auravide auravide

Os Nossos Valores

por Graziella Marraccini
Publicado dia 28/02/2008 17:30:49 em Astrologia

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

Na semana passada falei de amizade e da importância que ela tem em minha vida. Recebi muitos e-mails e creio que através deles consegui constatar que realmente existem signos que dão mais valor à amizade do que outros. Isso acontece porque signos diferentes têm valores diferentes. Mas em que são baseados esses valores? Quem nos ensina que uma coisa vale mais do que aquela, ou que um sentimento vale mais do que aquele são, normalmente nossos pais e, mais tarde, quando rompemos o cerco familiar, a sociedade que nos cerca.

A meu ver, hoje em dia, neste mundo materialista onde tudo o que tem valor precisa ter um ‘cifrão’ na frente, é difícil falar de valores outros que não os materiais. Vamos ver o que o dicionário Houassis diz sobre esse substantivo masculino:
Valor 1: recebimento ou paga em bens, serviços ou dinheiro por algo trocado, ou seja, o preço que é usado para negociar ou adquirir algo. Este é o significado que damos quase sempre à palavra valor: para nós o valor é quase sempre associado a um bem, a algo que podemos negociar, que pode se trocado ou comercializado. O ouro, as pedras preciosas, o dinheiro, os objetos de arte, os tapetes persas, nossa casa, nosso carro, etc., têm um valor próprio, negociável e quantificável. Desde pequenos, quando inadvertidamente quebramos o primeiro ‘vaso chinês’ da mamãe, aprendemos que ‘aquilo tinha um valor’ por causa da reação horrorizada daquele que havia comprado o objeto e lhe atribuía muito valor. Aprendemos também o valor do dinheiro, ou seja, daquele papel com o qual negociamos e compramos qualquer coisa que desejamos: comida, roupa, carro, TV, aparelho de som, etc. etc..
O marketing se encarrega de nos indicar o valor das coisas e nós, presos numa armadilha tecida por nossa sociedade, ansiamos cada vez mais adquirir coisas de ‘valor’.
No entanto, existe um outro valor importante e este não é comprável, adquirível!
O Houassis explica 6: qualidade humana de natureza física, intelectual ou moral, que desperta admiração ou respeito Ex.: o v. daquele cientista é inestimável. Valor pode ser sinônimo de virtude, de coragem: 6.1: ausência completa de medo; valentia, coragem, intrepidez - Ex.: guerreou com impressionante valor; e, ainda, 6.2: qualidade excepcional; talento, habilidade, mestria, Ex.: um artista de valor.

Aqui entramos num âmbito onde os valores não são materiais, mas sim morais. Passamos da Casa II do zodíaco - correspondente ao signo de Touro - para a Casa VIII - correspondente ao signo de Escorpião. Ambos são considerados signos possessivos pelos astrólogos, pois dão muito valor àquilo que possuem. Tradicionalmente o signo de Touro é ligado aos valores materiais e em astrologia mundial a Casa II é relacionada com os bancos, as financeiras e casas de valores. A Casa VIII é a casa da morte, mas, como relacioná-la à palavra valor? Pois é, eu também me perguntei isso e encontrei uma resposta que acabou me satisfazendo: lembrei-me de meus antepassados, ou seja, daqueles que me transmitiram seus valores através da hereditariedade. Por isso a astrologia nos ensina que a Casa VIII é a Casa do dinheiro do Casal, e também a casa das heranças! E as heranças não correspondem somente aos valores materiais, mas também aos valores éticos e morais! Quantas vezes lembramos de uma frase ‘que o avô dizia’, daquela torta ‘que a avó querida fazia’ e sentimos uma forte emoção em nosso coração. Esse sentimento não seria então também um valor? Sim, creio que sim. O Houassis escreve: 11: reconhecimento, de um ponto de vista afetivo, da importância ou da necessidade (de algo ou alguém). Ex.: ele não dá valor aos amigos que possui. Valor então pode ser sinônimo de sentimento, de emoção.

Eu dou valor à amizade, dou valor aos sentimentos, dou valor aos ensinamentos que recebi, e que norteiam minha vida. Dou valor a uma palavra amiga, dou valor a um gesto carinhoso, a um sorriso quente, a uma mão que me afaga e consola. Eu possuo a Lua no signo de Touro e este é o único corpo celeste num signo de Terra no meu mapa! Ainda bem, pois ele me segura com os pés no chão e me confere a capacidade de lidar com os bens materiais. Sou também uma supermãe e dou muito valor aos meus filhos, que considero como os bens mais preciosos que possuo. No entanto, o excesso de Ar em meu mapa faz com que eu dê também valor aos assuntos intelectuais e sinta necessidade de me relacionar com pessoas inteligentes. Outra característica, o excesso de Fogo em meu mapa, indica que eu sou uma pessoa de criação, sempre em busca de novas idéias e de novos ideais. Assim, dou valor também à criatividade e me sinto atraída por pessoas idealistas. Estou contanto isso não para lhes contar sobre minha vida, mas para que vocês, leitores, compreendam o quanto a astrologia pode ajudá-los na busca do autoconhecimento. As dificuldades que enfrentamos em algum campo de nossa vida, são criadas principalmente por carência de valor naquela área, ou seja, elas acontecem principalmente no campo que negligenciamos porque não o consideramos importante, não lhe damos valor. Desta forma não usamos a Lei da Atração. Atraímos naturalmente pessoas parecidas conosco, nos rodeamos de amigos parecidos, porque como poderíamos ter amigos que não admiramos? Aos quais não damos valor? E se não damos valor aos bens materiais, como poderemos ser supridos? E se não damos valor aos bens morais, como os conseguiremos? Como nos cercaremos de pessoas honestas, integras?

É claro que não estou dizendo que devemos dar valor somente aos sentimentos, ou às heranças familiares, ou à amizade, já que precisamos de bens materiais enquanto estivermos encarnados nesta terra. Porém afirmo que tudo precisa ser bem balanceado, bem equilibrado, pois se damos um excessivo valor aos bens materiais acabaremos doentes e se damos um excessivo valor aos bens emocionais, acabaremos também doentes!!! De uma maneira ou de outra a balança precisa ficar equilibrada. Vamos pensar nisso essa semana e procuremos encontrar a justa medida para atrair os bens materiais dos quais necessitamos e os bens morais que irão nortear nossas futuras escolhas.

Um ótimo exercício para restabelecer a harmonia funcional é conseguido ao ler o primeiro versículo do Gênese.

Uma boa semana a todos!
São Paulo, 26 de fevereiro de 2008


estamos online

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

starstarstarstarstar
O artigo recebeu 1 Votos

Gostou?   Sim   Não  



Sobre o autor
graz
Graziella Marraccini é astróloga, taróloga, cabalista e estudiosa de ciências ocultas e dirige a Sirius Astrology. grabnn Atende em seu consultório em SP com hora marcada no horário comercial.
5 perguntas Frequentes, visite Canal do youtube e Facebook
Email: [email protected]
Visite o Site do Autor

Veja também
artigo Treinando a não-mente
artigo Horário
artigo Ativação dos sentidos interiores
artigo Amigos extrafísicos


As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.

auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa