auravide auravide

Previsões Mundiais para 2003


Há séculos, o homem se utiliza de vários métodos divinatórios para tentar desvendar os mistérios do futuro. Antigamente, reis, imperadores e chefes de estado, usavam o conhecimento dos magos, astrólogos e futurólogos para poder melhor planejar as ações e as conquistas. É uma pena que neste mundo tão cartesiano, os chefes de estado tenham abandonado (em sua maioria, e, pelo menos, oficialmente) estes costumes milenares. De fato, muitos males poderiam ser evitados se eles tivessem acesso às informações fornecidas pelas Previsões Astrológicas.

Para elaborar as previsões mundiais são principalmente analisadas as Grandes Conjunções planetárias, as Eclipses Solares e Lunares os alinhamentos (ou stellium) planetários.

Estaremos já a partir de janeiro de 2003 sob a influência da oposição entre o poderoso e destruidor Plutão e o limitador Saturno. Esta oposição planetária está atuando mundialmente desde maio de 2001, e teve seu auge entre os meses de Agosto e Dezembro de 2001, mas terminou realmente somente em julho de 2002. Lembremos do fato mais marcante ocorrido no período entre agosto e dezembro de 2001: a destruição do WTC de Nova York, em 11 de setembro. É de se esperar que, com o retorno deste tão terrível aspecto, os acontecimentos de 2003 nos apresentem novamente um quadro de guerra e destruição de proporções impressionantes. O período entre meados de janeiro e meados de maio de 2003 nos indica um quadro muito preocupante.

Plutão rege mundialmente as destruições, os atos de extremismo, os atentados, a violência e o terrorismo, a corrupção e a máfia, e tem analogia com o petróleo e com os países do Oriente, com a força nuclear, com a AIDS e as outras doenças sexualmente transmissíveis, possui analogia com as explosões (metrôs, túneis, esgotos) e com as catástrofes coletivas de maneira geral e causa atos de extremismo e de desequilíbrio. Plutão é o último planeta conhecido de nosso sistema Solar, mas não sendo visível a olho nu, ele possui influência psicologica no inconsciente coletivo, provocando medos e terrores que são provenientes de forças desconhecidas e não controláveis pelos seres humanos. Há uma sensação de impotência face a um medo de morte e destruição que aparece sem aviso, de forma repentina e de origem desconhecida. É desta forma que age o terror na mente das pessoas. Plutão encontra-se em transito no signo de Sagitário, e este signo é ligado às leis, à justiça, à ética e à moral, à religiosidade. Sagitário tem a ver com as filosofias políticas e econômicas, com as leis do comércio internacional, com o turismo e as grandes expedições de exploração. A passagem de Plutão pelo signo (iniciada em novembro de 1995) indica também uma possível modificação profunda nas filosofias políticas e econômicas mundiais, nas leis que regem o comércio internacional, e salienta a necessidade de uma maior abertura política, incrementa o aumento do turismo entre os países, as expedições de exploração; assim como o intercâmbio cultural entre os países. As grandes multinacionais também estarão sofrendo profundas modificações e já tivemos notícias de fraudes fiscais e manipulações de balanço praticadas pelas grandes multinacionais, as americanas especialmente. Poderemos ter novamente escândalos devido à corrupção nestas grandes empresas.

O retorno da oposição Plutão/Saturno, (já em janeiro) nos indica que todos esses assuntos ainda serão alvo de profundas modificações e transformações, mas que estas ações poderão ser ocasionas por fatores externos não controláveis e de extrema gravidade. Atos extremistas de terrorismo podem causar estas transformações. Plutão possui um efeito destruidor mas permite a regeneração em outros planos de existência.

Saturno, o grande Pai Cósmico, é o último planeta visível a olho nu, e na nossa psique é ligado ao domínio da matéria. Saturno nos limita como pessoas, e, à nível mundial, ele coloca às coisas me ordem, cobra atitudes e responsabilidades, relativas ao signo onde ele se encontra. Nós temos dificuldades de lidar com o terror provocado pela ação destruidora da oposição Plutão/Saturno. Precisamos lidar com o conhecido, com o concreto. Daí buscarmos soluções repressivas, que nada mais são do que a destruição voluntária de algo que não conseguimos dominar inconscientemente. Saturno tem analogia com as doenças em geral, com defeitos e panes nos produtos, com a privação, a miséria, a fome e os produtos básicos, com o salário mínimo e o custo de vida. Saturno rege os latifúndios, as fazendas e as posses terrenas, e indica ações de repressão e de inflexibilidade, um endurecimento nas reações das pessoas. Ele rege também os partidos da situação e os partidos mais conservadores. Normalmente Saturno é também ligado à morte e à destruição física da matéria, ao êxodo e a miséria coletiva, à fome no mundo. É indicador de um período de pessimismo e de tristeza, provavelmente ocasionado pelas ações repressivas, de guerra e destruição em massa, que serão principalmente causados por atos de terrorismo, explosões nucleares, e terremotos de grandes proporções. As erupções e terremotos também estão sob a influência desta oposição.

O período mais agudo do aspecto em 2003 será principalmente no primeiro semestre, (entre Fevereiro e Março).

Saturno transita em Gêmeos e ingressa em maio no signo de Câncer. Gêmeos é um signo ligado ao ensino fundamental, às crianças e o comércio varejista, o transporte, a comunicação e a imprensa. Isto indica uma cobrança do Grande Pai Cósmico nestes assuntos, indicando período de restrição e controle, numa tentativa de por em ordem às coisas. Teremos ainda notícias de violência e morte que acontecerão nos lugares ligados ao signo. Em maio 2003 Saturno ingressa em Câncer. Este signo é mundialmente ligado às instituições familiares, ao lar, à natalidade, aos costumes e à memória emocional dos países. Assim, o ambiente familiar poderá estar sendo afetado por grandes modificações. Me parece que neste período os países estarão muito ocupados em defender a sua soberania, haverá ações de nacionalismo e protecionismo, mas isto pode criar instabilidade interna. A passagem de Saturno pelo signo indica um aumento das preocupações com a miséria e a fome, e também com as doenças e especialmente aquelas ligadas à natalidade e à maternidade.
As ações de protecionismo poderão ocasionar medidas de proteção das fronteiras, impedindo a imigração. Existirá uma cobrança cósmica no sentido de diminuir as desigualdades sociais. Teremos que procurar desenvolver uma maior responsabilidade pois existe uma "cobrança cósmica" nestes assuntos à nível mundial. Uma outra preocupação coletiva poderá atingir a parte líquida do nosso planeta, a ÁGUA. Os assuntos ligados à água, seja do ponto de vista ecológico, como do abastecimento estarão sendo muito discutidos necessitando de ações concretas e até radicais em alguns momentos. Vocês se lembram do racionamento de energia? Bem, será algo neste sentido, talvez um racionamento de água. Lembremos que Saturno é um planeta frio e seco, e isto influenciará o clima, mesmo a nível mundial.

Júpiter, atualmente em trânsito em Leão, ingressará em Virgem em setembro de 2003.
Ele encontra-se em oposição com o caótico Netuno, no primeiro semestre. Júpiter é o planeta do otimismo, do entusiasmo e possui uma ação dilatadora. Porém a ação destes dois planetas em oposição, já vem atuando desde agosto de 2002, e retornará com toda a sua intensidade de janeiro a maio de 2003. Esta oposição causa um período de possível inflação (especialmente elevada até janeiro de 2003 por causa da oposição entre Urano e Júpiter), instabilidade econômica, principalmente devidos a fatos estranhos e de difícil diagnóstico, que causam caos no mercado de capitais. Não estão excluídas notícias de grandes fraudes no mercado financeiro. O aspecto Júpiter/Netuno indica um ciclo importante no desenvolvimento do socialismo e do comunismo no mundo, onde poderão ocorrer transformações ideológicas importantes. As emoções e reações das pessoas estarão muito exageradas e esta energia pode causar atos extremos, de terrorismo e atentados, especialmente ligados às guerras que são feitas em nome do fanatismo religioso. Existirá um possível aumento de seitas religiosas, do tipo messiânico, e quem sabe ainda pode aparecer algum profeta ou messias, capaz de levar as pessoas a acreditarem em progressos e evoluções imaginárias. Esta ação de Júpiter/Netuno se estende até meados de 2003, tendo dois picos em Fevereiro e Maio. Aqui temos uma sobreposição com a oposição anterior entre Saturno e Plutão, que pode indicar que as ações terroristas poderão provocar grande destruição, e, posteriormente, novas ações militares. A ação entre Júpiter e Netuno pode causar grandes tempestades, maremotos e naufrágios no mar. Teremos também ênfase nas seitas religiosas e nos movimentos messiânicos.

O período entre Fevereiro e Março de 2003 infelizmente ainda sofrerá com a influencia maléfica de outro aspecto: a conjunção entre Marte e Plutão, e consequentemente a oposição entre os dois planetas e Saturno. Sabendo que o planeta Marte é o planeta mitologicamente ligado ao Deus da Guerra, podemos deduzir que este será o período mais adequado para uma guerra de grandes proporções. Poderemos também ter golpes militares, e um aumento da violência e da criminalidade. Existe a possibilidade de queda de pontes e edifícios, e também de incêndios e desastres naturais de grandes proporções.

Em Abril e Maio, a ação de Marte que se junta a Júpiter indica cisões e rupturas, guerras e violências em nome de movimentos separatistas e revolucionários, movimentos de instabilidade nos mercados de risco e de capitais, e muita polêmica nos meios políticos mundiais.

A segunda metade do próximo ano será menos desastrosa do que o primeiro semestre. Continuaremos com o aspecto de oposição entre Júpiter e Netuno até Julho, mas em Julho inicia uma oposição entre Júpiter e Urano (entre julho e setembro) e entre Júpiter e Marte entre Abril e Maio e novamente de Agosto a Dezembro. De Junho a Outubro também estaremos sob a influência da conjunção entre Marte e Urano e conseqüente oposição com Júpiter. Vejamos então o que isto significa.

A conjunção entre Marte e Urano inicia em Junho e se estende até Outubro de 2003, com picos em Junho e Setembro. É um indício principalmente de cisões políticas, principalmente entre partidos de esquerda e provoca entre outras coisas acidentes aéreos de grandes proporções, acidentes com eletricidade, trens e motocicletas, assim como com grandes máquinas. Estes acidentes poderão também atingir as grandes estações orbitais ou as naves espaciais. As ações militares rápidas principalmente aquelas que empregam a aviação também estão indicadas. Marte ainda forma aspecto com Saturno, mas é um aspecto benéfico, então de Maio a Agosto as ações militares terão mais êxito e serão mais ações de controle do que de repressão.

A oposição Júpiter/Urano indica um período com ímpeto em atos extremos, como rebeliões e busca de autonomia dos países e colônias, e marca os períodos importantes para as conquistas da era espacial, o crescimento da indústria, do turismo, os marcos da tecnologia e das invenções. Esta oposição pode causar um grande nervosismo no mercado de capitais, assim como gerar ações inerentes às dívidas dos países do terceiro mundo, provocando ruptura de compromissos e dívidas, ações separatistas e revolucionários e ações de guerra e violência. Evidencia os problemas e as ações ligados à dívida externa e indica um possível aumento da inflação.

Júpiter entre em quadratura com Plutão à partir de Outubro de 2003.
Este aspecto evidencia os movimentos políticos, salientando as ações das multinacionais (privatizações) e uma abertura dos grandes capitais. Aumenta a preocupação com a miséria humana. Marcos no campo da genética e dos transplantes, assim como evolução da cibernética. Júpiter tem analogia com legislação e assim são possíveis ações importantes no legislativo e será dada ênfase nas universidades e movimentos psicológicos.

Como vemos, estamos longe da tão esperada paz, pelo menos em nível mundial!
As ações de guerra, os movimentos separatistas e atos revolucionários, assim como as cisões e rupturas políticas ou entre países, as ações de guerra e violência, assim como as polêmicas nos assuntos políticos, ainda encontrarão um novo destaque de Agosto a Novembro de 2003.

Previsões mensais:

Ingresso do Sol em Capricórnio: 22 de Dezembro de 2002.
O início do ano é influenciado por este ingresso. O Sol se opõe a Saturno e Plutão que já inicia sua influência. Marte quadra com Netuno e Júpiter. Cisões políticas, rupturas, ações de guerra e violência. Movimentos separatistas e revolucionários. Mercado de risco ainda em sobressalto. Polêmicas em volta da política. O medo e o terror já começam a se fazer sentir novamente. Morte de generais, miséria coletiva, êxodo e fome. Perigo de erupções e terremotos. Invasões e desrespeito às leis e propriedades. Destruição de cidades e imagens horríveis de destruição e miséria. Os astros indicam as ações terríveis que terão seu auge entre fevereiro e março de 2003.

Ingresso do Sol em Aquário: 20 de Janeiro de 2003.
Plutão e Vênus em conjunção em Sagitário se opõem a Saturno em Gêmeos. Netuno e Júpiter continuam em oposição. Possíveis ações e atentados contra as mulheres, shopping centers e lugares de lazer e lugares turísticos. Ênfase em assuntos femininos, mas também no sexo e violência sexual, assim como nos assuntos ligados às doenças como a AIDS e outras doenças sexualmente transmissíveis. Saturno indica morte e tristeza.

Ingresso do Sol em Peixes: 18 de Fevereiro de 2003
Plutão em conjunção com Marte em oposição a Saturno. Atentados terroristas podem atingir inclusive igrejas ou lugares religiosos e são movidos pelo fanatismo religioso. Pode ocasionar a morte do Papa. O Sol encontra-se em conjunção em Urano, indicando ações da aviação que podem atingir lugares importantes como palácios, monumentos ou casas de governo ou reinos. Júpiter em oposição a Netuno que se encontra em conjunção com Mercúrio indica que a mídia (o noticiário) estará se ocupando com os assuntos ligados ao tema Júpiter/Netuno indicados acima.

Ingresso do Sol em Áries: 21 de Março de 2003
O Sol se junta a Mercúrio e, no ingresso, não forma aspectos com os outros planetas. É o início do novo ano solar no calendário atualmente em uso.
Neste momento estaremos principalmente sob a influência da oposição entre Plutão e Saturno, e da oposição entre Júpiter em Netuno. (ver acima a sua influência astral).

Ingresso do Sol em Touro: 20 de Abril de 2003
Ainda sob a ação de Plutão e Saturno e um aspecto difícil entre o Sol e Marte. Marte e Júpiter e Netuno e Júpiter em oposição. Júpiter transita em Câncer indicando um período de boas colheitas e de otimismo e crescimento econômico.

Ingresso do Sol em Gêmeos: 21 de Maio de 2003
Marte em conjunção com a Lua e com Netuno em Aquário e em oposição a Júpiter em Leão. Indicam ações humanitárias e movimentos de fé e ações humanitárias, ações de criminalidade que podem ser ligados à infância e à juventude. Assuntos ligados às favelas, às drogas e ao submundo da droga. Urano, em Peixes, em quadratura com o Sol, indica a preocupação de chefes de estados com estes assuntos. Possível seqüestro de pessoa importante, chefe de estado, rei ou similar.

Ingresso do Sol em Câncer: 21 de Junho de 2003
Sol em conjunção com Saturno e quadrado à Lua. Marte e Urano em conjunção em trígono com Sol/Saturno. Indica cisões políticas, acidentes aéreos, com trens ou motocicletas. Ações humanitárias para estabelecer leis e ações de controle contra a fome e a miséria. Vênus e Mercúrio em oposição a Plutão indicam assuntos ligados à infância e à juventude e ao universo feminino. Possíveis escândalos sexuais, pedofilia, busca de uma moralização na mídia.

Ingresso do Sol em Leão: 23 de Julho de 2003
Júpiter em conjunção com Mercúrio e em oposição a Netuno e Urano. Lua quadrada a Júpiter e Mercúrio. Marcos da era espacial. Crescimento da indústria. Ímpetos de extremos. Foco no turismo e nas viagens. Ações de rebeldia e autonomia. Foco no mercado de capitais. Pico de inflação.
Saturno, em Câncer, em trígono a Marte e Urano em Peixes. Ações em favor da eliminação da miséria e da fome.

Ingresso do Sol em Virgem: 23 de Agosto de 2003
Possíveis ações de guerra, especialmente incursões aéreas. Concentração de tropas ou ações de rebeldia por parte de militares. Exercícios de guerra. Cisões políticas (partidos de esquerda). Existe a possibilidade de atentados terroristas contra chefes de estado ou reis. Sol em conjunção com Júpiter e Vênus e oposição a Marte/Urano em Peixes. A sensação de expansão econômica e a sensação de riqueza e de progresso econômico podem sofrer com a oposição de Urano que causa instabilidade e reviravoltas súbitas. Pode ser o indicativo de alguma perda repentina ligada a fraudes no mercado de capitais.

Ingresso do Sol em Balança: 23 de Setembro de 2003
Sol em Libra conjunção com Vênus e trígono Netuno. Júpiter e Lua em oposição Marte/Urano que estão em conjunção em Peixes. Escândalos financeiros, podem causar instabilidade econômica. Cisões políticas e acidentes aéreos. Atos de rebelião em prisões e hospitais. Guerra no mundo do crime e das drogas. Leis ou ações do judiciário contra as ações do terrorismo e da máfia. Manifestações folclóricas e populares. Ênfase nos assuntos femininos e nas artes. Possíveis acordos e tratados internacionais.

Ingresso do Sol em Escorpião: 23 de Outubro de 2003
Trígono do Sol com Urano e Marte e oposição Urano e Marte com Júpiter. Continuam os perigos de acidentes aéreos. Ênfase no mercado de capitais, investimentos e grandes acordos internacionais (ajuda para a dívida externa). O sextil entre Saturno e Júpiter é benéfico neste sentido, trazendo mais equilíbrio interno.

Ingresso do Sol em Sagitário: 22 de Novembro de 2003
Sol quadrado Urano. Plutão, Vênus e Mercúrio, em conjunção, em quadratura com Marte e Júpiter. Risco de acidentes nucleares. Ações extremistas contra crianças ou jovens. Atos de violência especialmente no Oriente Médio. Existe perigo de atentado em lugares religiosos ou turísticos.

Ingresso do Sol em Capricórnio: 22 de Dezembro de 2003
Lua conjunção com Plutão quadrado Júpiter. O ano termina com um sentimento geral de desejos insatisfeitos, promessas não cumpridas.
Saturno em oposição a Mercúrio indicam um certo pessimismo nas notícias da mídia, com muitas críticas e pedidos de medida mais radicais. Possíveis mortes no trânsito. Continuam as mobilizações contra a pobreza e miséria. A aproximação do Natal estimula os movimentos humanitários.

Estas análises dos Ingressos serão complementadas mensalmente, ou sempre que possível.



estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 1


graz
Graziella Marraccini é astróloga, taróloga, cabalista e estudiosa de ciências ocultas e dirige a Sirius Astrology. Conheça meus serviços on-line
5 perguntas Frequentes, visite Canal do youtube e Facebook
Visite o Site do Autor

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Astrologia clicando aqui.


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa