Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 

Fraternidade do Mal

Fraternidade do Mal
Publicado dia 12/11/2004 11:09:28 em Corpo e Mente

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp   chat aura

Acaba de passar o dia 11/11, dia de abertura cósmica, mas pesada, permeada de conflitos; seria por acaso que anunciaram nesse mesmo dia a morte do líder palestino Iasser Arafat?
Quais as forças involutivas estariam por trás deste, quem sabe até, envenenamento?
Por isso, hoje, resolvi falar sobre este assunto.
Fraternidade do Mal é uma força involutiva, ou seja, abrange forças que se manifestam no sentido contrário ao da corrente evolutiva, fazendo-a retroceder.
Hoje, são três os principais caminhos de entrada destas forças na vida dos que buscam a espiritualidade:

1 – Pelo desejo de servir e evoluir, porém tendo em vista algum benefício, mesmo que aparentemente inofensivo, como em realizar “amarrações” de pessoas “más”, que nos prejudicam, ou fazendo inocentes magias para o amor;
2 – Pela ilusão de saber o que é o melhor para si;
3 – Via a autocomiseração.
Sutis e ‘inteligentes’, estas forças têm no ego humano seu ponto de apoio e provocam situações que servem de provas, sobretudo para aqueles que podem melhor servir ao Plano Evolutivo. Um dos mecanismos pelo qual atuam é a construção das formas-pensamento desprovidas de valor positivo, que se manifestam como culpa, raiva, medo, tristeza etc.

O ser humano responde a esses apelos por ter dentro de si, frações desta energia.
A implantação do novo código genético facilitará essa cura, pois ele será isento de qualquer animalidade, daí a necessidade cada vez mais premente de ir retirando as carnes da alimentação. É mister não se entregar a pensamentos comuns e usar do mecanismo da fé, o autocontrole sobre os pensamentos, as idéias e as palavras, voltando-se, gradativamente mas com firmeza, para o lado evolutivo da criação.

A Energia Única, ao refletir-se nos níveis materiais, pode apresentar-se como um mal, devido à imperfeição própria existente nestes níveis, do mesmo modo que ao se projetar uma figura perfeita sobre uma tela defeituosa, a imagem resultante se mostrará retorcida. Portanto, o mal é relativo e está dentro de nossa própria dualidade, podendo se afirmar que ele é a nossa auto-imagem idealizada, distorcida, a ‘máscara’.
Na Terra, as forças do mal, estão sendo inseridas de maneira peculiar nos níveis de consciência mais densos, do mental concreto até o físico.
Na Terra e no nosso sistema solar, há um conglomerado de forças e de seres refratários ao desenvolvimento da consciência, que se fixaram deliberadamente nas esferas materiais. Vivem num anacronismo, numa distorção. Organizam-se em hierarquias e por isso são chamados de Fraternidade do Mal. Estimulam tudo que há de retrógrado à evolução, como o uso de drogas, armas, álcool, prostituição, fome, doenças, etc.
O domínio deles sobre os habitantes da Terra é enorme. A identificação do ser humano com a matéria facilita muito esse processo. O indivíduo que não tenha a consciência focada na alma ou nos planos mais sutis, que sentimos pelos famosos “sinais” que nos aparecem a toda hora, de algum modo colaboram nos jogos dissuasivos presentes em todas as esferas de alcance dessas forças involutivas. Esses intricados jogos usam como instrumento os governos, as religiões e as instituições financeiras, bem como os principais meios de comunicação; por isso, cuidado com o que lerem em muitos sites da internet, que é hoje um veículo quase que exclusivo deles.

Mas os Centros de energia planetários têm o mal sob domínio, apesar da aparente preponderância dele, pois toda a matéria em si, em sua essência, é neutra, livre do mal e é guiada por esses centros de apoio, embora as pessoas estejam tão ligadas às inúmeras camadas ilusórias que nem percebem isto.
O mistério do mal cósmico tem origem muito remota e é por demais amplo para que possamos alcançar o seu entendimento, mas sempre esteve sob o domínio da Fraternidade da Luz. Sob esse aspecto, mesmo que tudo na Terra fracassasse devido à ação das forças retrógradas, o mal ainda estaria sob controle, pois a evolução nos planos concretos tem valor bastante relativo na trajetória cósmica como um todo.
Quando o indivíduo se volta para o próprio ego e suas infindáveis facetas, abre portas para estas forças. O maior perigo é o cultivo de aspectos negativos tais como a vaidade e o orgulho, a ambição desmedida, a sede de poder, inveja e intriga.
O caminho mais direto para transcender a vulnerabilidade a essas forças é a entrega ao Eu interior e a dedicação à tarefa evolutiva individual que nos foi atribuída, (missão de vida) antes de encarnar na matéria.
Por isso, meus amigos, todos nós estamos passando por muitas provações e, quanto mais espiritualizados, mais ainda seremos atacados. Força, coragem e fé, são nossas invencíveis armas e poderoso escudo nesta batalha final.

Muita luz!!


por Vera Helena Tanze

Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   horoscopo


Obrigado por votar
starstarstarstarstar
O artigo recebeu 1 Votos

Gostou?   Sim   Não  

Compartilhe
Facebook   E-mail   Whatsapp   chat aura

Sobre o autor
clube Vera Helena Tanze é
Email:
Visite o Site do Autor





horoscopo


As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa