auravide auravide

Morrer ou mudar

por Graziella Marraccini
Publicado dia 24/07/2008 16:13:33 em Astrologia

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

Existem momentos na vida que nos obrigam a mudar. De fato, nem todas as pessoas possuem essa capacidade de adaptação e por essa razão resistem às mudanças até quebrarem, adoecerem ou morrerem. Lembro-me de uma história que me contavam quando ainda criança. A história conta que um carvalho e um bambu cresciam um ao lado do outro num campo. O carvalho, do alto de seu tronco e com seus poderosos ramos estendidos, se sentia invencível e olhava com desdém para o bambu, magrelo e fininho, que se balançava a qualquer lufada de vento. O carvalho disse então ao bambu: “Olha para você, tão fraquinho! Quando vier uma tempestade você vai morrer, não vai agüentar! Eu sou forte e vou agüentar"! E a tempestade veio, terrível, com raios e trovões. Rajadas de vento dobravam o bambu que, coitado, chegava a tocar o chão. O carvalho resistia! Impávido enfrentava a tempestade! Até que uma rajada mais forte e um raio poderosíssimo veio atingir o seu tronco e o carvalho se partiu em dois, deixando cair muitos de seus ramos no chão. O fogo acabou queimando o pouco que restava. Terminada a tempestade, o frágil bambu se endireitou, se sacudiu e estendeu-se em direção ao sol, para se secar. A vida recomeçava para ele que havia conseguido se adaptar, que havia se dobrado à fúria da tempestade em vez de enfrentá-la com orgulho.

Essa é uma história oriental (creio) que sempre me vem à mente quando vejo, aqui em meu consultório, pessoas que estão passando por uma grande tempestade em sua vida e chegam até mim, esperançosas pedindo ajuda, mas que não conseguem se adaptar, não conseguem mudar. É-me muito difícil orientá-las e dizer-lhes para suportar um mês, seis meses (as vezes até mais tempo) e afirmar-lhes que aquilo tudo num determinado momento irá passar. Quando estamos no meio de uma tempestade, ela nos parece interminável! Mas muitas vezes é preciso resistir, continuar a lutar, certamente, mas principalmente, se adaptar a esse turbilhão que parece nos desenraizar. Precisamos saber também ‘quando’ esse turbilhão irá passar pois isso irá nos ajudar muito a superar a tempestade com humildade.
Em muitos casos o raio é representado por um trânsito negativo do planeta Urano que provoca desagradáveis reviravoltas na vida das pessoas. Em outros casos, a tempestade é causada por Netuno que vem criar inúmeras confusões em nossa vida só para nos obrigar a observar o fluxo das águas, a respeitar a correnteza e a nos agarrar à nossa fé. Ainda existem outros casos que podem ser trânsitos de Saturno que provocam períodos de solidão, de tristeza e até de luto. E Plutão então, (esse planeta anão), que pode provocar enormes catástrofes mesmo em sua ação lenta, muito lenta que chega aos poucos obrigando-nos a uma readaptação constante! Mas como então sobreviver a tudo isso? Cada um de nós usará seus próprios meios, conforme seu caráter.

Sabemos que nada é o tempo todo completamente negativo, e temos certamente - todos nós -, os meios para agüentar a passagem da turbulência. Apertem o cinto, então!
Lembremos também que Deus, o TODO, não quer nos castigar, mas ensinar-nos algo. Que esse período difícil vai nos ajudar a evoluir espiritualmente. Então, todos nós podemos obter alguma ajuda do céu: um bom aspecto de Vênus ou um bondoso e generoso Júpiter, podem nos dar uma mão. Mas lembrem-se que a adaptabilidade, a flexibilidade e sobretudo a humildade são a chave para a superação da turbulência.
Então, como saber quando a tempestade irá terminar? Somente uma boa previsão astrológica pode nos explicar com bastante precisão quando a tempestade irá chegar, como enfrentá-la e como sobreviver quanto tudo estará terminado. A finalidade do conhecimento astrológico não é evitar a tempestade (já que isso não está certamente em nosso poder), mas avisar você que, se e quando ela chegar, você precisará de muita maleabilidade para sobreviver. A previsão irá lhe indicar os meios e irá orientá-lo para sobreviver quando ela irá terminar! O céu azul aparecerá em seguida, tenha certeza!

Alguém me enviou um email essa semana me perguntando como neutralizar a Lei do ritmo! Impossível, eu respondi, nós somente podemos nos adaptar às Leis, elas são imutáveis e regem tudo o que é criado sob o Sol! A astrologia baseia seu conhecimento nessas Leis imutáveis e por isso é tão precisa em seu diagnóstico. Leiam os artigos sobre as Leis Herméticas e enviem seus comentários. Terei prazer em responder a seus emails!

Por enquanto, se estiverem no meio de uma tempestade, posso aconselhá-los a lerem em voz alta o Salmo 90, o mais espiritual de todos os salmos, aquele que nos ajuda em qualquer dificuldade.
Uma boa semana a todos!

São Paulo, 22 de julho de 2008


estamos online

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

starstarstarstarstar
O artigo recebeu 1 Votos

Gostou?   Sim   Não  



Sobre o autor
graz
Graziella Marraccini é astróloga, taróloga, cabalista e estudiosa de ciências ocultas e dirige a Sirius Astrology. grabnn Atende em seu consultório em SP com hora marcada no horário comercial.
5 perguntas Frequentes, visite Canal do youtube e Facebook
Email: [email protected]
Visite o Site do Autor

Veja também
artigo Treinando a não-mente
artigo Horário
artigo Ativação dos sentidos interiores
artigo Amigos extrafísicos


As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.

auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa