Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
auravide auravide

Suas crenças se tornam seus pensamentos - Parte 2

por Graziella Marraccini
Publicado dia 13/08/2009 15:22:40 em Astrologia

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

No artigo da semana passada, fiz uma reflexão sobre o conteúdo de um livro fantástico que a cada dia que passa me inspira a fazer mais reflexões sobre as razões de nossa vida. As sábias palavras citadas e atribuídas a Mahatma Gandhi, não eram de sua autoria, como me foi esclarecido por uma internauta. Na realidade, elas são extraídas dos UPANISHADES que fazem partes dos Vedas, livros sagrados da Índia. Provavelmente, Gandhi norteava sua vida por esses sagrados ensinamentos, dos quais precisamos tanto nesse nosso mundo ocidental tão materialista, e devia citá-los em seus discursos.

Até hoje as teorias darwinianas da evolução das espécies fazem a cabeça dos cientistas e os poucos que se atrevem a elaborar novas teorias são quase marginalizados. Mas não foi sempre assim? Na história da humanidade sempre houve uma rejeição às novas teorias que vinham desestabilizar algo já sedimentado e aceito pela maioria.
Na segunda-feira à noite assisti, no programa Milênio, da Globo News, a primeira parte da entrevista com o cientista evolucionista britânico Richard Dawkins. Fiquei estarrecida ao constatar que a mídia dá muito mais espaço a esses cientistas darwinianos (absolutamente agnósticos) e não abre espaço aos outros que, como Bruce Lipton, tentam fazer a junção entre a espiritualidade e o pensamento científico. Em nossa sociedade esses, os espiritualizados, ainda são, infelizmente, a minoria, mas existem e suas vozes podem ser ouvidas. Eles são marginalizados e até ridicularizados em certos meios, porém, continuam bravamente a afirmar que existe algo mais entre o céu e a terra! E não foi assim com Giordano Bruno, queimado em 1600 pela Igreja por suas teorias consideradas heréticas? E até a chegada de Copérnico não se acreditava que a Terra girava em volta do Sol? Eu me pergunto: por que a ciência tem tanta dificuldade para aceitar a existência do espírito? Segundo a Astrologia, encontramos muitos cientistas com Saturno (planeta que rege Capricórnio e Aquário) em destaque no mapa e esse planeta é um planeta de rigidez!

A meu ver, o debate entre a ciência e a espiritualidade não terá fim, pois ‘crer em Deus’ não se aprende nos bancos da escola ou nas universidades. Existem pessoas que ‘sentem’ que Deus existe, e não é uma questão de crença ou de encontrar explicações racionais. Aqueles que sentem a presença de Deus são pessoas integradas que não conseguem se separar das outras coisas criadas e percebem que fazem parte do Todo. Normalmente, as pessoas que possuem esse tipo de espiritualidade possuem também o planeta Netuno em destaque em seu mapa natal. Se os cientistas não reverenciam Deus como Criador do Universo e preferem atribuir isso ao acaso, porque deveríamos discutir a respeito?
Religião é como futebol, não se discute! A teoria de Darwin foi muito útil, pois explica que o propósito da vida é a sobrevivência. No entanto, Darwin não especifica quais meios devem ser utilizados para essa sobrevivência, portanto, ele admitiria qualquer meio. Em seu conceito ‘tudo é válido’, ou seja, ‘o fim justifica os meios’ e a vida é somente uma sucessão de agressões e destruições, da lei do mais forte comendo (literalmente) o mais fraco! Mas será que a vida é somente isso? Se nós moldarmos nossa vida nesses conceitos, realmente, não encontramos espaço para Deus! A meu ver, não podemos viver segundo as leis da selva, pois desse jeito estaremos vivendo para ‘ter’ e não para ‘ser’. E, então, de que adiantaria essa luta? Que finalidade teria nossa existência?

Eu me recuso a crer nessa teoria, pois se assim fosse eu não conseguiria viver nem mais um dia; eu creio profundamente nisso, nós não lutamos somente por nossa sobrevivência, mas lutamos para fazer evoluir nosso espírito, parte integrante do Todo. Assim como nossas células são parte integrantes de nosso corpo, nós somos parte integrante do Universo e o Universo é Deus. Lembrem-se das Leis Herméticas que são a base do pensamento espiritualista e da Astrologia. O Micro e o Macro são idênticos: O cientista Bruce Lipton chegou à conclusão que Deus existe estudando as células, ou seja, ele viu no micro o retrato do macro! Em seu livro, ele explica que nós recebemos informações de um grande ‘banco de dados’ que serviria como uma grande central de controle técnico-espiritual. As experiências adquiridas na vida seriam, então, enviadas a essa central, ao qual nosso espírito pertence.

Infelizmente, o Cosmo não pode ser estudado e entendido somente com o pensamento lógico. Lembrando que nossa mente é ‘Lúcifer’ e que ela se baseia em dados aprendidos (a mente subconsciente) e condicionados pelo meio-ambiente, não podemos raciocinar de uma forma livre, sem condicionamentos, a menos que nos desliguemos deste pensamento mecanicista. A visão holística do universo requer um exercício diferente feito de analogias: O que está em cima é como o que está em baixo, dizia Hermes Trismegisto. Visto que o homem é um microcosmo do macrocosmo, ou seja, um Cosmo em miniatura, os mesmos símbolos que se aplicam ao grande Cosmo se aplicam ao homem.
Por exemplo, as leis da química funcionam de maneira igual porque são LEIS, ou seja, em relação ao corpo do homem (no processo da digestão, por exemplo) ou em relação ao solo (na agricultura) ou no laboratório químico, os sais minerais irão se comportar de forma similar. E, assim, podemos dizer das células, dos órgãos do corpo, etc. Por essa razão, a Astrologia estuda o corpo humano de maneira a fazer analogia e desenvolveu a Astrologia Médica, ou seja, a Astromedicina. Por meio dessa análise, podemos relacionar as doenças mais comuns inerentes aos signos astrológicos, relacionados com suas características específicas que são determinadas pelos seus planetas regentes. Ou seja, poderemos fazer um diagnóstico das doenças que eventualmente serão mais comuns num ou noutro signo! No entanto, se afirmo que o signo de Touro tem muita propensão a sofrer de dores de garganta, não quero afirmar que somente os taurinos sofrem de dores de garganta, mas que eles, os taurinos, quando estão em desequilíbrio, desenvolvem principalmente problemas na garganta. A Astrologia afirma que este é o órgão mais frágil de seu organismo, regido pelo planeta Vênus, regente do Signo. Parece complicado, mas não é.

Nas próximas semanas, iniciarei uma série de artigos que poderá jogar um pouco de luz sobre esta ferramenta da Astrologia que, tenho certeza, poderá ser útil para evitar certas doenças, ou pelo menos minimizá-las. Deste modo, penso ajudar os meus leitores a se conhecerem melhor e também a se curarem com o poder da mente!

Para nos sentirmos integrados com o TODO, compartilhando com os outros seres humanos os sentimentos fraternos, podemos usar a força do Gênio cabalístico de nº 23, MELAHEL, cujo salmo de oração é o nº 102. Seu nome significa: Deus que livra de todos os males.
Escaneie as letras que compõe o nome sagrado, da direita para a esquerda.

HEY LAMED MEM

23. Compartilhe a chama


Uma semana cheia de Luz!



estamos online

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

starstarstarstarstar
O artigo recebeu 1 Votos

Gostou?   Sim   Não  

Leia Também

Suas crenças se tornam seus pensamentos - Parte 1




Sobre o autor
graz
Graziella Marraccini é astróloga, taróloga, cabalista e estudiosa de ciências ocultas e dirige a Sirius Astrology. grabnn Atende em seu consultório em SP com hora marcada no horário comercial.
5 perguntas Frequentes, visite Canal do youtube e Facebook
Email: [email protected]
Visite o Site do Autor

Veja também
artigo Cuide da sua energia
artigo O Invisível, visível, 2
artigo Quando as Estrelas Descem Para Dançar no Coração do Homem
artigo O poder do desinteresse








horoscopo



As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.

auravide

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa