auravide auravide

Previsão para o Brasil em 2003


Análise do Mapa do Brasil Independência

O Brasil fez 180 anos de sua Independência em 7 de Setembro de 2002 (Ver Revolução Solar do Brasil). As previsões da RS não excluem as previsões que faremos em seguida, e que são baseadas em métodos da astrologia tradicional.

As Previsões Secundárias, baseadas no movimento da Lua (progredido e pré-natal) nos indicam uma mudança de vibração, uma mudança de energia que certamente será sentida já em Janeiro de 2003. Isto porque alguns aspectos tensos estão terminando em Dezembro 2002, (especialmente o aspecto da Lua progredida com Urano e Netuno) e se inicia um bom aspecto entre a Lua e o Sol do mapa (um trígono). Este aspecto parece indicar um período extremamente favorável para o novo governo que irá assumir o comando do país à partir de Janeiro, influenciando positivamente também o povo, ou seja, o sentimento e as emoções populares. Assim, iniciaremos 2003 com mais ânimo e esperança dentro do coração. A eleição de José Inácio Lula da Silva (Veja o Mapa do novo Presidente da Republica) é seguramente um fato importante na história do país e irá iniciar um novo marco nesta nossa democracia incipiente.

A Lua progredida transita na Casa XI do Brasil. Esta Casa encontra-se no signo de Sagitário mas é ligada astrologicamente ao Signo de Aquário. O signo de Sagitário rege as filosofias políticas (abertura política) e econômicas, as leis e o comércio internacional, os grandes eventos esportivos, o turismo e as expedições de exploração, o intercâmbio cultural e as universidades. O signo de Aquário tem analogia com os projetos futuros, com as associações e movimentos humanitários (ONGs e entidades internacionais de ajuda humanitária) com os sindicatos e associações civis. Isto nos faz pensar num período em que os projetos do Brasil terão como foco principal estes assuntos, que poderão levar a um período de maior prosperidade e de otimismo. É importante lembrar que estes são assuntos focalizados, e que isto não quer dizer que estarão sendo resolvidos no próximo ano, mas seguramente serão alvo de medidas e de atenções especiais tanto por parte do governo quanto por parte da mídia. Além disso, a Casa XI é ligada aos membros do Congresso (Parlamento, Legislativo), aos cientistas e à tecnologia, aos sindicados, especialmente de esquerda, e mostra as tendências futuras do país. Sagitário tem analogia com leis, justiça, moralidade e ética de comportamento, e religiosidade. Assim, será com esta energia que estará atuando a energia lunar, dentro do campo indicado pela Casa XI.

A Lua Pré-Natal, transita na Casa IX do Mapa. Esta Casa astrológica tem analogia com o signo de Sagitário e no Mapa da Independência a Casa IX encontra-se no signo de Balança. Assim, além dos assuntos tradicionais ligados ao signo de Sagitário (descritos acima) estarão sendo focalizados os tratados e acordos internacionais, (ALCA, ONU, Mercosul, etc), com possíveis abertura para novas parcerias no comércio exterior. As relações Exteriores e a diplomacia terão muito destaque e o papel do Brasil nos conflitos internacionais poderá ser importante. Teremos também um foco nas exportações e no pagamento da dívida externa, como já foi delineado em 2002. O aumento da dívida do governo faz com que o país se empenhe na procura de uma saída renegociada, buscando o crescimento econômico. A Lua somente formará aspectos na segunda metade de 2003, quando, ao formar um aspecto de sextil com Vênus, poderemos nos sentir (como povo) mais felizes e mais aliviados.

TRÂNSITOS

Ao analisarmos os trânsitos, levamos em conta a posição astronômica atual dos planetas e sua relação com o Mapa do Brasil Independência. (Ver Mapa do Brasil Independência). Os trânsitos planetários são muitas vezes extremamente esclarecedores quanto às energias que estarão influenciando o Brasil como um todo. Diferentemente das Direções que são movimentos imaginários do Sol, ASC, MC e Lua, sobre o Mapa da Independência, os trânsitos parecem ter uma influencia mais direta, baseados numa energia gerada no momento atual. Nas previsões mundiais, parecem agir de forma muito evidente.

Plutão, ainda transita no signo de Sagitário, (signo que ele adentrou à partir de novembro de 1995), na Casa X do Mapa. Sabendo que Plutão permanece aproximadamente 18 anos num signo, percebemos porque ele está ocasionando esta grande transformação nesta Casa que é tradicionalmente ligada ao governo e aos governantes e chefes em geral. Lembremos que Sagitário tem a ver com ética e moral, com a justiça e com a religiosidade, e que a Casa X é a casa da chefia, do governo. Assim, nestes últimos anos o poderoso planeta Plutão, já esteve influenciando a grande ação de mudança e as reviravoltas históricas que aconteceram em nosso país (como o impeachment do ex-Presidente Collor ou a morte de Tancredo Neves), e que modificaram profundamente todo o sistema executivo e os partidos do poder. Um dos efeitos transformadores deste planeta age também no sentido de fazer vir à tona a podridão e a corrupção que existe escondida por debaixo do pano. De fato, nós assistimos nestes últimos anos a uma tentativa de limpeza no ambiente político, executivo e legislativo do Brasil. Sagitário refere-se também às leis, ao judiciário, indicando que ainda temos que fazer a necessária modificação neste campo particular para completar o efeito transformador de Plutão. Pode ser a tão esperada reforma do judiciário, mas não somente esta. Dentro de pouco tempo Plutão irá adentrar a Casa XI do Brasil, e o seu efeito recairá mais sobre os assuntos daquela Casa, modificando de alguma maneira o rumo do País em seus projetos futuros. Mas por enquanto, não acredito que serão efetuadas grandes mudanças radicais. No entanto, a partir de Janeiro de 2003, voltaremos a sentir os efeitos da oposição planetária de Plutão e Saturno, dois planetas que estiveram em oposição também em 11 de Setembro de 2001.

Este é um péssimo presságio para o mundo pois uma guerra está sendo delineada (provavelmente entre os EUA e o Oriente Médio, mas nada impede que haverá algum ataque terrorista de grandes proporções), e esta poderá ter consequências catastróficas (breve Previsões Mundiais para 2003) . A oposição destes dois Planetas, culmina em Fevereiro/Março/Abril de 2003 e, com a aproximação do planeta Marte ao planeta Plutão, mostra um indício claro de guerra e destruição de proporções importantes. Poderá inclusive acontecer algum acidente nuclear. O Brasil deverá efetuar modificações importantes no Congresso/parlamento/legislativo e também haverá modificações nos maiores sindicatos. Haverá uma focalização nos avanços da tecnologia e da ciência, dando ênfase às invenções ou descobertas científicas. Por outro lado neste período decisões importantes quanto ao rumo dos projetos do país serão tomadas, não sem um certo autoritarismo e até demonstrações de poder por parte do governo. Será o lado "escorpião" do novo presidente que virá à tona?

Netuno, transita na Casa XII do Brasil (infelizmente), onde permanece ainda durante alguns anos. Netuno transita durante 12 anos num signo e ingressou em Aquário em novembro de 1998. Esta é a Casa do Carma coletivo, do sofrimento, das prisões, dos hospitais, dos oprimidos, desvalidos e excluídos. Assim, estes assuntos ainda estarão fazendo parte de nossa responsabilidade cármica coletiva e não serão facilmente resolvidos, a não ser através de uma mobilização da sociedade como um todo, que precisará demostrar seu espírito de responsabilidade, com fraternidade e solidariedade coletiva. Netuno é o planeta do onírico, do sonho, da fé, no seu lado positivo, mas o lado negativo deste planeta pode ser dos piores: ele evidencia os vícios da humanidade, os problemas com crimes, drogas, sequestros, violência. Ele aumenta o risco de epidemias e envenenamentos, contaminação das águas, contaminação dos mananciais, falta ou excesso de água, perigo de afogamentos e naufrágios. O país tem grande parte do signo de Peixes na Casa I (alguns astrólogos consideram até Peixes como sendo o Ascendente do Brasil). Isto indica que somos um país de grande fé, de religiosidade e espiritualidade elevados. Mas não podemos "tapar o Sol com a peneira", atitude muitas vezes inerente à personalidade pisciana. Do ponto de vista planetário, Netuno se opõe a Júpiter que transita na Casa VI do Brasil, especialmente na primeira metade do ano. Isto influencia negativamente os problemas com nossa dívida externa, e causa muita confusão e caos no mercado financeiro e de capitais. Este aspecto age no coletivo: as preocupações com o endividamento, dificuldades para fazer face aos compromissos irão continuar no primeiro semestre, até final de abril de 2003. Aumentam os movimentos de fé, e mesmo os suicídios, as fugas das prisões, as mortes por contaminação, e ficarão ainda em evidência os grandes problemas sociais, especialmente ligados à saúde e à alimentação, ganhando destaque as ações importantes que serão marcos important3es de uma política de cunho mais socialista e até comunista.

A oposição de Netuno e Vênus pode causar desilusões e decepções (sonhos desfeitos) e a quadratura de Netuno com Saturno natal, indica que continuaremos tendo dificuldades especialmente no que diz respeito ao crime e às drogas. Netuno rege também o gás (os gases) e a atmosfera, que poderá estar mais contaminada, causando desconforto. A poluição voltará a ser um problema, especialmente na cidade de São Paulo, cidade aquariana, já que "nasceu" em 25 de janeiro. O aspecto também pode salientar os problemas dos medicamentos, das doenças, da mortandade nos hospitais.

Urano, em transito no Ascendente do Brasil (Casa I) já nos mostrou a "esquerdização" que o nosso país está tomando nestes últimos anos. Urano (que fica aprox. 8 anos num signo e ingressou em Aquário em janeiro de 1996) é um planeta maléfico, rebelde, violento e destrutivo, e causa mudanças radicais, rebeliões, separações e muita destruição repentina. Na Casa I zodiacal, temos analogia com o povo, a Nação como "indivíduo", a relação entre os Estados, as relações étnicas e sociais, a personalidade coletiva do Brasil. Do mesmo modo, Urano em trânsito na Casa I tem analogia com os conflitos internos do país e com as iniciativas populares , assim como as relações entre os Estados (e entre estes e o Governo); teremos relacionamentos tensos nos próximos anos, não estando excluídas as cisões e separações neste campo. O trânsito continua ocasionando muitas greves e até atos de insubordinação e rebelião, um pouco de anarquia. Por outro lado, como nosso Ascendente é Aquário, nós temos uma vocação de "olharmos para o futuro", tendo sempre um papel de vanguarda em muitos campos, científicos e sociais. Porém, podemos pensar em fazer o futuro acontecer hoje e não deixar que isto seja somente um sonho utópico, que nunca acontece. Urano ingressa no signo de Peixes em Março de 2003, mudando assim a tônica de suas influências. Mesmo continuando na Iª Casa do Mapa, ele muda sua sintonia, salientando ainda mais os assuntos ligados ao signo de Peixes. Além das cisões políticas (por causa do trígono Urano/Marte), corremos novamente o risco de ocorrerem acidentes aéreos, com trens ou com grandes máquinas. Talvez uma ênfase na falta de segurança dos aeroportos do país seja até mesmo salutar. O aspecto em si não é negativo no sentido de que pode aumentar também a atividade e as iniciativas de maneira geral, incentivando de maneira especial os projetos e planos para o futuro.

A partir de Fevereiro, os bons aspectos que o planeta Urano forma com Urano/Netuno natal e com o Marte natal, parece indicar um aumento das atividades e dos projetos que estarão relacionados com o social, com o coletivo. No entanto, de Abril a Agosto especialmente, deve ocorrer um aumento da inflação e de instabilidade do mercado financeiro (ciclo Urano/Júpiter) que poderá assumir proporções alarmantes. Problemas e conflitos também na área de intercâmbio comercial, e ênfase no turismo. Ocorrerão marcos importantes na conquista espacial, com um crescimento da indústria e marcos na tecnologia, mas poderão aumentar também os atos de rebelião e de autonomia e até as manifestações populares.

Saturno transita atualmente no signo de Gêmeos em retrogradação até fevereiro, onde então iniciará sua marcha direta e entrará no signo de Câncer à partir do mês de Maio. O ciclo Saturno/Urano (a oposição de maneira especial) é ligado ao aumento da crise econômica e ao desaquecimento da indústria, à queda de aviões, aos movimentos radicais, aos problemas sociais, aos marcos da tecnologia e da ciência, e aos defeitos dos produtos. Este aspecto, muito ativo em 2002, voltará a nos preocupar principalmente de Abril a Agosto e posteriormente, novamente, em Dezembro, adentrando-se em 2004. Enquanto permanecer em Gêmeos, Saturno enfatiza os assuntos ligados ao signo como o ensino fundamental, às crianças e o comércio varejista, o transporte, a comunicação e a imprensa. Isto indica uma cobrança do Grande Pai Cósmico nestes assuntos, indicando período de restrição e controle, numa tentativa de por em ordem as coisas. Teremos ainda notícias de violência e morte que acontecerão nos lugares ligados ao signo. O aspecto agirá até Maio de 2003.

A oposição de Saturno com Urano e Netuno, a partir de Maio, indica um aumento dos movimentos de fé, das rebeliões e fugas das prisões, uma tentativa de controle do crime organizado, o perigo dos suicídios coletivos, muita ênfase nos assuntos ligados às drogas e aos movimentos independentes e separatistas. A Casa atingida por Saturno é a Casa V, associada mundialmente ao mercado de capitais e à especulação financeira, aos esportes, ao teatro, cinemas e diversões públicas, às festas coletivas e públicas, ao folclore. É ligada especialmente à juventude e as crianças, às férias e ao turismo e também às embaixadas e ao ministério da Educação e Cultura. Assim, estes assuntos estarão sofrendo uma moralização, já que, como disse anteriormente, Saturno é o Grande Pai Cósmico, aquele que vem colocar a casa em ordem e verificar se estamos fazendo o nosso dever de casa.

Acredito que a parte mais difícil desta passagem de Saturno já tenha terminado (quando ele passou nas Casa II - dinheiro, posteriormente na Casa III Comunicações e Comércio, e enfim na Casa IV - reforma agrária, plantações produtos do solo). O foco na Casa V irá nos deixar mais responsáveis nos assuntos indicados pela Casa V, (indicados acima) em oposição, também na Casa XI. No entanto, os assuntos ligados ao signo, ou seja, o signo de Câncer onde o Brasil tem sua Casa V, continuarão em pauta. Assim, estaremos lutando para defender nossa soberania, nosso solo, buscando a estabilidade interna, protegendo o patrimônio nacional, e especialmente as família e as crianças. Existe um sentimento de nacionalismo e de protecionismo que será ativado pela passagem de Saturno, e que estará muito ativo especialmente à partir de maio, com o ingresso em Câncer. Os movimentos em prol de moradia, casa própria e reforma agrária ganharão destaque. Câncer é o signo da emotividade, da família e da memória, nos liga às nossas raízes e provoca uma onda de saudosismo do passado. A onda de nacionalismo e de protecionismo estará sendo acentuada, especialmente se pensamos que o novo Presidente, Luiz Inácio Lula da Silva, possui a Lua em Câncer. Câncer é ligado ao elemento água, indicando que este elemento estará sendo protegido por leis e medidas protecionistas. Os assuntos ligados ao clima, poupança de energia e recursos também estarão ganhando uma importância no âmbito nacional e mundial.

Júpiter, transita na Casa VI e já influencia a Casa VII do Mapa do Brasil. Jupiter transita atualmente no signo de Leão, e ingressa em Virgem em setembro de 2002. A Casa VI é a Casa dos trabalhadores e do trabalhos (emprego), dos servidores públicos, dos soldados, policiais e pilotos, e tem analogia com a limpeza, a higiene e a saúde publicas. As campanhas que envolvem uma grande mobilização popular estão indicadas também nessa casa, que rege também a nossa fauna. Estes são assuntos que envolverão mobilizações populares, já que o BRASIL tem Júpiter e a Lua em conjunção no natal. Ultimamente todos estes assuntos estiveram sob a influência maléfica da oposição Júpiter/Netuno, indicando os problemas financeiros, causados pela instabilidade gerada pela especulação e pela inflação. Júpiter tem analogia com os excessos, em ambos os sentidos e salienta os problemas internos e externos ligados aos empréstimos e às dívidas. A conjunção de Júpiter com Vênus (Janeiro/Fevereiro e Junho/Julho) indica ênfase nas festas populares (como o Carnaval) e se de um lado pode ser benéfica (emocionalmente por exemplo) pode ser maléfica num outro sentido, pois pode indicar que apesar dos esforços no sentido de "equilibrar a balança", teremos ainda muitos problemas na área financeira do país. Continuaremos com uma sensação de otimismo, euforia e mesmo esperança, mas ao mesmo tempo podemos sofrer por causa dos atos demagógicos que provocam desilusões, especialmente de Janeiro a Maio. Uma boa colheita, uma boa safra, e o bom desempenho das exportações poderão ajudar o país neste momento. Existe uma sensação de que o país estará tentando novos tratados e acordos, já de Fevereiro a Junho, especialmente no que diz respeito ao pagamento da dívida externa. Mas somente em Agosto de 2003 as coisas começarão a entrar no eixo, indicando um segundo semestre mais próspero e mais estável.

No geral, acredito que o Brasil irá passar por um período difícil especialmente em Março/Abril e Maio, talvez por influência dos acontecimentos mundiais, mas não está excluído que nos tenhamos que nos envolver em possíveis conflitos armados ou em alguma "briga" (mesmo que verbal) com algum país (pode ser até por causa do protecionismo internacional. De Junho em diante o país poderá começar a pensar no comércio exterior, iniciando um novo ciclo de crescimento econômico, influenciado pelas decisões importantes que o novo governo irá tomar.

Mensalmente, estaremos publicando as Lunações que também complementam estas previsões.

@Previsões 2003
São Paulo, 10 de Novembro 2002

Faça suas previsões pessoais para 2003. Preços promocionais.
Marcar hora com Graziella no telefone: (11) 288-5637



estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 1


graz
Graziella Marraccini é astróloga, taróloga, cabalista e estudiosa de ciências ocultas e dirige a Sirius Astrology. Conheça meus serviços on-line
5 perguntas Frequentes, visite Canal do youtube e Facebook
Visite o Site do Autor

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Astrologia clicando aqui.


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa