auravide auravide

Astrologia Infantil

por Marcia Mattos
Publicado dia 10/04/2008 16:11:12 em Astrologia

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

O principal no mapa da criança é a análise detalhada do Sol, Lua, Mercúrio, Vênus e Marte. A partir de 6 a 7 anos devemos incluir o estudo de Júpiter e Saturno. A interpretação de Urano, Netuno e Plutão é desnecessária, salvo se fizerem aspectos importantes com Sol, Lua, Mercúrio, Vênus, Marte e Ascendente, pois a criança não tem como vivenciar essas energias.

O Sol vai descrever a identidade básica dessa criança, seu núcleo essencial, o que a faz se sentir mais viva, aquilo que desenvolvido o tornará a pessoa completa que ele pode ser. Seu brilho, sua capacidade de se energizar ou de perder energia, se vitalizar ou desvitalizar, sua saúde, o centro de toda sua vida, a relação com o pai, o quanto de si ela reconhece como sendo ela. E a sua capacidade de irradiar, emitir luz, força e vigor. E com quem da família ela se identifica mais.
A primeira Revolução Solar é muito importante porque representa a imposição da força da vida sobre possíveis ameaças que possa ter passado; principalmente, quando o Sol vem desafiado por aspectos de Saturno, Urano, Netuno e Plutão.

A Lua é o planeta mais importante no primeiro ano de vida, pois é uma fase em que a criança é totalmente dependente dos cuidados de terceiros. A figura da mãe, sua relação com a mãe, suas necessidades e carências emocionais; o que alimenta e desnutre emocionalmente essa criança, sua vulnerabilidade emocional, eventuais disfunções alimentares; o quanto de mãe ela precisa e a que comportamentos da mãe a criança é particularmente sensível e reativa, quem é essa mãe para ela.
Uma criança, com ângulo desarmônico entre Lua e Urano, será extremamente sensível e perceptiva diante da ansiedade e tensão da mãe; esta deve tentar estar perto da criança sem pressa.
Mercúrio representa a fala, os movimentos, a habilidade motora, o caminhar, a articulação, a capacidade de expressão e de acumular e reproduzir dados, de catalogar, arquivar e separar informação, o funcionamento da mente.

Em qualquer disfunção mais grave sobre Mercúrio apontado no mapa, deve-se procurar um diagnóstico e avaliação neurológica e motora. Atraso no andar ou falar e descoordenação motora devem ser verificados no posicionamento natal de Mercúrio. Capacidade de concentração, fases de aprendizado, tipo de assunto que a mente se dedica ou aprende e arquiva melhor também são encontrados aqui.
Um ângulo tenso entre Mercúrio e Netuno, por exemplo, pede um ambiente absolutamente silencioso e com pouco estímulo exterior para a criança se concentrar, prestar atenção e aprender. O recurso da imagem é indispensável para ela memorizar algum dado.

Vênus é outro planeta importante nos primeiro anos, pois caracteriza a função afetiva, o sentir-se amado, querido, desejado, valorizado, acarinhado e apreciado. A sensação de estar confortável, agradado e em uma situação prazerosa. Sem dor, sem incômodo e sem estresse.
É a função responsável pela construção do narcisismo primário, indispensável à caracterização da identidade e depois da auto-estima. O prazer para a criança é revelado aqui.
Os gostos de uma criança, sabores, aromas, preferência por claro ou escuro, atração por cores são apontados pela Vênus. Uma criança com Vênus em Touro tem um gosto que inclina para o mais doce, enquanto em Áries para o salgado e em Escorpião para o picante.

Marte representa o desenvolvimento do impulso, da capacidade reativa, da agressividade, da defesa contra o ambiente sentido como hostil, da disposição física, da histamina, das defesas do EU contra o “inimigo invasor”, da autonomia e da configuração da musculatura. Também a conquista de território, o impulso de desbravamento, a força, a conquista de espaços próprios do EU e as defesas de suas fronteiras. A capacidade de disputa e a competitividade.
Aqui nasce o pequeno guerreiro, o esporte, a corrida, a pressa, o imediatismo, o grito, a mordida, as brigas, quem manda em mim, a voluntariedade. Todos eles estão sob influência de Marte. Os acidentes, ferimentos, quedas e queimaduras. A coragem, a raiva, o fôlego e a febre também.
É importante observar no primeiro retorno de Marte (ocorre aos dois anos) que o controle das necessidades fisiológicas dá pela primeira vez à criança uma noção de poder, domínio sobre sua própria vontade e conseqüente autonomia. Qualquer atraso ou dificuldade por parte da criança quanto à essa educação fisiológica deve ser observada em relação ao posicionamento natal de Marte.

Por exemplo, uma criança com uma configuração tensa entre Plutão e Marte manifestará por volta de 2 a 4 anos uma forte voluntariedade “só faço o que quero” e uma tendência a desobedecer e a desafiar quem manda. Alguém da família que tenha Marte harmônico com o Marte ou o Sol da criança terá mais facilidade de se impor a ela.
A importância da análise dos significados de Júpiter cresce a partir dos seis anos de idade, quando Júpiter faz a sua primeira oposição ou o seu primeiro semiciclo dentro de sua revolução. Os seis anos que antecedem à primeira quadratura de Saturno aos 7 anos representam um período de grande crescimento físico da criança, uma expansão da sua capacidade cognitiva que gradualmente acompanha a maior exigência de escolaridade. Início da alfabetização, desejo de aprender outras línguas, aumento do círculo social – colegas, amigos e família.
Júpiter é um planeta que sempre aponta para fora, para abrir, se expandir, para alargar. Também está associado nesse momento ao aumento de interesse da criança por esportes; ela própria desempenhando ou participando, assistindo a jogos, etc. Se o mapa como um todo indicar predisposição esportiva, essa idade é indicada para se iniciar alguma atividade desta área.Outra questão importante dessa idade, que na realidade se inicia aos quatro anos, é o ideal de grandiosidade, do sentido heróico, da aventura e toda a constelação no imaginário do ideal heróico. Daí a importância nessa idade dos campeões esportivos, dos super-heróis, porque está sendo incorporado através desses heróis o princípio do grande, do ideal, do que supera, do vitorioso, da aventura, e da fé em algo poderoso, da fé em si projetada nos heróis. E também uma grande parte dos valores éticos, maiores, na medida em que esses heróis representam a força do bem, da inteligência, da destreza e da moral. Essa é uma ótima idade para ensinar valores éticos e sociabilizar a criança.
Observar também que disfunções jupterianas predispõem a obesidade, que podem ser controladas desde cedo (Júpiter/Lua, Júpiter/Ascendente, Júpiter/Vênus e Júpiter/Quíron).

A importância da análise de Saturno cresce a partir dos sete anos, quando Saturno faz a sua primeira quadratura crescente, salvo se Saturno se encontrar na casa 1 ou 5, pois fará parte integrante da personalidade da criança desde sempre. Nesta idade, a criança está perdendo os dentes de leite e iniciando a alfabetização e sendo pela primeira vez cobrada, testada e avaliada em sua capacidade. Ela já não é mais totalmente uma criança, já pode desempenhar algumas tarefas sozinhas, estará por sua própria conta diante de alguns desafios e já percebe que ninguém poderá fazer certas coisas por ela.
Deve ser observada com bastante atenção esta passagem quando o mapa apontar desafios importantes de Saturno, pois algumas disfunções já aparecerão no comportamento da criança. Observe se há excesso de timidez (Saturno/Ascendente) ou estresse exagerado diante de qualquer avaliação escolar ou de desempenho (Saturno/Mercúrio e Saturno/Marte). Deve-se observar também se a criança deixou de manifestar seus sentimentos diante de alguma situação fortemente emotiva (Saturno/Lua, Saturno/Vênus) “como se ela não se importasse”. Repare se é excessivamente orgulhosa, altiva e se não pede por favor ou desculpas (Saturno/Sol).
Os planetas transpessoais serão principalmente importantes se fizerem aspectos tensos com os planetas pessoais ou se estiverem ocupando um ângulo, a casa 1 ou a casa 5.

Muitas outras dicas sobre este tema podem ser encontradas no curso de Astrologia Infantil com início em abril, na apostila ou nos cd’s de Astrologia Infantil.
Para maiores informações acesse o site link




estamos online

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

starstarstarstarstar
O artigo recebeu 31 Votos

Gostou?   Sim   Não  



Sobre o autor
marcia
Marcia Mattos é é astróloga, professora e escritora do Livro da Lua (Ed. Novo Século), edição anual desde 2000, Síndromes de Plutão e Planetas Exteriores (Ed. Agora), e Vocação, Astros e Profissões (Ed. Agora).
Clique aqui e visite seu Site.

Email: [email protected]
Visite o Site do Autor

Veja também
artigo Não se trata do que eu devo nem do que eu quero...
artigo Infeliz
artigo O sagrado
artigo Tenha uma vida afetiva abundante


As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.

auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa