auravide auravide

Seu filho não aprova seu novo relacionamento?

por Rosana Braga
Publicado dia 03/12/2014 14:00:00 em Almas Gêmeas

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

Quando uma pessoa tem filhos de relacionamentos anteriores e deseja investir num novo amor, não é raro se deparar com empecilhos como ciúme, irritação e chantagem emocional dos pequenos – ou nem tão pequenos assim.

Em geral, os filhos torcem para que mãe e pai fiquem juntos. E na impossibilidade deste cenário ser reconstruído, muitos desejam e se esforçam para que seus pais se dediquem somente a eles. Especialmente no que se refere à atenção, afeto e presença.

Que os pais precisam mesmo dedicar boa dose desses quesitos aos filhos, não restam dúvidas. Porém, será mesmo que é possível um homem ou uma mulher se sentir feliz e disponível de verdade dando exclusividade aos filhos? Disso, sim, duvido muito.

A vida é feita de diversas áreas. Claro: umas mais importantes que outras e que, muitas vezes, precisam mesmo ser privilegiadas. Mas isso é bem diferente de se tornarem exclusivas. Filhos, saúde, espiritualidade, trabalho, finanças, amigos e relacionamentos amorosos são algumas das mais importantes e que merecem espaço garantido.

E sabe qual é a melhor maneira de exercer esses direitos: de namorar, reconstruir sua vida amorosa, poder passear com o namorado e até apostar num novo casamento? Estando certo de que você merece tudo isso! Sim, porque homens e mulheres que têm muita dificuldade em manter um relacionamento por causa dos filhos (que fazem de tudo para atrapalhar), na maioria das vezes estão atolados em culpa e insegurança.

Pode acreditar: quando você acha que está fazendo algo errado e age com medo, como se precisasse da aprovação e da permissão de alguém para viver, vai ter problemas! Vai dar brecha para as manipulações e as armadilhas que põem em risco sua paz e suas tentativas de viver bem com quem ama.

O fato é que filhos são para sempre e precisam ser amados. E, mais do que isso, precisam saber e sentir que são muito amados. Que nada, nem ninguém pode ameaçar o lugar que eles têm em sua vida! Uma vez que sentem e sabem disso, relaxam e dão espaço para que seus pais sejam felizes.

Portanto, o melhor mesmo é reavaliar como você anda exercendo sua maternidade ou sua paternidade. Se os filhos já forem grandinhos, vale uma boa conversa, perguntando o que eles sentem, como veem a situação e qual é o problema em aceitarem um nova pessoa na família.

Se tudo isso for feito com consciência, clareza e transparência, considerando os sentimentos de todos os envolvidos, é bem provável que a segurança e a tranquilidade voltem a reinar no ninho. Afinal de contas, se é por amor, sempre cabe mais um!

QUE TIPO DE AMOR VOCÊ ATRAI? Clique aqui e receba o TESTE.



estamos online

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

starstarstar
O artigo recebeu 236 Votos

Gostou?   Sim   Não  



Sobre o autor
foto
Rosana Braga é Especialista em Relacionamento e Autoestima, Autora de 9 livros sobre o tema. Psicóloga e Coach. Busca através de seus artigos, ajudar pessoas a se sentirem verdadeiramente mais seguras e atraentes, além de mostrar que é possível viver relacionamentos maduros, saudáveis e prazerosos.
Acesse rosanabraga.com.br para mais conteúdos exclusivos!
Email: rosanabraga@rosanabraga.com.br
Visite o Site do Autor

Veja também
artigo A imaginação constrói os problemas
artigo Adestrar x Educar
artigo Luz e sementes conscienciais
artigo O que é o ego?


As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.

auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa