auravide auravide

Aprender


Raras vezes viajo só. Esta foi uma delas. Como sempre faço, para não sofrer as conseqüências do Jet Lag, em outras palavras do fuso horário, não tomo o café da manhã no avião. Procuro fazer a primeira refeição no local de meu destino. Isso facilita a adaptação biológica, funcionamento de intestinos etc.

Depois de apanhar minha bagagem passei pela emigração e alfândega. Logo na saída fui abordado pôr um senhor que me ofereceu transporte até o Hotel. Era evidente que não se tratava de um taxista. Eles não abandonam seus carros para buscarem passageiros. Aceitei.

Simpático se ofereceu para conduzir o carrinho com as bagagens. Antes que eu pudesse optar ele já havia tirado o veículo de minhas mãos. Lhe forneci o nome e o endereço do Hotel Pennsylvania e rapidamente estávamos nos dirigindo para a Ilha de Manhattan.

Falávamos em Inglês. Logo percebi seu sotaque latino e, ao lhe perguntar sua nacionalidade, surpreso me disse que era Brasileiro. Ficamos felizes em podermos falar o idioma de nosso país e de suas virtudes, que muitos não vêem pela simples necessidade de poderem continuar conduzindo e manobrando seus eleitores.

Ricardo me contou sobre sua experiência após o evento terrorista de 11 de setembro de 2001. Relatou como viu as duas torres caírem, o período que ficou sem comunicação porque a antena de seu rádio estava localizada em uma das torres e o prejuízo que tivera.

Logo depois do episódio, sua situação financeira ficou terrível. Teve que vender alguns bens para poder se recuperar. Feliz relatou que o Governo Americano lhe chamou e que, depois de comprovar suas perdas, foi totalmente ressarcido.
Logo depois do atentado foi ao Brasil e ficou surpreso com a nossa evolução e como as coisas estão se encaminhando em nosso país.
“Aprendi, que aqui se ganha dinheiro, mas que lá em nossa terra, vive-se.” Disse-me falando com nostalgia e numa franca demonstração de saudades.

Você já aprendeu o quanto é bom ser Brasileiro e viver no seu país? Vote certo, consciente, sem protesto, afinal somos os líderes da América do Sul. Para se conhecer, efetivamente, uma realidade é necessário nos projetarmos para fora dela e analisarmos sem paixões.

Aqui fora já não somos mais conhecidos somente pelo café, Pelé e o Carnaval; afinal nosso Brasil é uma das dez maiores economias do mundo.

Nas próximas semanas lhes contarei mais sobre Ricardo e alguns acontecimentos aqui nos USA.

Nos veremos em breve.
Um beijo na sua alma.


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 1


saul
Saul Brandalise Jr. é colaborador do Site, autor do livro: O Despertar da Consciência da editora Theus, onde mostra através das narrativas de suas experiências como extrair lições de vida e entusiasmo de cada obstáculo que se encontra ao longo de uma vida.
Visite o Site do Autor

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Espiritualidade clicando aqui.


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa