auravide auravide

Mudança de Realidade


Rompendo o modelo da dualidade

Quando fui orientada a desenvolver e fazer o processo do RENASCIMENTO, iniciado em maio de 1998, disponível no STUM, perguntei aos amigos espirituais como seria a nova realidade. Eles, docemente, me disseram:
”Uma coisa de cada vez”
Ansiosa, como todo o ser humano, fiquei atenta.

Hoje, passados 6 anos, tive finalmente a resposta. O RENASCIMENTO é um processo que te ajuda a desprogramar todo o projeto feito antes de reencarnar, baseado nas regras da dualidade. Esse projeto tem como base as experiências possíveis de acontecer nesse planeta. Passaremos a chamá-los de “REALIDADES PROVÁVEIS”. Definiremos como o que delineia os parâmetros daquilo que é acessível para nós experimentarmos dentro de nossos atuais padrões dimensionais. É o modelo da dualidade. Tudo precisa estar dentro desse padrão. Ao fazer o RENASCIMENTO, começamos a romper com o modelo da dualidade, mesmo sabendo que estamos sendo influenciados pelos acontecimentos do mesmo. Mas ainda faltava algo. Se modificamos o projeto, como saímos do nosso padrão energético, que faz esse projeto de reencarnação anterior funcionar? Foi assim que eu recebi de um amigo, Mestre em Reiki, a limpeza dos 21 dias, psicografada pelo médium Greg Mize. Nessa limpeza, retiramos os implantes e dispositivos que nos ancoram na 3a dimensão. Ótimo, mas ainda faltava algo. Como fazer com a realidade externa que ainda está ancorada na 3a dimensão? Acho que a resposta chegou.

Primeiro existe um princípio da unidade que é o triângulo sagrado. Os três pontos desse triângulo são: AMOR, SABEDORIA E PODER.

O Arcanjo Miguel ocupa a ponta do PODER - físico
O Melquisedeck ocupa a ponta da SABEDORIA - mental
Metatron ocupa a ponta do AMOR – emocional

Essa é a ativação 3 M’s
Através dessa ativação, que se inicia por Arcanjo Miguel, passa por Melquisedeck e termina em Metraton, nos preparamos para nos tornarmos UNO. Com essa “senha” podemos mudar a realidade externa.

Vou exemplificar: Suponhamos que estamos nos dirigindo a um lugar, como por exemplo, a um médico. Estamos numa situação de emergência e só aquele profissional poderá nos atender. Lá chegando, encontramos a porta fechada, sem que ninguém nos diga o motivo.
A primeira reação nossa poderá ser de autocomiseração. “Eu não disse, só acontece comigo”; “Nunca consigo“. É o famoso “Só chove em mim”.

A segunda reação pode ser a da agressividade. “Quem ele pensa que é”? “Esses médicos não respeitam a dor do outro”. “Vou arrebentar essa porta”. “Vou denunciá-lo ao Conselho Federal de Medicina”...

A terceira reação poderá ser a de se achar poderoso, agindo com o ego inferior. “Abra-te, pois eu estou ordenando”!

Nem precisa dizer que as 3 são desastrosas. O que nós precisamos fazer é primeiro nos tornar UNO. Nesse momento não podemos reagir emocionalmente. Temos que unir AMOR, SABEDORIA E PODER.

Fique um minuto em silêncio e diga, internamente:
“Nesse momento, pelo Poder de Arcanjo Miguel, pela Sabedoria de Melquisedeck e pelo Amor de Metraton, me torno UNO”.

Logo sentirá a força se estabilizar dentro de você.
Em seguida diga, serenamente, mentalmente:
“Isso é uma realidade inaceitável”.
“Sou a UNIDADE e quero a UNIDADE na realidade”.

Quando você fala isso, aciona todo o mecanismo de modificação de realidade existente no Universo, que está à nossa disposição. Isso não é mágica. É lei do Universo. É por isso que algumas religiões, que ensinam aos seus fiéis a dizerem que “não aceitem determinada situação”, conseguem bons resultados, fazendo-os saírem desse holograma. O que eles não sabem é que isso pode ser feito também sozinhos.

Essa é a mecânica do Universo. Pra que funcione é necessário que você fale isso de uma forma serena, sem apelos pessoais. Não precisa você explicar o que seria ideal para você naquele momento. Lembre-se que o UNIVERSO é uma consciência inteligente e rápida. Na Unidade, você estará situado no não-tempo. Naquele momento, todo o Universo estará conspirando a seu favor.

Imaginem muitas pessoas “varrendo as influências da dualidade” no nosso planeta! Se não aceitamos essa ancoragem dos mecanismos da dualidade, esses mesmos mecanismos começam a desaparecer. Não haverá mais espaço para eles.

Para que tenham uma idéia visualizada, se imaginem entrando numa sala de cinema, cujo filme nada tem a ver com você. Existem 2 opções. Ou você fica até o final e agüenta firme. Ou simplesmente sai, discretamente, sem fazer alarde e vai para outra sala de cinema, com um filme mais adequado.

A vida é mais ou menos assim. Ou aceitamos ou mudamos. Somos aquilo que pensamos. Tudo o que está acontecendo conosco é por nossa escolha antes e durante a nossa estadia aqui. Não há a menor chance de podermos dizer “eu não sabia” ou “eu não queria que acontecesse isso ou aquilo”. Estranho não? Mas verdadeiro.

Mãos à obra. Vamos mudar essa realidade dual. Vamos todos os dias, todas as vezes que puder, determinar que essa realidade é inaceitável. Vamos murchá-la, como fazem, sem saber, as pessoas deprimidas. Elas se desinteressam da vida (holograma) e a vida passa a não ter mais cor (visualizam o mundo externo cinza). Só que essas pessoas não colocam nada no lugar e daí é que elas começam a ficar em casa, às vezes numa cama, sem continuidade. O princípio é o mesmo, murchar o holograma da dualidade, construído pelos bilhões que habitam o planeta Terra. Quando estamos na UNIDADE, o que se aproxima é para nos fazer feliz e solucionar ou neutralizar o que está ainda por resolver.

Já repararam que tem gente que passa por aqui, como se desconhecessem a palavra sofrimento? Elas estão sempre de bem com a vida, como se tudo o que acontecesse em volta delas, estivesse ali para contemplá-las. Estou falando das pessoas que possuem uma boa energia, não aquelas frias em relação aos outros. Elas atraem o holograma da unidade o tempo todo. Como se estivessem conectadas com DEUS, possuindo um brilho especial.Lembro-me que os meus guardiões me apresentaram a isso quando eu era adolescente. Naquela época, 37 anos atrás, não tinha a experiência de hoje. Lembro-me que voltara de um passeio com uma família, onde fiquei uma semana desfrutando das belezas de uma fazenda. Tinha muito verde, casa construída na época da escravidão, fogão à lenha, um açude, cavalos selvagens. Estava tão sintonizada com a UNIDADE que o cavalo que comandava a manada selvagem, lindo, marrom, que nenhum empregado da fazenda conseguia chegar perto, me deu a alegria de se aproximar, delicadamente, sem que eu percebesse. Eu estava apreciando as vaquinhas no curral e quando me virei, ali estava ele, a um passo de distância, me olhando. Sorri de satisfação e ele se deixou pegar. Abracei o seu pescoço e se tornou meu amigo. Ninguém poderia montá-lo e ele deveria ficar livre. Nunca mais o vi, mas nunca o esqueci. Quando voltei para casa (morava em Copacabana), comecei a chorar por conta do barulho que me invadia o ouvido. Chegando em casa, deitei-me e me projetei, conscientemente, para fora do meu corpo. Nunca tinha vivido tal experiência e nem sabia que ela existia. Olhei o meu quarto, agora do teto, e também meu corpo, unido pelo cordão de prata, ao corpo azulado que agora me via. Fiquei com medo. Pensei logo: “Morri”. Voltei e resolvi investigar. Quanto mais me aprofundava no assunto, mais me projetava e numa dessas saídas é que descobri a sensação da UNIDADE. O meu quarto já não mais era visível, embora eu ainda estivesse nele. Me sentia ligada, calma e serenamente, a tudo no UNIVERSO. A sensação era de estar boiando numa piscina, com suavidade. Me lembro que todas as vezes que voltava para o meu corpo físico, sentia um prazer enorme de estar viva. Muitas vezes precisei sair logo depois e achava engraçado as pessoas fixarem seus olhos em mim. Homens, mulheres, idosos, crianças, sentiam-se atraídos pela minha pessoa. Eu devia estar exultante de energia luminosa. Isso nada tem a ver com estágio espiritual, pois não me considero nem no começo da estrada.

Contei essa história para que entendam que quando se está nessa vibração de UNIDADE, projetamos para o lado de fora esse bem estar, atraindo para nós bons acontecimentos. E foi assim comigo. Tudo dava certo. É essa sensação que precisamos resgatar para nossas vidas, sem necessitarmos fazer projeção astral ou mesmo iniciações longas. Meus amigos espirituais me fizeram sentir o que agora lhes passo. É possível viver nesse estado. Aqui mesmo. Sugiro que façam os 3 processos, RENASCIMENTO, limpeza dos 21 dias e esse procedimento acima e estaremos prontos definitivamente para nos acostumarmos a sermos felizes. Aproveito para reproduzir algumas célebres frases que reforçam esse artigo.

“O inimigo mais perigoso que você poderá encontrar será sempre você mesmo" (Nietzsche)
"Se realmente entendemos o problema, a resposta virá dele, porque a resposta não está separada do problema". (Krishnamurti)
"O amor é a causa do movimento do Universo". (Platão)
"Deus não muda o destino de um povo até que o povo mude o que tem na alma". (Maomé)
"Eu Sou o Caminho a Verdade e a Vida". (Cristo Jesus)


MELQUISEDECK - Também conhecido como Rei do Mundo e, entre os tibetanos, Changam. É o Gênio do planeta Terra, sua Anima Mundi. Sua Alma humana está reencarnada e possui o mesmo corpo físico há mais de 4 bilhões de anos. Rege a evolução e a involução da vida terrestre, propicia a manifestação das 7 Raças e sua manutenção. Também governa todas as cavernas e cidades subterrâneas. Seu principal QG é Shamballah, no Agarthi (ou seja, o sistema de galerias subterrâneas previamente preparadas para a manutenção da vida) uma cidade fortificada que se encontra na 4ª Dimensão numa caverna gigantesca.

ARCANJO METATRON – responsável pela ancoragem do modelo da UNIDADE no espiral da DUALIDADE – Ele nos ajuda a ancorar a nossa Presença Angélica na Terra – o Guardador do Portal 11:11

ARCANJO MIGUEL - ele é o Arcanjo da fé, da proteção e da libertação do mal. Apelos infindáveis que lhe são dirigidos pelos povos daqui da Terra e suas prontas respostas fizeram com que Ele mais se aproximasse da Terra.





estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 13


Vera Marfeza é Terapeuta holística,
Numeróloga cabalista,
espiritualista e colaboradora do Site.


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa