auravide auravide

O que é Vibração?


“... depois você aprenderá a aplicar o Princípio da Vibração, mudando essa energia - se negativa - de plano e plano, de estado em estado, do mais denso ao mais sutil. Pelo contrário, se ela for positiva, aprenderá a usá-la a seu favor aproveitando em tudo e por tudo aquilo que o TODO está lhe proporcionando”.
Uma internauta me pediu para esclarecer esse tópico, escrito na minha transcrição do Terceiro Princípio Hermético: “Nada está parado, tudo se move, tudo vibra”.

Esse princípio é um dos 7 Princípios Herméticos, ou 7 Leis Herméticas que nos tem ensinado a Filosofia oculta e que estão publicadas na nossa seção de Cabala. O estudo e a prática de qualquer filosofia oculta e a arte da magia requerem a aplicação dos ensinamentos herdados através dos séculos, seja verbalmente seja através de determinado tipo de escritos que foram atribuídos aos antigos filósofos, astrólogos e alquimistas. Somente o conhecimento e sua aplicação prática nos ajudam a utilizar esses ensinamentos para ‘mudar o nosso estado de vibração’ e atrair aquilo que desejamos. As Leis Herméticas, atribuídas ao Três Vezes Grande Hermes Trismegisto, nome grego do Deus Thoth, foram muito utilizadas especialmente no período renascentista, e de maneira especial por Giordano Bruno e Marsílio Ficino, que acabaram condenados e excomungados como hereges pela Igreja Católica. A magia hermética, no entanto, não morreu, mas renasceu com vigor no século XIX na Europa Ocidental, onde foi praticada por muitos homens sábios como aqueles envolvidos na Ordem Hermética do Amanhecer Dourado e ouros ocultistas como Eliphas Lévi. O hermetismo também está associado ao estudo da alquimia e da astrologia.

Porém, não há nada de condenável no fato de aprender a usar as forças da natureza em nosso benefício! Não há nada de errado em ‘fazer magias’! Afinal, a Santa Missa nada mais é do que uma cerimônia mágica! E quando rezamos diante nosso pequeno altar doméstico, ou num templo diante de uma imagem ou de um símbolo (como a cruz, por exemplo) acendendo velas e incensos e nos concentrando em nossa oração, sentimos uma vibração proveniente do profundo de nosso coração que nos eleva aos poucos e nos induz a uma paz interior. Desse modo estamos simplesmente ‘elevando nossa vibração interior’, sutilizando-a para alcançar um benefício material e, conseqüentemente, estamos fazendo uma magia. (vejam no meu site pessoal o livro virtual: A Magia que vem dos Astros). Quando mais oramos e meditamos, mais sutil se tornará nossa vibração. A música, o incenso, a vela são complementos que nos ajudam e nos induzem para determinado tipo de vibração.

Vamos fazer algumas reflexões para compreender como isso acontece. O elemento cósmico chamado “Força” tem dois atributos principais: atração e repulsão. Um deles, aquele que repele, é positivo; o outro, o que atrai, é negativo. Estes dois grandes opostos estão agindo constantemente no espaço produzindo a vibração. Assim podemos deduzir que todas as coisas do Universo são o resultado dessa vibração. Se acreditarmos que no início de tudo existe um Ser Eterno e Único que contém em si todas as possibilidades de todas as coisas e de todos os seres, compreenderemos que, para criar, esses Ser Único que denominaremos Unidade, vibrou (ou seja, expandiu) sua própria energia até criar a dualidade, ou seja, criando o princípio positivo e o negativo. A idéia do masculino e feminino é uma conseqüência, portanto, dessa vibração, não tendo uma mais importância do que a outra. Uma lâmpada não acenderá se um dos dois pólos estiver desligado! Ao aparecer como Dualidade, o Uno não deixou de continuar Unidade, e é desta idéia que nasce então a noção da Trindade que nos é ensinada na religião judaico-cristã. O Uno é Unidade e ao mesmo tempo sua manifestação é Masculina e Feminina. A Unidade torna-se Três em manifestação.

A ciência ensina que cada átomo de matéria é polarizado, ou seja, tem dois pólos: um positivo e outro negativo. O positivo representa a sua energia potencial e o negativo a ausência da mesma. Na manifestação é necessário que as duas energias interajam, caso contrário tudo permaneceria inerte. No Universo tudo está em constante movimento: novas estrelas se criam a cada momento, num perpetuo movimento de atração e repulsão. Deduzimos então que nada pode existir sem que exista o seu oposto: se há calor é porque existe o frio; se existe o nascimento, então deve haver a morte; se há prazer, então existe a dor; se existe Luz, então existem as Trevas, etc. etc. A dualidade sempre envolve em si a atração e a repulsão de algo em graduação diferente de uma mesma qualidade manifestada. Uma escala de graduação é normalmente usada para medir a manifestação de algo em sua vibração desde a mais sutil até a mais densa. Por exemplo: a unidade 0 de temperatura medida na escala Celsius indica o ponto neutro de congelamento da água e o grau 100 o ponto de evaporação.
Outro exemplo é aquele das notas musicais. “Nota musical é o termo empregado para designar o elemento mínimo de um som, formado por um único modo de vibração do ar. Sendo assim, a cada nota corresponde uma duração e está associada uma freqüência, cuja unidade mais utilizada é o Hz (hertz), a qual descreverá em termos físicos se a nota é mais grave ou mais aguda. Lembrando que o som fisicamente é uma onda (ou conjunto de ondas) que se propaga no ar com uma determinada freqüência, sendo que se essas ondas estiverem com a freqüência na faixa de 20Hz a 20.000Hz, o ouvido humano será capaz de vibrar à mesma proporção, captando essa informação e produzindo sensações neurais, às quais o ser humano dá o nome de som. As ondas com freqüência bem baixa (entre 20Hz a 100Hz por exemplo, soam em nossos ouvidos de forma grave, e sons com freqüência elevada - acima de 400Hz - por exemplo, soam de forma aguda)“.
Para compreender melhor esse assunto, leiam também a Lei da Polaridade, ou seja, a Quarta Lei Hermética. Aprendemos também que o positivo atrai o negativo, e vice-versa; porém, quando os pólos se unem também se repelem, pois ambos se tornam ou positivos ou negativos. Deduzimos então que a Força age através de seus dois atributos, a atração e a repulsão, ou seja, o positivo e negativo e estes, quando unidos, se repelem e portanto se anulam. Explicam os cientistas que a forma natural do átomo é a de uma perfeita esfera. Nessa condição, o átomo é ou positivo no centro e negativo na superfície ou negativo no centro e positivo na superfície. Ele contém em si mesmo a força do movimento necessária para ser percebida pelos sentidos físicos e materiais. Se ele não tivesse essa força, permaneceria imperceptível ao plano físico. A razão é que os seres humanos, com os cinco sentidos físicos, podem perceber somente aquelas coisas que possuem vibrações no mesmo plano físico. Alguns seres dotados de poderes paranormais ou mediúnicos, percebem vibrações mais sutis. Nós percebemos as cores somente naquela escala de vibração que é sensível aos nossos olhos. Mas a ciência nos explica que existem ainda outras cores (manifestações de luz) que não são perceptíveis ao olho humano, seja porque sua vibração é lenta - densa – demais, ou seja porque sua vibração é rápida - sutil - demais para que possa ser percebida por nós. Do mesmo modo podemos falar dos sons, ou seja, das vibrações sonoras que são perceptíveis aos nossos ouvidos. Os graves e os agudos de um instrumento ou mesmo da voz humana são simplesmente vibrações mais densas ou mais sutis de uma manifestação de energia vibratória. Por exemplo, sabemos que a maioria dos animais possui um ouvido muito mais apurado do que o nosso e sensível a outras vibrações sonoras que nos são imperceptíveis e isso os ajuda a sobreviverem, já que percebem a aproximação de um inimigo à longa distância. As vibrações sonoras mais densas e fortes produzem correspondências nas vibrações atômicas de nosso corpo que se relacionam com alguns órgãos do baixo-ventre, como os sexuais, por isso produzem excitação. Alguns sons podem induzir ao ódio e à raiva, outros, bem mais harmônicos e sutis, induzem o ser humano a sentimentos de amor e êxtase.

Também a saúde e a doença dependem das vibrações dos átomos do corpo e da mente: quando essas vibrações são harmoniosas produzem a saúde, ou seja, a harmonia. No caso contrário, ou seja, quando as vibrações são desarmônicas, o corpo adoece. As pessoas cujas vibrações mentais são concordantes com as vibrações harmoniosas produzem a paz e a harmonia em torno delas, mas, pelo contrário, aquelas pessoas cujas vibrações mentais são desarmônicas, produzem a discórdia e a guerra. Um grupo de pessoas vibrando juntas de maneira harmoniosa com uma precisa intenção mental pode modificar a vibração da força a ponto de conseguir a cura de um doente mesmo que este esteja distante e não saiba que essas vibrações estão sendo feitas a seu favor! Isso foi cientificamente comprovado em muitos hospitais. Podemos deduzir então que qualquer pessoa positiva pode influir sobre outra negativa, ou seja, a presença de uma pessoa dotada de força mental com uma vibração elevada pode acalmar dores e inquietação de outra cujas vibrações são inferiores e, portanto, desarmônicas. Já foi demonstrado que a música de J.S. Bach acalma os animais e as crianças e faz crescer melhor as plantas! Aliás, a música clássica tem exatamente esse grande poder de elevar a condição vibratória e por isso nos faz tão bem.

Então, vocês já estarão deduzindo que é dessa Força de Vibração que trata principalmente o livro e o DVD “O Segredo”! Tenham certeza de que isso funciona pelo Princípio da Vibração e não é nenhum segredo! Esse conhecimento é simplesmente uma sabedoria antiga que por muito tempo foi mantida por pequenos grupos de estudiosos de ocultismo e não chegou ao grande público. Mas agora, com os ventos da Era de Aquário soprando sobre nosso planeta, sua técnica é revelada para que esteja disponível àqueles que desejam usar o Conhecimento. Concluímos então que se conseguirmos mudar nossa vibração de maneira positiva atrairemos para nós a benesse que procuramos. Ou seja, se estamos doentes, podemos mudar nossa vibração interior e, aos poucos nos curaremos, pois teremos recobrado a harmonia funcional. Se estivermos em apuros, podemos vibrar positivamente nossa mente para que ela atraia a solução para a crise. Sim, podemos atrair mesmo o amor, a felicidade, a harmonia, a saúde e a prosperidade! Unindo-se o pólo negativo com o positivo chegamos ao ponto central, o Caminho do Meio, o Fiel da Balança, onde os pratos vibratórios se estabilizarão e a vida começará a fluir mais harmoniosamente. Nos livraremos das angustias, das dores e das doenças, recobraremos o estado de felicidade interior e, finalmente, nos sentiremos unidos ao TODO, porque SOMOSTODOSUM! Lembrem-se que a sobrevivência de todos os seres existentes em nosso planeta depende da vibração de cada um de nós. Faça sua parte!

Uma boa semana a todos numa harmonia perfeita!



estamos online

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 5




graz
Graziella Marraccini é astróloga, taróloga, cabalista e estudiosa de ciências ocultas e dirige a Sirius Astrology. grabnn Atende em seu consultório em SP com hora marcada no horário comercial.
5 perguntas Frequentes, visite Canal do youtube e Facebook
Visite o Site do Autor


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.

auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa