auravide auravide

A mulher alma


Eu adoro conversar com minha alma dentro do meu coração... ela se apresenta pra mim com muitas formas e me dá muitas lições... lições que são importantes naquele momento que estou vivendo... pode ser que em outro momento ela venha com outra aparência e me ensine coisas que até sejam contraditórias...

Mas a vida é assim mesmo... tem dia que é da espera... tem dia que é da retirada... tem dia que é do avanço... tudo tem sua hora de acordo com as energias únicas de cada dia...
Naquele dia eu nem tinha a intenção de conversar com ela... a alma... Eu deitei um pouco pra relaxar e já me vi conectada com o coração... essa conexão eu só sei sentir... não sei descrever...

E lá estava eu andando por uma praia de areias limpas e águas transparentes e azuis, de um azul muito claro e translúcido... pareciam águas de luz pelo brilho que o sol emprestava a cada gotinha d'água daquele mar imenso... Foi então que vi uma pedra grande na praia entrando pelo mar adentro.
Uma mulher jovem, assentada com os pés na água cristalina... balançava os pés como se não quisesse nada da vida...
Estranhei aquela atitude absolutamente despretensiosa daquela mulher e perguntei assim meio desconfiada:
- Você é minha alma?...
- É assim que você está me vendo hoje...
Encorajada pela aparência tão humana daquela mulher alma resolvi perguntar aquilo que tem sido minha busca...
- O que você quer?
Afinal o que você realmente quer... eu vivo em busca do que você quer e você nunca me fala com clareza...
- Eu já encontrei o que quero... está aqui...

Enquanto falava com um movimento leve me mostrou a pequena concha fechada que trazia nas mãos...
Eu olhei nos olhos daquela mulher, que não tinha nenhuma cara de alma, e vi a serenidade de quem não quer nada porque tem a certeza de que já tem o que quer... É só assim que consigo definir aquele olhar...
Fiquei ali sem palavras... olhando sem compreender, aquela pequena concha fechada... aquela mulher que tinha no olhar e nas mãos o que tem sido minha busca incansável...
Ali... bem ao alcance das minhas mãos, tudo que eu tenho buscado, fechado em uma pequena concha... era só pegar e abrir...
E com um movimento que pra mim durou uma eternidade ela lançou a concha no mar profundo...
Quase sem ar consegui falar um
- Mas...
Sem acreditar que, o que sempre busquei, agora estava perdido no mar profundo... entre milhares de outras conchas...
Entendendo minha angústia a mulher sorriu e disse ...
- Não está mais longe do que sempre esteve... está onde sempre esteve... como essa concha...

Enquanto falava, a concha, como que por magia apareceu de novo na pequena mão...
O que você tanto busca está o tempo todo ao seu alcance... você é que sempre o lança para um lugar distante e aparentemente inacessível cada vez que não acredita que é capaz de realizar o seu Dom...
Nem tentei pegar a concha que estava ali agora disponível ao meu alcance... Entendi a mensagem e me lembrei das vezes em que o Universo me mostrou partes do meu Dom e eu, por não acreditar ou não ter persistência para insistir, o colocava longe e inacessível... como a concha no mar profundo...

A mulher alma tão humana e feminina se despediu de mim com um sorriso...
Eu agradeci profundamente e voltei pra mim mais feliz...

Ilustração de Rubia Americano Dantés


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 2


rubia
Rubia A. Dantés é Designer, cria mandalas e ilustrações em conexão...
Trabalhos individuais e em grupo, com o Sagrado Feminino, o Dom e o Perdão...
Visite o Site do Autor

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Espiritualidade clicando aqui.


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa