auravide auravide

A medida de todas as coisas


Se a ciência e a técnica tiverem de julgar alguma coisa, por certo será através de computação das experiências reconhecidas como válidas. A experiência tomada como válida torna-se portanto a direção com a qual se mede e se proporciona o bem-estar daquilo que é "novo". Se a coisa nova por acaso não se submeter a esta norma opõe-se logo como uma recusa excogitando uma definição com a qual se costuma justificar esta recusa. Entretanto existem os assim chamados mistérios e enigmas, que não poderão passar pelo crivo da medida, visto não existir uma experiência palpável que os tenha precedido. Incluídos, neste caso, acham-se por exemplo, os Israelitas, desde milênios. Passaram por um mistério nunca ocorrido antes para eles, não havendo nenhuma explicação para o mesmo.

Falamos da extraordinária nave celeste que aterrissou sobre o Monte Sinai. Procuraram naquela ocasião desesperadamente, uma explicação... mas como coisa semelhante nunca fora vista antes, tornou-se inconcebível para o intelecto daquela época. No mesmo caso acham-se os sacerdotes e representantes da ciência: deveriam enfrentar aquele acontecimento, ou melhor, opinar de qualquer forma, para não perder o prestígio. Sim, como nunca tinham passado por nenhuma experiência técnica e científica para deslindar aquela ocorrência, recorreram à única medida disponível, a religião, a qual representavam. Tomou-se, pois, a religião como medida a fim de explicar o fenômeno extraterrestre. Desta forma chegou-se à conclusão de que a nave celeste era habitada por DEUS. Que DEUS em pessoa, em companhia de Sua Hierarquia, visitaram aos Israelitas visto Seu povo ser o escolhido e deveria ser ajudado. E, embora não tenha o caso ocorrido exatamente assim, toda pessoa de raciocínio torna-se obrigada a aceitar o fato, ainda que seja por toda a vida, de outra opinião. Aí está a pura verdade e torna-se de suma importância tomardes disto conhecimento. A verdade constitui o único meio que vos levará à justa via.

Os Israelitas tomaram em bom sentido e consideração o fenômeno dos "MENSAGEIROS DE LUZ", conquanto chegassem a conclusões erradas. Informa-nos a Bíblia de maneira errada. A Verdade possui bem outro aspecto. Nunca Deus, em pessoa, poderia ter descido sobre a Terra. Não poderia faze-lo devido às Suas próprias Leis e SUA Própria Existência. E assim DEUS não distribuiu nem terras nem países e não escolheu nenhum povo. DEUS não escreve Leis sobre tábuas. DEUS jamais deixou sua maneira de Ser, ELE é o Universo. Como já afirmamos ELE É uma CONSCIÊNCIA CENTRAL UNIVERSAL. Consciência significa procedimento Cósmico, isto é, processo de vibração. Neste estado de vida não poderá por certo vir visitar a Terra em pessoa. Podemos comunicar-nos com DEUS, apenas telepaticamente, se estivermos à altura e em sintonia com a Sua qualidade de freqüência vibratória.

Ao considerarmos a grandeza e potência das Igrejas e seitas, chegaremos logo a fazer uma idéia da máquina de difusão de erros que influenciaram ao homem para um modo de pensar erradíssimo, provocando com isto reações em cadeia. Cada um pensa e afirma ser possuidor da única Verdade! A correção destes erros torna-se, pois, incomparavelmente mais importante do que qualquer preparação de guerras, sejam defensivas ou não. Daí nascerão positivas reações em cadeia e novas perspectivas, resultando numa Lógica eficiente para o comportamento humano. Por hora não nos voltamos para as Igrejas, mas para a ciência acadêmica que até hoje nada mais fez do que repelir a fé. Com um certo direito duvidou da crença dos milagres relatados na Bíblia. Para esses problemas damos uma solução. Contudo, esperamos da ciência tanta honestidade e dignidade acadêmica que faça cessar a guerra contra a Igreja: procure, ao contrário, chamar a atenção sobre os erros ocorridos e motivados pela assim chamada intocável verdade divina.
Por enquanto nos dirigimos à ciência natural, visto não Ignorarmos serem vossos sacerdotes tão fechados que consideram blasfêmia qualquer mudança em suas tradições e concepções. Entretanto retrucamos para vos dizer que de vossa parte estas blasfêmias desde milênios são comuníssimas. Ainda hoje pudemos constatar e verificar que a maior parte do clero e a ciência riem-se ao ouvirem falar na possibilidade de entrar-se em contato com os U.F.O; isto por sentirem-se superiores! Preferem mil vezes atribuí-los a milagres a terem de buscar uma verdade objetiva e demonstrativa. Sim, há milagres que não sabem nem demonstrar, nem mesmo explicar, porque lhes falta aquela Fé citada por Jesus.
“Se tiverdes fé fareis coisas maiores do que as feitas por mim".

Põem-se a ensinar pois, aquilo que ignoram, mesmo que não possam e nem saibam fazer...

Hoje, se um soldado vem sendo adestrado para matar, é coisa de todo natural. Acontece isto por não sentirem seus mentores remorsos de consciência ao lhe exigirem uma obediência absoluta, comprometida pelo juramento. Assim o soldado não mata por vontade própria, mas executa apenas a vontade de seus chefes, ignorando até, qual seja a intenção do Governo, se está sendo dirigida para uma boa meta. Descrevem-na como se fosse a chave do paraíso. Na verdade a guerra é a chave para o inferno, para a miséria, para o desespero, para a mutilação e dissolução.

A humanidade ignora de quais inteligências invisíveis seja rodeada e influenciada. A maior parte delas compõe-se de almas atrasadas e parcialmente vingativas, as quais não podem afastar-se da Terra. Tratam da política procurando e achando elementos de que se deixam influenciar, facilmente. Tais instrumentos como, por exemplo, os vários ditadores, tornam-se sucubos de uma imensa organização secreta, de um movimento espiritual diabólico, cuja meta é a de destruir a essa humanidade com todas as suas criações terrestres. Não ignoramos possa parecer esta explicação fantástica, mas dá-se isto pelo fato de que nunca fostes seriamente instruídos de maneira compreensiva, sobre essas terríveis potências do reino espiritual demoníaco. Existe sobre este assunto uma literatura lida por pouquíssimas pessoas, e que foi proibida pela Igreja. A maior parte da Humanidade não se interessa pela leitura desses livros por supor originar-se essa literatura da superstição. Parece-nos de fato muito estranho desdenharem os padres e os ateus da sua leitura. Não têm a menor idéia da realidade. A maior parte dos padres não se apercebe do abismo aberto diante deles e, a corda que deveria retê-los, não passa de uma religião falsa.

Entenda-se, entretanto, que a literatura acima mencionada, contém igualmente muitos desvios; mas fica de pé, pelo menos, uma linha principal sobre a qual podereis caminhar para a frente. Esta literatura particular, que se ocupa dos problemas importantes da continuidade da vida humana depois da morte (transição), não deve ser confundida com aquela de pura ficção científica. Em todo caso, o conteúdo daqueles livros ultrapassa como verdade as assim chamadas SAGRADAS ESCRITURAS, como sejam a Bíblia, o Alcorão e os textos do Budismo, porque são na realidade prova da vida infinita.

Não nos compete refutar nem o Budismo, nem o Islamismo. Não temos nem mesmo ordem de atacar e renovar o Cristianismo! Nossa missão é a mesma de nossos avós. Ensinar a Religião UINIVERSAL como foi reconhecida em outras Estrelas habitadas.


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 1


clube Ashtar Sheran é comandante de uma frota estelar com missão de ajudar o planeta Terra, que envia mensagens canalizadas para pessoas especiais.
Visite o Site do Autor

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Corpo e Mente clicando aqui.


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa