Home > Corpo e Mente

O Taoista Imortal

por Giancarlo Salvagni

O Taoista Imortal

Os Oito Imortais são heróis taoistas muito populares. Representam oito diferentes aspectos da vida: a juventude, velhice, pobreza, fortuna, nobreza, cordialidade, feminilidade e masculinidade. Suas personalidades e feitos são explorados em inúmeras lendas e mitos chineses.

Lu Dong Bin é venerado especialmente por duas razões: é patrono da Medicina e detentor do Elixir da Vida. Ele conhece a fórmula do Elixir da Juventude. Suas poções e encantamentos têm o poder da cura. Ele é, portanto, o médico dos pobres.
Lu Dong Bin, também chamado Lu Yan, nasceu em 798 D.C., no final da dinastia Tang. Naquele tempo, não muito diferente do nosso, se um jovem queria progredir, deveria prestar exames dificílimos; caso contrário, deveria pensar seriamente em trilhar seu destino como camponês.

Lu, então chamado Chun Yang em seus dias como mortal, tentou os exames por três vezes e falhou em todas elas. Tornou-se frustrado e deprimido. O fracasso, além de atormentá-lo, estendia-se à sua família. Foi então que Chun Yang começou a fazer o que muitos jovens fazem nessa circunstância: começou a beber até morrer. E a direção que o álcool lhe apontava era a mesma que para qualquer outra pessoa que a tomasse: diretamente para baixo. Como dizia um velho ditado, no princípio, Chun Yang bebia o vinho, depois, o vinho bebia o vinho; e então, o vinho começou a beber Chun Yang. E foi nesse estado lastimável que Zhong Li Quan o encontrou para lhe propor o estudo da Alquimia Interna. Chun Yang não tinha nada a perder.

Em outra versão, ao contrário, Lu era um brilhante estudioso (tanto que posteriormente se tornou protetor dos estudiosos) e viajava para prestar o exame que lhe daria projeção na vida. No caminho, já muito cansado, parou em uma estalagem, onde um velho preparava arroz e esquentava vinho. Lu, após beber o vinho, apanhou um travesseiro e logo dormiu.
No dia seguinte, retomou a viagem, prestou o exame e foi extremamente bem sucedido. Sua vida começava a mudar. Foi adquirindo fortuna, prestígio, uma bela esposa, filhos e tudo o mais que um homem de bem poderia desejar.
Mas sua alegria não haveria de durar muito: sua esposa era infiel, seus filhos de má índole, seus amigos só se aproximavam dele por dinheiro e, finalmente, acabavam de tecer intrigas com o Imperador que o atirariam na mais completa desgraça. Lu Dong Bin, então, começou a maldizer seu destino e se arrepender amargamente de ter desejado uma vida respeitável.

Foi então que Lu Dong Bin acordou do sonho, notando que o arroz do velho sequer tinha terminado de cozer. Resolveu imediatamente abandonar suas metas, descobrindo que o velho que lhe servia o arroz era, na verdade, o Imortal Zhong Li Quan, a quem decidiu seguir para as montanhas, em busca da Imortalidade e da Realização do Tao. Ele teria, então, sob sua orientação, praticado a famosa técnica chamada “Órbita Microcósmica”. Lu aprendeu os segredos da Alquimia, transformando a Alquimia Externa em Alquimia Interna, dominou também a Arte da Espada.
Mas Zhong Li Quan quis ensinar muito mais do que a Imortalidade a Lu Dong Bin. Para os olhos de um deus, Lu ainda tinha diversos maus hábitos. Às vezes dava o Elixir a seres inferiores, apenas para ver os resultados, causando muita confusão entre o Céu e a Terra. Pior ainda, pelo menos aos olhos de seu mestre, Lu era um notório “playboy”, que dificilmente resistia à idéia de seduzir uma beldade.

Certa vez, o mestre estava pronto para ensinar uma certa seqüência de Qi Gong (Chi Kung - treinamento de energia interna), mas o aluno não aparecia, pois estava entretido com mais uma de suas amantes. Terrivelmente irritado, Zhong Li Quan escreveu a seqüência nas paredes da caverna, para que seu aluno treinasse, quando finalmente resolvesse aparecer. Diz a lenda que foi assim que os mortais comuns tiveram acesso à seqüência de Qi Gong “Ba Duan Jin” (Oito Brocados de Seda).
Ainda assim, Lu Dong Bin não escapou de uma reprimenda de seu mestre: “você pode ser um Imortal, mas ainda está muito longe da Perfeição. É adepto das artes tanto dos livros quanto da guerra, conhece as mais elevadas formas de magia, e, embora seja um deus imortal, ainda é muito imaturo. Seduz mulheres no Céu e na Terra. Perverte o esquema natural das coisas, interfere nos destinos das pessoas, prega peças cruéis, e ocupa sua mente com trivialidades. É detentor de um grande poder, mas sua mente ainda vagueia. Embora sobrenatural, ainda não percebeu a verdadeira natureza da vida”.

Pela primeira vez embaraçado, Lu perguntou: “como se pode atingir a Verdade Suprema”?
“Deve-se realizar o Vazio, pois essa é a Única Sabedoria, que vai além da habilidade e do conhecimento racional. Essa é a Meta Suprema: O Vazio”.

Lu Dong Bin aparece invariavelmente representado com uma espada. Não se trata de uma espada qualquer: chama-se Chan-yao Kuai, que significa “lâmina fatiadora de demônios”. Ele a ganhou de um dragão vermelho, para a execução de exorcismo, destruição ou captura de maus espíritos, quando invocado corretamente. No entanto, para Lu Dong Bin, esta notável espada não é uma arma para matar inimigos, mas sim um símbolo de vitória contra as paixões, agressões e ignorância. Lu Dong Bin considerava a compaixão como característica essencial para se atingir a Perfeição.

Outro atributo deste Imortal é um espanador de crina de cavalo, símbolo taoista de magia e da capacidade de estar em qualquer lugar em frações de segundo, voando nas nuvens.

Podem-se encontrar inúmeras lendas deste Imortal fantasiando-se de mendigo, vendedor de óleo, vendedor de caixões de defunto e outros feitos espantosos, tudo para pregar peças e testar a honestidade dos homens.
Sendo o Médico dos Pobres, diz a lenda que, dos Oito Imortais, ele é o que mais percorre o mundo dos homens, mesmo atualmente. Dedica-se a encontrar os Puros de Coração, e ajudá-los a obterem a Imortalidade. Muito acessível, há um templo na China em sua honra com uma sala especial para os visitantes, na qual se diz que Lu Dong Bin se revela em sonhos para aqueles que lá repousam.
Mais do que isso, dizem que Lu Dong Bin nunca deixa de responder aos Puros de Coração, através de bons médiuns ou xamãs.

O menino e os oito “visitantes”...

Portador de deficiências cardíacas congênitas, um menino passou por cirurgias de coração aberto aos três meses, dois anos e meio e aos cinco. Esteve à beira da morte varias vezes durante as operações e seus médicos não esperavam que sobrevivesse. Aos oito anos, revelou à mãe que, enquanto ainda estava inconsciente após uma das cirurgias, fora visitado na UTI por "oito chineses" que trouxeram informações sobre sua recuperação. O menino observou que um dos chineses "tinha uma espada que estava sempre rodopiando no ar". Este homem freqüentemente usava a espada para cortar a barba, que rapidamente crescia de novo. Ele descreveu os "oito chineses" com detalhes.
Pesquisando a espantosa história, sua mãe descobriu a representação física e filosófica dos "oito chineses". Eram os Pa Hsien ou Oito Imortais, representação taoista de figuras históricas que alcançaram a imortalidade. Segundo a descrição do seu filho, um deles era Lu Tung-Pin, o padroeiro dos barbeiros, que ganhara uma espada mágica como recompensa por ter superado dez tentações.
O menino afirma que ainda é visitado pelos "oito chineses" que continuam a lhe fornecer informações. Essa é a sua experiência mística direta com a verdade, que ele aceita por completo, alegre e inquestionavelmente, e que lhe proporciona conforto em momentos traumáticos e assustadores. Sem a limitação do filtro mental de um adulto do que seja "certo" ou "errado" pensar ou acreditar, esta criança é capaz de aceitar tanto uma fonte de orientação direta quanto uma experiência direta de espiritualidade. Ao contrario de sua mãe curiosa e bem-intencionada, ele não tem necessidade de averiguar os fatos.

(Do livro: “A cura através da Terapia de VIDAS PASSADAS” Brian L. Weiss, M.D. página 157).
Giancarlo Salvagni; Salvador – Bahia - link


Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   Numerologia  
 
Compartilhe
Facebook   E-mail   Whatsapp



Giancarlo Salvagni é colaborador do Site
Email: reikibahia@hotmail.com
Visite o Site do Autor
Publicado em: 27/02/2004 12:26:27

Veja também
A Estesia que só o Coração Compreende...
Fobia de envelhecer, de ficar doente
Prática para Encontro de Alma
Os Analfabetos das Leis de Deus
A Paraplegia não imobiliza a Alma
A universalidade da vida como programática de cura


Deixe sua opinião sobre este artigo


© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.
As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor. O Stum não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo do Site.


Energias para Hoje
quarta-feira, 21 de agosto de 2019

energia
I-Ching: 19 – LIN – APROXIMAÇÃO
É tempo de alegria e esperança. Trabalhe, seja perseverante e deixe que os outros se aproximem, pois agir em conjunto será muito benéfico.


energia
Runas: Kenaz
Abertura de caminhos, iluminação e proteção.


21
Numerologia: Otimismo
Cante hoje, mesmo que seja intimamente. Encontre seu melhor sorriso e o mantenha. Ria mesmo das dificuldades será bem fácil superá-las hoje. Dê atenção especial a si mesmo e irradie alegria àqueles que encontra.




Horóscopo

Áries   Touro   Gêmeos   Câncer
 
Leão   Vírgem   Libra   Escorpião
 
Sagitário   Capricórnio   Aquário   Peixes





 
© Copyright 2000 - 2019 Somos Todos UM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa