Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
auravide auravide

A Radiestesia como instrumento na sua vida!

por Maria Isabel Carapinha
A Radiestesia como instrumento na sua vida!
Publicado dia 24/09/2009 15:14:24 em Corpo e Mente

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

Com o passar do tempo, a Radiestesia, apesar de ser uma ciência milenar, vem se tornando presente na vida das pessoas. E como é um movimento positivo muitos vêm se utilizando deste instrumento que de muita valia pode ser em nossas vidas.

O aspecto inicial sobre o qual todos se preocupam quando escutam falar em Radiestesia é a casa onde moramos, se nela existem veios de água e se dormimos em um local maléfico. O nosso corpo, como nosso aliado, sempre nos avisa e alerta de que algo não está bom de diversas formas: a pessoa não consegue dormir por horas seguidas, dorme mal, tem pesadelos, grita durante a noite, é sonâmbulo, range os dentes, tem suores ou frio repentino durante a noite, tem insônia, depressão, alergias frequentes ou até por não escutar tudo isso desenvolve uma doença degenerativa.

Estes sintomas podem nos parecer assustadores, mas é o que de fato acontece quando não nos preocupamos com o local onde moramos.

Neste final de semana, participei do sétimo congresso de Radiestesia e escutei de médicos relatos dos efeitos fisiológicos do estresse geopático, ou seja originado por energias presentes no local onde moramos, que são as seguintes:
- trocas de polaridade da membrana celular, gerando ionizações anômalas;
- alteração da ressonância da molécula protéica;
- anomalias das ligações de hidrogênio;
- desequilíbrios hormonais;
- desvios dos valores de pH;
- aparecimento de cistos, verrugas e tumores;
Tudo isso por mais técnico que possa parecer nos leva a um alerta! Será que o local que você escolheu para morar é bom para você?

O radiestesista normalmente é procurado quando não há quase mais solução para os problemas encontrados, quando na realidade deveríamos iniciar nossa vida em um local com a avaliação das energias ali presentes.
Minha missão de vida é sem dúvida a de levar a todos vocês estas informações que têm transformado gradativamente a vida de muitas pessoas.
Olhar ou conviver com coisas que não gostamos faz com que sua energia se dissipe. Imagine só estar o tempo todo convivendo com ondas nocivas, de origem cósmica ou telúrica, cercado de objetos e pensamentos negativamente impregnados. Se por um lado, temos consciência de tudo isso, por outro lado tomaremos de imediato a atitude de mudar a situação, por isso a divulgação destas ocorrências é o melhor meio.

Um radiestesista é quase sempre chamado quando a situação já se encontra bem complicada, quando na realidade deveria ter sido chamado no início de nossa jornada em um determinado local.

Há algum tempo, eu estava dando uma palestra aberta sobre Radiestesia e Radiônica e falava da importância de medirmos o local onde moramos e a interferência que este local pode ter em nossa própria energia; como de costume, pedi aos presentes que alguém fosse à frente para que eu realizasse a leitura energética de seu campo de energia a fim de verificar os possíveis desequilíbrios.

Um senhor de aproximadamente uns setenta anos se ofereceu a ser testado. Eu então lhe perguntei sobre como havia tomado conhecimento da palestra e ele me disse: meu cunhado estava em minha casa e disse que ia embora, pois tinha um compromisso, que era a palestra. De imediato, ele disse que também queria participar, pois já tinha ouvido falar muito sobre Radiestesia e se interessava sobre o assunto, apesar de pouco conhecer e por este motivo ali estava.
Comecei, então, a medi-lo e pude verificar uma perda de energia incrível pelo lado esquerdo de seu campo áurico. Quando isto acontece é um indício muito forte de que há algum tipo de energia nociva presente na casa da pessoa, que a está consumindo energeticamente. Naquele instante, nada disse a ele, até mesmo porque meu intuito não era expô-lo, tampouco causar sensacionalismo, e fiquei quieta. Pedi, então, que ele pegasse uma pedra de quartzo rosa que estava previamente energizada pelo gráfico desimpregnador e colocasse em seu campo áurico. Meu objetivo neste momento era neutralizar a influência de qualquer energia que estivesse presente no campo dele, para verificar o que de fato estava acontecendo.

Quando chamo as pessoas à frente, normalmente pego casos de desequilíbrios normais e demonstro como equilibrar a energia da pessoa. Porém, nesse dia, o caso era um pouco mais complexo, e quando estamos à frente de muitas pessoas, temos que medir o que falamos. Bom! Feito o equilíbrio de campo áurico passei à medição de chakras, medi um a um dos sete chakras, também a esta altura dos fatos não havia como voltar atrás e todos me olhavam querendo saber no que ia dar. Encontrei, desta forma, o último chakra e o umbilical completamente negativos e fechados, não havia nem entrada nem saída de energia. Outra saia justa! Isso era sinônimo de doença degenerativa presente, o que dizer? Com muita habilidade e ponderando as palavras disse ao senhor existir algum problema físico na região sexual que precisava ser verificado e ele prontamente me disse: fui operado semana passada de um câncer de próstata.
Todos na sala se assustaram e eu mais ainda, pois sabia que a partir daquele momento eu me tornava responsável por ajudá-lo.

Para um radiestesista o que já está presente como doença não importa, nos preocupamos daqui para frente. Havia uma necessidade imediata de curar o local onde o senhor morava, principalmente a cama onde ele dormia, do contrário, de nada adiantaria qualquer tratamento que estava sendo feito, ainda mais porque ele me dissera que o câncer havia sido detectado em estado inicial. Eu, com toda minha experiência, sabia que se não curássemos o local a doença voltaria.

Bom, a palestra terminou e o senhor foi embora. Que luta foi conseguir encontrá-lo, tive que contatar o cunhado e pedir o telefone, pois nem inscrição para a palestra ele havia feito.
Como me sentia responsável, liguei e explique-lhe o que se passava, e da importância de verificarmos seu local, ele de imediato concordou.
Fui até o local e constatei um cruzamento de linhas Hartmann com a presença de um veio de água exatamente no local onde o senhor dormia; curamos o local e a vida continuou.
Isso tudo tem sempre o objetivo de alertar sobre a importância de verificarmos as energias presentes em nossa casa e sempre ter em mente que a mudança para melhor é sempre possível quando assim o desejamos de coração.

As respostas para nossas perguntas internas e para os esclarecimentos que precisamos estão no universo, peça e a solução virá até você! Esqueça a sintonia de doença e tristeza, você nasceu para ser pleno e cheio de luz e a Radiestesia está aqui ao alcance de todos para trazer isso para sua vida!



Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

starstarstarstarstar
O artigo recebeu 1 Votos

Gostou?   Sim   Não  

Compartilhe
Facebook   E-mail   Whatsapp


Sobre o autor
isa
Maria Isabel Carapinha é colaboradora do site, radiestesista e trabalha também com Feng Shui.
Ministra cursos e faz atendimentos em residências e empresas.
Trabalha também com a mesa radiônica fazendo atendimentos em seu consultório ou à distância.
Visite meu Site e Acompanhe Maria Isabel Carapinha no Facebook
Email: [email protected]
Visite o Site do Autor

Veja também
artigo Transcomunicação Instrumental
artigo A liberdade de ser
artigo Você sabe quais os benefícios de um atendimento de radiônica?
artigo Do Oran Mor aos corações apaixonados pela Luz





horoscopo


As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.

auravide

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa