auravide auravide

A nefasta conseqüência do abuso sexual na infância


Angélica tem 10 anos e mora em São Paulo.
Fui procurado pela mãe que desde o nascimento estava tendo problemas sérios com a filha.
Uma depressão constante, um desinteresse pelo convívio familiar e social, negando-se a freqüentar a escola. As proprias escolas chegavam a recusar a filha alegando não ter pessoal qualificado para lidar com ela. Estava muito perturbada, dormindo muito pouco, mesmo que fosse na cama junto com os pais.
Às vezes perdia o controle de si e perambulava incessantemente pela casa pedindo para ir ao hospital e também para o cemitério, como que querendo morrer.
Tinha sido tentado quase tudo sem muito sucesso. A terapia floral tinha amenizado o grave estado geral, permitindo que ela freqüentasse a escola desde que a mãe ficasse por lá esperando por ela.

No dia 19/10/02 foi feita uma captação do inconsciente da Angelica utilizando a sensitiva Maria Guida o que levou a descobrir fatos determinantes, de quando ainda estava sendo gerada. Pela primeira vez verifiquei que a pequena alma se recusava seguidamente a nascer, em virtude de fatos ou traumas de outras vidas nos quais estavam envolvidos os pais atuais.

Ela tinha desenvolvido uma técnica da qual se sentia orgulhosa, que consistia em, ao chegar no quinto mês de gestação, dar uma “cambalhota experta” de maneira que o cordão umbilical a asfixiasse. Angélica se recusava a nascer mesmo que tivesse de enfrentar novamente uns “seres de branco lá no céu”, que iriam ter “aquela conversinha” com ela do tipo “você é rebelde e vai ter que começar tudo de novo”! E também que seguramente iriam “puxar o projeto de orelha que tinha”.
Esta operação (a cambalhota), tinha se repetido quatro vezes com quatro mães diferentes e ela teria feito nesta ultima também, caso não tivesse ocorrido a interferência - segundo as palavras dela - do seu anjo da guarda o qual ela descreveu como uma linda bola luminosa a acompanha-la de perto até o nascimento.

Com este histórico bem rebelde de não querer ter nascido, ela desde cedo apresentou comportamento histérico e de completa desarmonia, facilitando que pessoas irresponsáveis e inescrupulosas a molestassem sexualmente desde pequena.
O pavor que ela adquiriu destes acontecimentos tomou a forma de um “dragão feio e mal humorado” além de perceber também fortes agulhadas nas costas e ter a horrível sensação de carregar “bichinhos dentro da barriga”.

As imagens utilizadas neste processo começaram a tomar forma e sugeri à Angélica que visualizasse o dragão como que diminuindo continuamente de tamanho até ficar com a dimensão de uma formiga.
O passo seguinte foi sugerir que ela esmagasse com o pé o pequeno inseto, coisa que Angélica se recusou a fazer, dizendo não querer machucar uma criatura da natureza. Foi então que a intuição mandou que entrasse em cena uma poderosa galinha branca com uma grande crista vermelha que em dois tempos se encarregou de resolver o problema com sua moela fantástica, pois Angélica estava muito preocupada que o dragãozinho pudesse machucar a galinha....

Em seguida foi utilizada a infalível terapia do perdão, fazendo com que o ‘quantum’ de energia represado, fosse em quem fosse, finalmente retornasse à sua origem.

O resultado apareceu de forma positiva e clara somente dois dias depois deste processo feito à distancia. Durante dois dias a menina teve um comportamento confuso de assentamento; foi como se a terra que fica no fundo de um recipiente cheio de água tivesse emergido violentamente, demandando tempo para o processo de decantação.
Nesta ocasião foram utilizadas formulas florais de suporte indicadas para o conteúdo que tinha sido finalmente identificado com absoluta clareza.

Angélica é hoje uma criança normal e de bem com a vida, sendo que após uma semana um processo de harmonização direto com a mãe também foi realizado.
Estava acompanhando todo o processo Sergio Scabia do somostodosum.com que transcreveu a sessão, e que, em função da unicidade da técnica empregada e do resultado praticamente imediato, me convidou a participar da Comunidade dos Colaboradores do site para divulgar esta técnica de harmonização do ser humano.



estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 1


eraldo
Eraldo Manfredi é ...
O querido colaborador e amigo Eraldo Manfredi nos deixou no dia 16 de agosto 2006, após longa e corajosa luta contra doença. A contribuição e a dedicação de Eraldo foram de inestimável valor para o stum e para muitos usuários e sua ausência - somente física - deixa em todos nós uma saudade imensa.
- Clique aqui e conheça o Interativo do Perdão.


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa