Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
auravide auravide

Astrologia e os sais bioquímicos - Parte 4

por Graziella Marraccini
Astrologia e os sais bioquímicos - Parte 4
Publicado dia 10/09/2009 16:46:08 em Astrologia

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

Dando continuação aos artigos relacionados com a ASTROMEDICINA continuo hoje a descrição dos Sais Bioquímicos relacionados com os Signos zodiacais. Reitero a recomendação de procurarem um médico homeopata para receitar os sais bioquímicos, assim como outros medicamentos homeopáticos. A astrologia nos oferece inúmeras ferramentas de autoconhecimento, porém devemos ter um respeito muito profundo por essa arte milenar para não nos tornarmos ‘aprendizes de feiticeiros’! Eu costumo receitar florais (Minas, Bach, Australianos) com uma análise baseada na interpretação do mapa natal (ou de algum trânsito planetário), porém ‘insisto’ e afirmo que os sais bioquímicos devem ser receitados pelo seu médico homeopata. O desequilíbrio orgânico que se traduz nas doenças pode ser fruto de uma vida desregrada ou de uma alimentação pobre ou ainda da exposição a uma substância que causa dano ao corpo etérico. O corpo etérico, ou revestimento etérico do corpo, é chamado também de ‘corpo vital’, tamanha sua importância para nosso bem-estar. Quando o corpo etérico leva um choque ou uma injúria, sofre uma agressão, o corpo físico perde a vitalidade, manifestando a doença e consequentemente a dor. Por essa razão, é importante recompor o corpo etérico e essa recomposição pode ser feita de muitas maneiras e através de terapias complementares, chamadas alternativas, como florais, homeopatia, radiestesia, aromaterapia, shiatsu, reiki, etc. etc. Uma terapia não exclui a outra, mas a complementa. Através da Carta Natal, o astrólogo analisa o signo solar, o signo em oposição, aspectos solares e lunares, o signo do Nó Sul, e ainda os outros aspectos planetários e levanta um histórico de possíveis fraquezas do corpo etérico que irá causar as doenças. Com essa análise, ele poderá então indicar as terapias e as prescrições necessárias adequadas a cada caso e estas prescrições deverão ser levadas para análise do seu médico homeopata.

LIBRA - No dia 21 ou 22 de setembro o Sol se encontra no Equinócio e inicia a Primavera no Hemisfério Sul e o Outono no Hemisfério Norte, entrando no signo de Libra. Libra ou Balança é o signo ‘do meio’ e seu glifo indica que o Sol está equidistante dos dois hemisférios, bem no eixo da balança, seccionando a linha do equador celeste. É um signo de Ar e é governado pelo planeta Vênus. As partes do corpo relacionado ao signo são as ancas (a região lombar) e particularmente os rins. Os librianos são pessoas agradáveis, sociáveis e sensíveis às necessidades alheias. Eles estão sempre procurando se manter no fiel da balança, seja nas ações que nos julgamentos. No entanto, se os pratos da balança estão em desequilíbrio, os rins adoecem: a harmonia e o equilíbrio são necessários para restabelecer a saúde. Quando os rins param de funcionar, precisamos de uma máquina para fazer a filtragem das impurezas do sangue, caso contrário, acabamos morrendo. A palavra chave para compreender essa doença é: falta de amor! A palavra grega para rins era ‘nephros’, que deriva de uma palavra hebraica que significa ‘sacudir’ ou espalhar como a chuva. E é isso que os rins fazem, exatamente: eles ‘espalham chuva’ após filtrarem as impurezas contidas na água. É com essa raiz grega que se forma a palavra ‘nefrite’ que significa ‘inflamação dos rins’. Do ponto de vista psicossomático as doenças renais são doenças ligadas ao relacionamento a dois, ao casamento ou à sociedade. Quando um relacionamento vai mal, os rins adoecem. Vênus é o planeta do amor e da harmonia e é por falta de amor que as pessoas adoecem dos rins, este ‘órgão duplo’ que tem a função de filtrar as impurezas, ou seja, as coisas negativas, encaminhando-as para a bexiga onde serão eliminadas. Os rins realizam o trabalho principal do sistema urinário, com as outras partes do sistema atuando, principalmente, como vias de passagem e áreas de armazenamento. Com a filtração do sangue e a formação da urina, os rins contribuem para a (processo de regulação pelo qual um organismo mantém constante o seu equilíbrio [Termo criado pelo fisiologista americano Walter Cannon (1871-1945).- Houaiss) homeostasia(*) dos líquidos do corpo de várias maneiras. Os órgãos duplos do nosso corpo sempre tem a ver com os relacionamentos, ou seja com o intercâmbio, com o ‘outro’. O sal alocado para Libra é o Natrum Phos, e tem a forma de trabalhar os ácidos do corpo (como o acido lático e o ácido úrico) e se combinar com eles de forma a torná-los inofensivos e posteriormente encaminhá-los para a eliminação. As doenças reumáticas e o diabetes também se beneficiam com esse sal bioquímico, capaz inclusive de equilibrar os sucos gástricos excessivamente ácidos, e evitando úlceras e inflamações do estômago. O Natrum Phos, equilibra a secreção da biles, evita cálculos biliares e a icterícia e equilibra a glândula supra-renal. No entanto, se os cálculos já estão instalados, pode ser necessário associar o Natrum Phos a uma dieta e a outros remédios homeopáticos.ESCORPIÃO – Em 23 de outubro o Sol ingressa no signo de Escorpião, oitavo signo do zodíaco. Ele está sob a regência do Planeta Marte e do Planeta-anão Plutão. È um signo de Água, porém, água fervente, em ebulição! As partes do corpo governados por Marte e Plutão são os órgãos reprodutores e sexuais, A bexiga, a pélvis dos rins, a próstata, a virilha e o reto. As doenças de escorpião podem também afetar, por oposição, a garganta, o nariz, o coração e a coluna. As pessoas de Escorpião possuem um temperamento intenso e dramático, determinado e positivo, astuto e desconfiado. Eles têm ótima habilidade para a crítica, às vezes usada de forma agressiva e sarcástica. Desconfiados, não gostam de falar de si próprios e de seus sentimentos e emoções, normalmente muito intensos e profundos. Com sua sagacidade natural, eles se tornam bons investigadores e possuem atração pelo oculto e pelo mistério. O Escorpião tem um enorme poder magnético e está relacionado com a Águia Branca, ou seja, com a transmutação alquímica realizada com o renascimento da Fênix. O poder magnético que eles possuem nas mãos faz deles grandes curandeiros e magos. O Sal alocado para este signo é o Calcarea Sulpurica, Sulfato de Cálcio. Esse sal cobre todas as superfícies vasculares do corpo para protegê-las, e recobre com uma camada protetora principalmente as células dos órgãos reprodutores. Do mesmo modo, este sal é necessário na digestão, pois ele é responsável pela camada protetora que reveste o estômago resguardando-o das ulcerações causadas pelos ácidos estomacais. Sem sua proteção aparecem as ulceras e gastrites. A falta deste sal resulta também num metabolismo lento, com dificuldade de eliminação, e causa espinhas na pele, gengivite, catarro, pus e fístulas, e outras condições pouco saudáveis dos tecidos conjuntivos. O signo de Escorpião se relaciona com as glândulas da procriação e os órgãos genitais, por isso esse sal é importante no período reprodutivo do ser humano: ele é um ótimo protetor para a próstata e melhora a fertilidade das mulheres, protegendo o óvulo em fecundação.

SAGITÁRIO – O signo de Sagitário inicia quando o Sol entra neste signo em 22 de novembro, aproximadamente. Este é o nono signo zodiacal cujo símbolo é representado por um arqueiro, meio homem e meio cavalo. Júpiter é seu regente e seu elemento é o Fogo. O símbolo de Sagitário exprime a dualidade do ser humano, animal na sua parte inferior e espiritual na parte superior. Por essa razão, este signo se relaciona com as coxas e os quadris (parte animal) e com a mente superior, onde está alocado o pensamento filosófico e religioso. O sagitariano é um ser expansivo, alegre e otimista, generoso e comunicativo e muito autoconfiante. Os sagitarianos podem se tornar sábios se desenvolverem as qualidades do signo, estudando filosofia e pondo em prática as inúmeras idéias geradas por sua mente e, principalmente, agindo com seu senso inato de justiça. Conquistadores e aventureiros são muito intuitivos e adoram filosofar e estudar, tendo uma boa visão do futuro. Porém, eles não devem exagerar nem na atividade física e nem na mental. Os excessos físicos (a imprudência sendo um deles) podem expô-los a inúmeros perigos (contusões, machucados, entorses), e os excessos mentais provocam esgotamento nervoso. As doenças sanguíneas (pressão alta) também se relacionam com esse signo assim como as doenças pulmonares, por oposição ao signo de Gêmeos. No entanto, o Sagitariano é um ser pouco flexível, e o sal bioquímico alocado para eles é a Sílica (ou silicea). A Silica reforça os nervos e os músculos e os mantém na tensão certa; por isso é útil para os esportivos: quando este sal falta no organismo o corpo está mais sujeito a torções e esgotamentos nervosos. A sílica dá um acabamento brilhante a unhas e cabelo e tem uma ação definida sobre as glândulas sudoríparas da pele, sendo o remédio ideal para evitar a transpiração dos pés. A sílica tem sido chamada de ‘bisturi da natureza’ pois possui a qualidade de um bisturi, verdadeiro cirurgião da natureza que elimina as impurezas do organismo através da pele. Esse sal ajuda a eliminar o pus de furúnculos, abscessos e espinhas e as fistulas ao redor do reto também se beneficiam com a absorção deste sal que pode ser adicionado ao sal de Escorpião. A Sílica é encontrada nos tecidos conjuntivos do cérebro e do sistema nervoso e é muito útil para melhorar a função intelectual. Aconselho as pessoas a usarem esse sal em conjunto com o Kali Sulph (Sal de Virgem) e com o Ferrum Phos (Sal de Peixes) para superar fortes gripes e resfriados. Doses maciças destes sais, com banhos de água quente (que façam suar) ajudam a efetuar uma exsudação através dos poros da pele das muitas impurezas que ‘constipam’ o organismo. Lembramos que a Sílica é um cristal de quartzo e em conjunto com a Calc. Flúor (Sal de Câncer) pode ser útil para a recuperação do cristalino que, quando opaco, causa a catarata. È interessante notar que a Sílica e a Calcarea Fluórica são usadas para manufaturar lentes de óculos!

Na próxima semana, terminaremos de descrever a relação entre os Sais Bioquímicos e os signos astrológicos. Cada vez que me debruço sobre um tema, meu horizonte se alarga mais e por essa razão, muitos serão ainda os assuntos relacionados com a astrologia e que irei comentar nestes artigos. Procurando aperfeiçoar o autoconhecimento, melhoramos também a nossa qualidade de vida. Ainda por sugestão de alguns internautas, estarei em breve escrevendo sobre o ingresso de Saturno em Libra.

Por enquanto, reitero mais uma vez a recomendação de consultar seu médico homeopata para a prescrição adequada de qualquer medicamento! Lembre-se que mesmo em doses homeopáticas, nenhum medicamento é inofensivo.

Assistam ao meu programa CONVERSANDO COM OS ASTROS na link todas as segundas feiras ao meio dia! Podem enviar e-mails e interagir comigo ao vivo!

Obrigada e uma semana cheia de Luz para todos!
São Paulo, 8 de setembro de 2009


estamos online

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

starstarstarstarstar
O artigo recebeu 1 Votos

Gostou?   Sim   Não  

Leia Também

Astrologia e os sais bioquímicos - Parte 3




Sobre o autor
graz
Graziella Marraccini é astróloga, taróloga, cabalista e estudiosa de ciências ocultas e dirige a Sirius Astrology. grabnn Atende em seu consultório em SP com hora marcada no horário comercial.
5 perguntas Frequentes, visite Canal do youtube e Facebook
Email: [email protected]
Visite o Site do Autor

Veja também
artigo Transcomunicação Instrumental
artigo A liberdade de ser
artigo Você sabe quais os benefícios de um atendimento de radiônica?
artigo Do Oran Mor aos corações apaixonados pela Luz





horoscopo


As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.

auravide

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa