Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
auravide auravide

Cuidado com as palavras; a vítima pode ser Você

por Eraldo Manfredi
Cuidado com as palavras; a vítima pode ser Você
Publicado dia 10/12/2004 15:30:10 em Autoajuda

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

Sabemos que nossos pensamentos são poderosos, mas quando expressos através da palavra falada ou escrita, adquirem uma força incontrolável capaz de nos causar mal ou bem. Logo devemos tomar muito cuidado antes de expressarmos nossos pensamentos com as palavras.
De todas as poderosas armas de destruição que o homem foi capaz de inventar, a mais terrível - e a mais covarde - é a palavra.
Lâminas afiadas, pólvora, energia atômica, dinamite e muitas outras energias utilizadas maleficamente pelo homem deixam rastros de destruição de muita dor e sangue, porém, quando usadas para servir ao ser humano são altamente benéficas.
O que não dizer da energia atômica utilizada na medicina! – da dinamite para construção de represas, de lâminas afiadas para delicadas cirurgias e tantos outros benefícios... O mesmo se dá com as palavras.
Elas foram utilizadas para moldar a personalidade da maioria de nós pelos nossos pais, educadores, religiosos - desde a tenra idade na maioria das vezes - com dogmas, conceitos, preconceitos, falsas crenças e tantas frases e jargões que vão nos perseguir até o final de nossos dias neste planeta.

Eu diria que a palavra é como a desintegração do átomo, causa uma grande destruição de imediato, mas seu efeito maior é retardado, pois perdura por muitos anos causando silenciosamente danos no nosso espírito, em nossa mente e no nosso corpo físico.
Por anos a fio, muitas vezes, começando na fecundação e se propagando durante toda nossa vida, somos condicionados e forjados pela palavra, na maioria das vezes com críticas e humilhações que destruirão nossa autoestima e segurança, gerando seres humanos com dificuldades de se relacionar, amar e em sua maioria perdedores em todas as áreas de suas vidas. Seja nos relacionamentos amorosos, familiares, profissionais, na saúde física e mental e muitos outros, o que fará deles seres fracassados em algum setor de suas vidas, quando não em todos.
Quando conseguimos sair da tutela daqueles que nos criaram, seja quem forem, pensamos que tudo será diferente, mas isso é um terrível engano, pois a palavra continuará sua destruição com tudo que ainda virá de educadores, religiosos, parceiros(as), colegas de trabalho, amigos, inimigos, parentes, a sociedade, os veículos de comunicação, enfim tudo que possa chegar aos nossos ouvidos e nossos olhos através da palavra.

E sua força é incontrolável, pois tudo que recebemos através da palavra irá passando inexoravelmente de geração para geração. Porém, quando se consegue perceber o outro “gume” dessa poderosa arma, passando a utilizá-la para proporcionar somente benefícios, seu poder de destruição se transformará numa ferramenta poderosa capaz de operar verdadeiros milagres. Seu “poder de fogo” é tão forte que podemos cristalizar efeitos benéficos ou maléficos para nós e para todos que amamos, atingindo também animais, vegetais, automóveis, equipamentos eletrônicos e etc..

Então, procure analisar qual “gume” dessa poderosa arma está usando ou qual foi usado com você, seus familiares, amigos, colegas, enfim, todos e tudo que faz parte de sua vida (destruição ou construção).
Vamos agora enumerar algumas dessas “munições” que são muito ‘disparadas’ para propagar o poder de destruição da palavra; algumas são bem antigas, mas continuam atuais, pois têm grande “poder de destruição” .

- Quem nasceu para tostão nunca chega a milhão.
- Para viver você tem que suar a camisa.
- É mais fácil um camelo passar na funda de uma agulha do que um rico entrar no céu.
- Dinheiro não traz felicidade.
- Abundância financeira é fruto de atitudes desonestas.
- O dinheiro se esvai pelo meio dos dedos.
- Não sei ganhar dinheiro.
- Homens são todos iguais.
- Você é um pecador(a).
- Essa criança só me dá problema.
- Que feio, não gosto mais de você.
- Eu devia ter te abortado.
- Você é burro(a) e nunca vai ser nada na vida.
- Não sei onde estava com a cabeça quando casei com você.
- Vá para o inferno.
- Ciúme é o tempero do amor.
- Esse carro leva todo meu dinheiro.
- Na TV não tem nada que presta.
- Não aguento mais tantas contas para pagar (como se as contas caíssem do céu, com a agravante de destruir a crença de alguém que acreditou que tinhas condições de pagar e por isso lhe deu crédito).
- Eu não mereço tanta alegria.
- Tudo de ruim acontece comigo.

Encheríamos páginas e páginas com palavras, jargões e frases que têm imenso poder de causar o mal. Sei que o trabalho é árduo e por vezes doloroso, mas para colhermos tudo que nos traga alegria, paz e prosperidade, temos que mudar nossa maneira de pensar impregnando nossa mente e o nosso espírito com padrões de pensamentos construtivos, tais como:

- Atraio tudo de bom que é meu pelo direito divino.
- Nada e ninguém interferem na minha felicidade.
- Abençoo minhas contas para pagar, pois se devo é porque tenho condições de honrá-las.
- O dinheiro vem a mim com alegria e sem dificuldade.
- Eu tenho muitos talentos e habilidades, por isso nada temo.
- Sou digno(a) e merecedor(a) para receber tudo de bom que existe no manancial Divino.
- Trato o dinheiro como meu melhor aliado.
- Toda e qualquer mudança é porque algo de bom está para acontecer.
- Por você eu faria tudo novamente.
- Peço perdão por tudo que lhe causei.
- Também o perdoo por tudo.
- Abra os braços e diga em alto e bom tom: “Atraio muita alegria, segurança, paz, saúde e prosperidade para mim, meus familiares, amigos e toda a humanidade”.

É lógico que nossa mente não aceita mentiras como, por exemplo, dizer a um deficiente visual que ele enxerga... mas também não precisamos colocar mais “lenha na fogueira” dizendo que ele nunca poderá vencer na vida ou chamá-lo de coitado e por aí vai...História verídica de uma vítima do poder das palavras.

Victorio era um homem com dotes físicos de fazer inveja a qualquer modelo de nossa vida atual, loiro, forte e com penetrantes olhos azuis.
Filho de imigrantes italianos, foi obrigado desde criança a trabalhar duro para ajudar no sustento da família - que era composta dos pais e dez filhos - ao lado do seu pai que era o encarregado de uma empresa especializada nos calçamentos das vias públicas em São Paulo.
Com o advento do asfalto foi o primeiro homem a trabalhar com o famoso rolo compressor no asfaltamento do antigo Parque Antártica.
Dotado de inteligência rara, mas impossibilitado de frequentar escolas, adquiriu os mais variados conhecimentos como autodidata.
Com isso dominou, entre outras, a área da mecânica automobilística, da eletrônica, da marcenaria, da construção civil e da metalurgia.
Tudo isso viria mais tarde proporcionar-lhe cargos em conceituadas empresas, sendo que uma delas é hoje uma grande industria de autopeças.
Mas além de todos esses conhecimentos ele era dotado daquilo que hoje identificamos como paranormalidade; porém ele dizia que apenas utilizava a força do pensamento. Tal fato fazia com que sua residência ficasse sempre cheia de pessoas que procuravam alivio para seus males.
Teve três filhos, mais foi ao primogênito que ele passou todos os conhecimentos - inclusive na área das ciências ocultas - sendo que na maioria das vezes com humilhações através das palavras que o marcaram bem no fundo de seu espírito, pois de algumas dessas mazelas esse seu filho luta até hoje para se libertar.
Porém, com tantos conhecimentos técnicos, era analfabeto na área dos sentimentos. Pessoa emocional, casado com uma mulher que também não sabia lidar com seus sentimentos e com o que acontecia; diariamente brigavam por ciúmes infundados.
Durante as discussões ele sempre falava estas frases:

Você me estraga o fígado.
Essa mulher acaba com meu fígado.
Meu fígado não aguenta mais.


Ele não fumava, não era alcoólatra e sua alimentação era super saudável, pois possuía na casa um pomar, horta, cultivo de ervas medicinais, criação de galinhas... praticamente tudo que era necessário para alimentar a contento a família.

Victorio Manfredi - foi meu pai na vida atual.
Faleceu dia 01/03/1970 aos 56 anos de idade e - segundo o laudo médico - vitima de “cirrose hepática causada por má irrigação da veia aorta”.
Quero deixar impresso o meu Amor e o agradecimento por todo conhecimento que me foi passado por você.
Eu te amo.





Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   horoscopo

starstarstar
O artigo recebeu 237 Votos

Gostou?   Sim   Não  

Compartilhe
Facebook   E-mail   Whatsapp

Sobre o autor
eraldo
Eraldo Manfredi é ...
O querido colaborador e amigo Eraldo Manfredi nos deixou no dia 16 de agosto 2006, após longa e corajosa luta contra doença. A contribuição e a dedicação de Eraldo foram de inestimável valor para o stum e para muitos usuários e sua ausência - somente física - deixa em todos nós uma saudade imensa.
- Clique aqui e conheça o Interativo do Perdão.
Email:
Visite o Site do Autor

Veja também
artigo Transcomunicação Instrumental
artigo A liberdade de ser
artigo Você sabe quais os benefícios de um atendimento de radiônica?
artigo Do Oran Mor aos corações apaixonados pela Luz





horoscopo


As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.

auravide

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa