auravide auravide

Posso mudar meu destino?

por Graziella Marraccini
Publicado dia 06/03/2008 18:08:50 em Astrologia

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

Em 29 de fevereiro passado festejei meu aniversário. Pelo calendário Gregoriano (nosso calendário ocidental) eu fiz meu aniversário no próprio dia 29 de fevereiro que estava no calendário de 2008 excepcionalmente, após 3 anos de ausência. O dia 29 de fevereiro é o dia de ‘ajuste solar’ e acontece de 4 em 4 anos. No entanto, pela minha Revolução Solar eu fiz aniversário no dia 28, às 14:31! Como isso aconteceu? Antes de mais nada devemos compreender que nosso calendário de 365 dias deixa ‘sobrar’ 6 horas a cada ano, já que a Terra leva 365 dias e 6 horas para girar em torno do Sol. Por isso, essas 6 horas excedentes são acrescentadas (multiplicadas por 4) para formar um dia (de 24 h) que busca recolocar o calendário quase no mesmo ajuste em que ele se encontrava quando foi instituído. (Leiam também O Sol Ingressa em Câncer publicado em 2004 no site). Esse ajuste foi convencionado para acontecer no mês de fevereiro, que normalmente possui 28 dias, sendo o mais curto do ano. No entanto, esse cálculo não é exato e acabam sempre ‘sobrando’ alguns minutos que ao longo do tempo deslocam o ingresso do Sol nos signos, modificando inclusive os dias desse ingresso. Quando o Sol volta no mesmo grau em que se encontrava quando nascemos, acontece a Revolução Solar. É difícil explicar para leigos o que é uma Revolução Solar. Esse acontecimento celeste não se repete exatamente da mesma forma a cada ano e pode mudar inclusive dependendo do local onde nos encontramos, que nem sempre é o local do nascimento. No entendimento astrológico, se no momento da nossa Revolução Solar considerarmos que algum planeta esteja em uma casa muito negativa, ao alterar o local de nosso aniversário estaremos relocando também o lugar onde se encontra o planeta, minimizando seus efeitos negativos. De fato, no entendimento astrológico, a cada aniversário, quando o Sol volta para o mesmo grau do momento do nascimento, faz ‘renascer’ a pessoa que, durante aquele ano, irá provar as experiências indicadas naquela revolução.

Existem vários métodos interpretativos para essa Revolução Solar e minha experiência me ensina que ela não deve ser levada em consideração sozinha, mas sim interpretada sempre em base às Previsões Anuais previamente analisadas. Quando um astrólogo aconselha um cliente a mudar a cidade para passar seu aniversário (ou seja, ele desloca o lugar da revolução Solar) ele está interpretando de alguma forma os aspectos planetários em trânsito naquele momento exato sobre o nato. A pessoa ‘renasce’ naquele exato momento e um mapa novo é calculado, mapa que servirá de interpretação dos principais acontecimentos do ano.
Vamos dar um exemplo: em minha revolução solar o Sol caiu na cúspide da Casa IX do mapa, que é a casa das viagens. Provavelmente essa posição do Sol me levará a viajar para o exterior (coisa que eu desejo intensamente!). No entanto, o Sol está em oposição a Saturno e este está em retrogradação, o que indica que Saturno (o limitador) irá atrasar meus sonhos de viajar, criando obstáculos em meu caminho! Muito bem. Eu passei meu aniversário em São Paulo, e não em Milão (cidade onde nasci) e, portanto, minha Revolução Solar foi levantada para esta latitude e longitude onde eu me encontrava. Se eu mudasse a cidade para comemorar meu aniversário em Buenos Aires (por exemplo) o que aconteceria? Não haveria muita diferença, pois, com apenas uma hora de diferença horária eu simplesmente deslocaria ainda mais para dentro da Casa IX o meu Sol que continuaria em oposição a Saturno Retrogrado! Ou seja, eu mudaria de 10 graus as cúspides das casas, deslocando os planetas em graus, mas não poderia mudar os aspectos planetários que permanecem iguais no céu! Ou seja, os acontecimentos indicados continuariam iguais! Eu não fugiria ao aspecto adverso!

Então, e se eu passasse minha Revolução Solar em Milão, terra onde nasci? O Sol se deslocaria ‘para trás’, na Casa VII, casa do casamento e das sociedades, e meu ascendente ficariam, conseqüentemente, com esse Saturno retrógrado em oposição ao Sol na VII! Como não sou casada e não tenho sócios, talvez isso não fosse muito ruim, mas será que esse Saturno na primeira casa não indicaria um ano difícil, duro, cheio de doenças, de obstáculos de todo tipo? Certamente, não é nada bom fazer aniversário com Saturno no Ascendente!

Estou contando isso para que vocês, leitores que sempre comentam meus artigos, procurem compreender que nem sempre o deslocamento do local onde vivenciamos nossa revolução solar é benéfico! A minha Lua na Revolução Solar está na cúspide da Casa VI em quadratura com o Sol e eu não poderia mudar esse fato planetário mesmo que eu mudasse a Casa onde o fato acontece. Os planetas ficam no mesmo lugar e eles são sempre os agentes do fato (os atores da peça), sendo que a Casa representa somente a ambientação da peça, o cenário. Os aspectos que eles fazem entre si é que provocam - ou não - os acontecimentos! O astrólogo pode, de fato, indicar um lugar melhor para ‘fazer aniversário’, de forma a amenizar aspectos astrológicos desfavoráveis ao nato. Por exemplo, se eu estivesse fazendo uma Revolução Solar com o Sol caindo na Casa XII em oposição a Saturno na Casa VI deveria esperar um ano de doenças, internações e até coisa pior (como perda de liberdade, perda de emprego, etc). Por essa razão, se eu, como astróloga, fosse consultada com certa antecedência por um cliente, e visse em seu aniversário aspectos muito adversos, aconselharia esse cliente a mudar de cidade para fazer seu aniversário em outra latitude, deslocando esses aspectos planetários adversos para outra casa de seu mapa onde ele causaria menos estragos e ele pudesse ter mais livre-arbítrio sobre os acontecimentos! Repito, eu não poderia mudar o aspecto, mas poderia mudar o pano de fundo, a Casa do acontecimento. A meu ver, é sempre melhor ter o Sol em oposição a Saturno numa casa pouco pessoal, que não afete a saúde ou as finanças, que não influa no lar, nos filhos, ou no emprego, não é mesmo? A responsabilidade do astrólogo é muito grande e ele precisa agir com cautela ao aconselhar esses deslocamentos. Nós não somos DEUS! Eu creio que somente se as Previsões Anuais (analisadas não somente pelos Trânsitos planetários, mas também pelas Direções Primárias e Secundárias) também indicarem o mesmo acontecimento negativo salientado pela Revolução, então valeria a pena procurar uma outra cidade para fazer aniversário. Brincar de Deus pode ser perigoso e deslocar voluntariamente os planetas para outra Casa Astral pode, ao mesmo tempo que ameniza um aspecto, piorar outro!
Quero também destacar o fato que muitos astrólogos aconselham seus clientes a passarem o aniversário em cidades muito próximas de onde residem! A poucos quilômetros de distância! Tenho a convicção que alguns desses ‘maus astrólogos’ agem de má fé, fazendo acreditar ao consulente que realmente algumas centenas de quilômetros podem modificar sua vida! Cada casa astrológica possui 30 graus e são necessários três fusos horários para então deslocar um planeta de uma casa para outra.

Portanto, caros leitores, antes de fazer loucuras e ir passar seu aniversário em outra cidade para procurar mudar os acontecimentos de seu Ano Solar, aconselhem-se sempre com um astrólogo sério, que poderá analisar suas Previsões com uma visão abrangente e, sobretudo, honesta. Lembrem-se do que Jung disse: livre-arbítrio é fazer bem feito aquilo que devemos fazer!

Essa semana leia especialmente o Salmo 91, para poder receber a melhor orientação antes de fazer uma escolha! Esse é o mais esotérico dos Salmos bíblicos e nos conecta com a Mente Superior!

Uma boa semana a todos e aos aniversariantes em particular!!!!

São Paulo, 5 de março de 2008



estamos online

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

starstarstarstarstar
O artigo recebeu 1 Votos

Gostou?   Sim   Não  



Sobre o autor
graz
Graziella Marraccini é astróloga, taróloga, cabalista e estudiosa de ciências ocultas e dirige a Sirius Astrology. grabnn Atende em seu consultório em SP com hora marcada no horário comercial.
5 perguntas Frequentes, visite Canal do youtube e Facebook
Email: [email protected]
Visite o Site do Autor

Veja também
artigo Treinando a não-mente
artigo Horário
artigo Ativação dos sentidos interiores
artigo Amigos extrafísicos


As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.

auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa