Site do Autor

Veja também
Vencendo os problemas
Quando vai haver algo de realmente novo em você?



Continue lendo
Energias negativas não entram nas pessoas por acaso
Ano novo, vida nova?
Destruindo a felicidade!
Amor narcísico

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa