Home > Autoconhecimento

Uma mente repleta de espaço é feliz de verdade

por Bel Cesar

Uma mente repleta de espaço é feliz de verdade

Quando a mente corre solta, vagamos entre pensamentos e sensações que ora nos trazem bem-estar e ora geram insegurança e desconforto. A mente constantemente rastreia o ambiente em busca de sinais que nos digam o que fazer. Ela segue o curso da direção na qual for chamada com maior intensidade. Quando surge um estímulo que desperta sua curiosidade, nossa mente o segue em busca de mais informações.

No entanto, devido ao estilo de vida urbano, estamos constantemente sobrecarregados de estímulos sonoros e visuais. O tempo todo algo pede por nossa atenção. Não temos a privacidade do mundo interno. Quando vamos dormir, estamos cansados física e emocionalmente. Acordamos sob pressão do tempo e das expectativas cotidianas. O ponto é que, sobrecarregados, não captamos bem os estímulos externos, e consequentemente temos uma visão distorcida da realidade. Sem espaço interior, somos reativos. Sem paciência, interpretamos precocemente o que ocorre ao nosso redor, sem checar se estamos corretos. Assim, naturalmente surgem problemas de comunicação que por sua vez geram interferências e mal entendidos; estes tornam a vida complicada demais para fluir.

Segundo a filosofia do budismo tibetano, a mente possui três qualidades concomitantes: abertura, claridade e desimpedimento. Mas, como estamos sobrecarregados de estímulos e sem espaço interior, nos sentimos fechados, tensos e impedidos de ser quem somos espontaneamente. Uma mente com espaço é paciente, estável, disponível e aberta. Já uma mente sem espaço é instável, irritada e vê em tudo um obstáculo.

Lama Gangchen Rinpoche nos alerta que em nossa sociedade moderna temos problemas com o espaço, tanto no nível físico grosseiro quanto no nível interno, mental. Sentimos falta de espaço externo e interno. Por isso, precisamos começar a encontrar nosso espaço interno. Ele escreve em seu livro AutoCura Tântrica III (Ed. Gaia): "Em nosso estado normal, nossa mente nunca aceita o espaço. Vemos o espaço como os "espaços" entre os objetos que nos fascinam, entediam ou repugnam. Não entramos realmente em contato com o espaço. Além disso, no mundo pessoal interno de nossa mente, ficamos tomados pela dança de nossas emoções e energias mentais sempre em mutação; nunca focalizamos o espaço entre os pensamentos e emoções. Se pudermos entrar em contato com o espaço do mundo interno e externo, nunca nos sentiremos desconfortáveis, mesmo em situações muito atribuladas ou cheias de gente, e nunca nos sentiremos sozinhos ou nervosos quando não houver ninguém mais por perto. Se estivermos em contato com o espaço, quando as pessoas disserem coisas ruins para nós, nos ofenderem ou nos causarem problemas, enxergaremos simplesmente que elas estão sofrendo. A experiência profunda do espaço dissolve todas as nossas reações negativas.

"Quando conseguimos relaxar, mesmo no espaço relativo, sentimos um profundo alívio em nossa mente. Os pensamentos e as emoções surgem e depois perdem a energia e se dissolvem de novo na mente. É como um pássaro que soltamos no convés de um barco no oceano: podemos vê-lo voando no céu ali perto por algum tempo. Depois ele se cansa, sua energia se esgota e ele volta para o barco, pois não tem outro lugar para pousar. Da mesma forma, nossos pensamentos e nossas emoções surgem de nosso espaço interior e depois perdem o impulso e voltam para esse espaço, onde se dissolvem.Temos de criar um espaço muito grande dentro de nós. Nosso objetivo final é ter uma mente com muito espaço, uma mente que tenha um relacionamento direto com o elemento espaço. Quando tivermos a nossa mente repleta de espaço, seremos felizes de verdade".

Quanto mais espaço interior tivermos, melhor os nossos sentidos irão funcionar. Mais apurada será a nossa percepção da realidade. Teremos tempo, receptividade e paciência para ler a realidade a partir do que chega até nós sem anteciparmos os fatos devido a nossos medos e esperanças.

Cabe ressaltar que os métodos de observação da mente segundo o budismo tibetano não estão voltados para os conteúdos da mente, mas sim para a atitude de abertura diante do que se passa em nossa mente. Não se trata de saber mais sobre nosso sofrimento, mas sim de nos abrirmos para ele de modo compassivo.


Participe do Lançamento do meu novo Livro em SP




Consulte grátis
     
 
Compartilhe
   



Bel Cesar é psicóloga, pratica a psicoterapia sob a perspectiva do Budismo Tibetano desde 1990. Dedica-se ao tratamento do estresse traumático com os métodos de S.E.® - Somatic Experiencing (Experiência Somática) e de EMDR (Dessensibilização e Reprocessamento através de Movimentos Oculares). Desde 1991, dedica-se ao acompanhamento daqueles que enfrentam a morte. É também autora dos livros `Viagem Interior ao Tibete´ e `Morrer não se improvisa´, `O livro das Emoções´, `Mania de Sofrer´, `O sutil desequilíbrio do estresse´ em parceria com o psiquiatra Dr. Sergio Klepacz e `O Grande Amor - um objetivo de vida´ em parceria com Lama Michel Rinpoche. Todos editados pela Editora Gaia.
Email: contato@vidadeclaraluz.com.br
Visite o Site do Autor
Publicado em: 24/08/2018 16:05:37

Veja também
Filhos de pais narcisistas perversos e o resgate da identidade
Quando o amor faz o abismo virar céu...
Os deveres do poder público
A Fórmula Mágica da Gratidão
Sobre Filhos Adotivos
Cirurgia Espiritual


Deixe sua opinião sobre este artigo


© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.
As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor. O Stum não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo do Site.


Energias para Hoje
quarta-feira, 21 de novembro de 2018

energia
I-Ching: 19 – LIN – APROXIMAÇÃO
É tempo de alegria e esperança. Trabalhe, seja perseverante e deixe que os outros se aproximem, pois agir em conjunto será muito benéfico.


energia
Runas: Kenaz
Abertura de caminhos, iluminação e proteção.


21
Numerologia: Otimismo
Cante hoje, mesmo que seja intimamente. Encontre seu melhor sorriso e o mantenha. Ria mesmo das dificuldades será bem fácil superá-las hoje. Dê atenção especial a si mesmo e irradie alegria àqueles que encontra.




Horóscopo

Áries   Touro   Gêmeos   Câncer
 
Leão   Vírgem   Libra   Escorpião
 
Sagitário   Capricórnio   Aquário   Peixes




+ Lidos da Semana anterior
1. Previsões para o Brasil em 2019
2. Quais as influências do trânsito de Júpiter em Sagitário?
3. Mais do que no amor, invista no processo...
4. Ser menos ansiosa significa viver um amor mais intenso...
5. Suas escolhas são conscientes?
6. Você está em sintonia com o universo?
7. Perigo: 3 sinais de que um relacionamento é abusivo!
8. Você baseia sua vida no medo?

 
© Copyright 2000 - 2018 Somos Todos UM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa