Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
auravide auravide

A Competência Espiritual nas Instituições

por Isabel Romanello
A Competência Espiritual nas Instituições
Publicado dia 11/06/2004 11:55:22 em Espiritualidade

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

As Instituições são criadas a partir de pessoas, permanecem e continuam a existir através de pessoas e têm por objetivo prioritário suprir necessidades básicas: concretas, físicas, emocionais, mentais e espirituais de pessoas!

Mas, O QUE É UMA INSTITUIÇÃO? Quando duas ou mais pessoas se unem tendo entre si um objetivo comum, naturalmente, ali, nasce uma instituição. Um ou vários objetivos são instituídos e, então, as ações posteriores das pessoas envolvidas, que compõem aquela instituição e querem alcançar aquele mesmo objetivo, são direcionadas e cada um passa a assumir diferentes papéis que têm importâncias específicas e vão somando as vitórias paralelas na busca do objetivo.

Na prática realidade da vida, as empresas são instituições que objetivam oferecer produtos ou serviços às pessoas. As famílias são outro exemplo de instituição que tem por objetivo principal produzir e formar pessoas. Isso ocorre ciclicamente e sob a decisão dos membros da família. Quando ocorre a decisão por se ter filhos, novos seres irão nascer ali, crescer e passar a fazer parte de um meio social que é um outro exemplo de instituição composta por outras, inúmeras, instituições menores. As pessoas vão crescer, se casar e, nesse momento, o casamento é mais uma instituição. Em seu crescimento, na busca de sua formação cultural e intelectual, essas pessoas deverão ir às escolas, aquelas outras instituições que objetivam fornecer conteúdos específicos de conhecimento, para que cada um possa somar capacidades e qualidades ao grupo do qual faz parte. Enfim, várias pessoas com seus objetivos pessoais, comuns, sociais, culturais, profissionais, entre outros, se agrupam, atuam em seus bairros, ou em outros mais distantes e vão unificando esses bairros como várias instituições de diferentes portes, razões e significados. Assim, as cidades nascem e crescem. Surgem novas instituições. Ao se aglomerarem, tais cidades estruturam estados, países, nações que, ao final, geram, nutrem, fornecem e alteram a estrutura planetária do mundo em que vivemos e através do qual podemos sobreviver... Tudo uma imensa instituição composta por inúmeras - maiores e menores - que se correlacionam e se interferem mutuamente...

Mas, POR QUE NASCE UMA INSTITUIÇÃO? Em algum momento, por diversas e diferentes razões individuais ou grupais, aquela ou mais pessoas vivenciam uma ou mais necessidades! Na tentativa de suprir tais necessidades é que essa pessoa vai se unir às outras e buscar esses suprimentos como objetivos a serem alcançados em comum!
Quanto maior for a capacidade dessas pessoas em suprir, com qualidade, as necessidades vivenciadas individualmente e pelo grupo e, quanto maior for o número de pessoas que vivenciam essencialmente aquela mesma necessidade e lutam pelo seu suprimento, maior será a chance do objetivo ser alcançado e da instituição dar certo! Conseqüentemente, maior será a probabilidade de sucesso para as pessoas envolvidas naquela instituição!

Como, afinal, uma instituição somente existe a partir de indivíduos, sobrevive através de indivíduos, para suprir, direta ou indiretamente, necessidades de indivíduos e, como os indivíduos são Pura Energia: UMA INSTITUIÇÃO É, TAMBÉM, ENERGIA! Cada instituição é pura energia moldável e estruturada pelas características freqüenciais dos indivíduos que ali estão! Já imaginaram?

É a ENERGIA QUE DETERMINA O SUCESSO! Se os estados emocionais e intelectuais das pessoas que estão compondo aquela instituição forem predominantemente inadequados: medos, inseguranças, ansiedades... as freqüências emitidas por essas pessoas atrairão, para a instituição, uma condição equivalente e, nesses casos, se for possível atingir objetivos, a energia despendida será imensa, as dificuldades encontradas muito maiores, o estresse, o desgaste, o desânimo pessoal e institucional serão conseqüências fatais. E isso, mesmo que externamente as aparências tenham sido de uma busca intensamente positiva. Com freqüências inadequadas esse resultado será inevitável! E nesses casos, porém - e na maioria das vezes - os componentes da instituição nem imaginam o porquê das coisas andarem desencontradas e erradas. Se estivermos falando de uma empresa, os diretores, gerentes ou funcionários de uma forma geral, nem imaginam a causa daquilo estar ocorrendo! Se pensarmos em uma família, comumente as pessoas não sabem explicar os porquês dos erros próprios ou alheios ou dos fatos que todos vêm procurando evitar, mas acabam por vivenciar quase sem escolha... E, por fim, todos, em qualquer instituição chegam até mesmo a pensar em forças ocultas!

Por um lado, isso não deixa de ser um fato real! Só que essas “forças ocultas” são, na realidade, forças geradas inconscientemente por eles próprios, os componentes da instituição ou por alguns dos que ali estão!

Quando, ao contrário, as expressões geradas apresentam certa adequação pessoal: tranqüilidade, segurança, determinação, confiança... tais expressões passam a gerar campos freqüenciais energéticos que também contaminarão o ambiente e as pessoas, influenciando todas as suas decisões e movimentos, só que de outra forma, com o efetivo sucesso!

Ocorrências, fatos, decisões diretas ou indiretas, são regidas em todos os nossos projetos e processos de vida exatamente dessa maneira! A grande dificuldade é que ocorrem inconscientemente na maioria das pessoas as quais, muitas vezes, nem mesmo poderiam imaginar que, justamente suas inadequações mais escondidas e camufladas tenham tamanha interferência nas situações que vivenciam e nos resultados que experimentam em suas vidas! É exatamente isso! Tais estados interiores influenciam suas decisões e contaminam as organizações das quais participam.

Como freqüências iguais se atraem e criam uma continuidade, inadequada e desarmônica, ou adequada e equilibrada, os produtos ou serviços concluídos poderão apresentar, ou não, a exigida e necessária qualidade e os relacionamentos em harmonia, uma convivência mais plena e os resultados positivos nas ações que apóiam mutuamente os membros da família. Assim, naturalmente, a instituição estará vivenciando sua efetiva “perda ou conquista” de clientes, de mercados, de prosperidade, de felicidade e harmonia!

Em síntese, a característica vibracional de uma pessoa ou de um grupo, é o fator mais contagiante e criador da realidade a ser experienciada. Isso quer dizer, em poucas palavras, que um grupo alegre, de pessoas continuamente de bem com a vida, felizes, irá contagiar outras pessoas, outros grupos, a instituição, enfim, com a mesma expressão freqüencial. Um grupo derrotado, insatisfeito, infeliz, de pessoas doentes e insanas, contaminará as pessoas, outros grupos ou a instituição com essas mesmas inadequações.

Mas o pior é que essas características inadequadas e de baixa freqüência acabam por comprometer as pessoas em sua realidade espiritual, mental, emocional, intelectual ou, por fim, física, ocasionando as inúmeras doenças, com os mais diferentes graus de intensidade e gravidade.

Vale aqui um alerta: se você tem vivenciado muitos problemas de saúde... desperte! Sua vida precisa mudar! Você precisa estar mais feliz e saiba que isso é possível e, para alguns, até mesmo bastante fácil!Por esta razão é que podemos afirmar sem exagero algum: CERTAMENTE, EM TODOS OS ASPECTOS DA VIDA, NADA OCORRE, REALMENTE, POR ACASO! A HARMONIA, O SUCESSO, A EFETIVIDADE EXIGEM EQUILÍBRIO E PARA ADEQUARMOS AS SITUAÇÕES DESARMÔNICAS NECESSITAMOS ADEQUAR AS PESSOAS!

A evolução das instituições vem se apoiando, dependendo e direcionando-se, prioritariamente, pela capacidade lógica e intelectual de seus profissionais. Ações mais racionalizadas são as consideradas primeiramente nas soluções e buscas de resultados. Isso nos mostra que o intelecto e a inteligência racional sintetizam o alicerce das instituições há muitos séculos.

Entretanto, após o ápice dos recursos intelectuais, o caminho natural é o desenvolvimento das habilidades interiores em busca da Competência Espiritual. A partir deste desenvolvimento, o equilíbrio das ações passa a ser norteado pelo bom senso, pela empatia e pelo discernimento, tornando-se fundamental no trato das relações e, estas, no equilíbrio e na evolução de qualquer instituição familiar, social ou empresarial.

Assim, numa evolução natural, o alicerce institucional do futuro não se sintetiza, somente na expressão da sensibilidade humana e da criatividade. Nem tampouco, unicamente no domínio da inteligência pela expressão da competência espiritual! Mas antes, e acima de tudo, no equilíbrio entre dois aspectos. A inteligência passa a se expressar pelo comando do ser espiritual na continuidade das respostas lógicas e intelectuais, qualificadas pela vontade poderosa e criadora que, sensível e intuitivamente, reconhece a verdade como direcionante da sua própria evolução; sempre com o Amor que naturalmente promove o mútuo respeito e apoio entre todos os três aspectos que nos compõem. Se observarmos, aqui temos corpos, utilizamos mentes e somos espíritos que objetivam algo em comum e, afinal, isso nos torna “indivíduos instituições” que trazem o equilíbrio desses planos paralelos e complementares como o único caminho de crescimento e transformação pessoal!

Devemos transcender para equilibrar entre si a competência intelectual e a competência espiritual. Somar a racionalidade à sensibilidade, o intelecto à criatividade, os recursos lógicos às habilidades sensíveis, a visão cartesiana à visão holística, o materialismo à espiritualidade. Sem negar qualquer aspecto. Reconhecendo o pleno valor de tudo o que existe, no material e no imaterial, no visível e no invisível, no tangível e no intangível.

Tudo isso pode ocorrer, unicamente, pelo equilíbrio dos seres e pela efetividade dos resultados nas instituições através da adequação energética das pessoas. Este é o único caminho para o contínuo crescimento dos indivíduos, das famílias, das empresas, dos países... Do mundo em que vivemos!
Precisamos nos descobrir para que possamos nos manter espiritualmente competentes. Essa é a única maneira de eliminarmos preconceitos, transformarmos os paradigmas, transmutarmos a consciência e alcançarmos um real crescimento! Tudo está muito próximo! Muito mais do que imaginamos! Basta olhar para um espelho e lá, na imagem refletida, estará essa possibilidade. Bem dentro de cada um de nós. As potencialidades necessárias para o exercício da Competência Espiritual são inerentes a todos os Seres Humanos. Para que aflorem é necessário um esforço estritamente pessoal onde a eliminação e a transformação de velhos preconceitos se fazem necessárias.

A Qualidade dos resultados, assim como o tempo de conclusão desta mudança, depende única e exclusivamente de cada um. Varia, simplesmente, de acordo com a coragem e a persistência com as quais nos dispomos a enfrentar a nós mesmos, reconhecendo as inabilidades que temos sem medos ou disfarces. Só assim, enfrentando-nos cara a cara, é que conseguiremos transmutá-las. São aparentes derrotas! Mas, derrotas que significam imensuráveis vitórias que nos fazem nascer novos homens. Vitórias que ampliam em nosso ser o bom senso e a empatia para que possamos permear nossas atividades intelectuais com a sensibilidade que promove a força do amor para, assim, promovermos posturas mais equilibradas em nossas vidas.

Esta afirmação, ainda hoje, para alguns, pode até parecer utópica, sonhadora e impossível, assim como o seria se afirmássemos a um homem da idade média que, um dia, o homem chegaria à lua ou poderia voar. Porém, sabemos que para o homem nada é impossível! Tudo somente significa uma questão de tempo, persistência e fé... É preciso desenvolver a paciência em somatória às ações criadoras que, naturalmente, serão vitoriosas sobre a relatividade do tempo e do espaço.

Só precisamos começar! E sabemos, sem qualquer dúvida, que existem vários caminhos! Todos com suas intenções próprias e valores concretos, mentais e essenciais definidos. Para nós, o Equilíbrio Essencial, aquele que através da autoconscientização aflora do ser espiritual que somos, é imprescindível para uma aquisição efetiva de estados emocionais equilibrados e sob controle de indivíduos intelectualmente preparados. Sabemos que somente as pessoas que se permitem essa busca poderão ser definidas como espiritualmente competentes! E em algum momento, sem dúvida, todos o seremos! Será natural fazer essa escolha...

O caminho que busca o Equilíbrio Essencial compõe um grande recurso para auxiliar aos indivíduos e suas instituições nos momentos onde a tranqüilidade, a calma e a Competência Espiritual se tornam fatores de maior necessidade e importância. Os segmentos com que trabalhamos realmente promovem o Equilíbrio Essencial e afirmamos isso, aqui, em função de alguns questionamentos que temos recebido sobre a metodologia, seu diferencial e sua eficácia. A conceituação “teórica/prática” vem sendo aplicada em diversas áreas, vivenciada por muitas pessoas e, indistintamente, apresentando resultados surpreendentes. Entretanto, talvez infelizmente, não funcionam como vacinas... Nossos segmentos também não se propõem a resultados milagreiros ou místicos. Ao contrário, a partir de uma abordagem coerente e lógica, com um ponto de vista diferenciado da realidade humana, a autoconscientização se torna uma prática contínua que se transforma num hábito saudável e harmonizador.

A sabedoria, a criatividade, o bom senso e o conhecimento lógico somente podem ser expressos, plenamente, quando amparados pelo equilíbrio individual e institucional. Se você é um dos leitores que questionou na prática como desenvolver a competência espiritual (a partir do artigo “Você é espiritualmente competente”?), esse é um caminho que propomos com a consciência tranqüila e plena de amor pelo reconhecimento dos resultados - fantásticos - há quase quatorze anos. Alguns questionamentos que recebemos nos permitem propor a todos vocês e às suas instituições o conhecimento e a aplicação destes segmentos para um contínuo e atento desvendar dessa fascinante condição essencialmente energética que, sendo característica ainda muito pouco conhecida pela maioria das pessoas é, ao mesmo tempo, extremamente ativa em todos nós e básica a um desenvolvimento efetivo da Competência Espiritual. Pode acreditar! Sim! É realmente possível! Agora! Já! Mesmo nesse nosso estágio evolucional.

Não podemos nem devemos esperar o momento oportuno. Temos que fazer de nosso momento, do agora, a nossa oportunidade maior de crescer, evoluir e melhorar. Obtenha as informações necessárias nos links abaixo: sobre o CREC, sobre os ATENDIMENTOS e se quiser mais informações sobre os segmentos para casais, para profissionais e para empresas basta nos enviar uma mensagem e estaremos remetendo a vocês as informações solicitadas.



Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   horoscopo

starstarstarstarstar
O artigo recebeu 1 Votos

Gostou?   Sim   Não  

Compartilhe
Facebook   E-mail   Whatsapp

Sobre o autor
Isabel Romanello é Co-fundadora da Equilíbrio Essencial com
J. Ervolino Neto, que atuam como coordenadores de cursos, eventos
e como Terapeutas em atendimentos individuais e na área empresarial.
Descubra a cor de seu medo, clicando aqui.
Email: [email protected]
Visite o Site do Autor

Veja também
artigo Você tem realmente esse tal Livre Arbítrio?
artigo Contrato com a morte
artigo Estesia
artigo A mudança deve ser interna





horoscopo


As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.

auravide

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa